ácido lático
Ultima atualização: 7 de dezembro de 2020

Como escolhemos

16Produtos analisados

20Horas investidas

6Estudos avaliados

75Comentários coletados

O ácido lático é um fator de hidratação natural da pele, que faz parte da família dos alfa hidroxiácidos (AHA), que possuem efeitos únicos sobre a estrutura e o aspecto da pele (1). Você quer conhecer o segredo das famosas para uma "pele perfeita"? Existem muitos responsáveis, mas o ácido lático tem papel de destaque.

O ácido lático está presente no organismo de forma natural, tendo em vista que o próprio corpo é capaz de produzi-lo. Aplicado de uma forma tópica, é um dos alfa hidroxiácidos mais adequados para peles sensíveis, capaz de esfoliar sem causar irritação. Você quer saber o que o ácido lático pode fazer na pele do seu rosto? Vamos contar neste artigo.




O mais importante

  • O ácido lático é um dos alfa hidroxiácidos mais respeitosos com a pele, tendo em vista que suas moléculas, maiores que as de ácido glicólico, por exemplo; penetram mais devagar na derme e epiderme.
  • Entre seus efeitos, absorve e conserva a hidratação da camada externa da pele e melhora notavelmente seu aspecto.
  • Na hora de adquirir um produto com ácido lático, leve em consideração a concentração do ativo, o formato e o seu tipo de pele. Vamos falar sobre estes e outros critérios de compra na última seção deste guia.

Ácido lático: nossa recomendação dos melhores produtos

Sabemos que é difícil encontrar um produto com ácido lático que una qualidade e bom preço. Por isso, vamos mostrar abaixo as melhores opções do mercado:

Sérum com ácido lático

Nesse momento, o produto selecionado não está disponível no fornecedor. Por isso, o substituímos por outro com características similares. Para relatar um problema.

Das Problem mit diesem Produkt wurde gemeldet. Danke!

A marca The Ordinary é conhecida por seus cosméticos com fórmulas efetivas. Este sérum com 10% de ácido lático oferece uma esfoliação suave e potente ao mesmo tempo, além disso, conta com pimenta das Tasmânia em sua fórmula, que reduz sinais de inflamações na pele e sensibilidade.

Um tônico facial com ácido lático

Este tônico facial com ácido glicólico e ácido lático esfolia a pele, reduz a aparência dos poros e também a oleosidade. Oferece uma aparência mais suave e brilhante para a pele, além de mantê-la profundamente hidratada. Deve ser utilizado todos os dias.

O melhor peeling com ácido lático

Nesse momento, o produto selecionado não está disponível no fornecedor. Por isso, o substituímos por outro com características similares. Para relatar um problema.

Das Problem mit diesem Produkt wurde gemeldet. Danke!

O peeling enzimático é uma ótima opção para a renovação celular da pele. Tem ação clareadora, reparadora e adstringente. Mantém o tom da pele uniforme. Pode ser utilizado em qualquer tipo de pele, mas deve ser utilizado com cuidado.

Guia de Compras: O que você precisa saber sobre o ácido lático

Nem todo mundo conhece o ácido lático e seus benefícios. Por isso estamos aqui! Como sabemos que ninguém é conhecedor de tudo, preparamos esta seção para responder as dúvidas mais frequentes sobre este produto.

ácido lático

Entre seus efeitos, o ácido lático absorve e conserva a hidratação da camada externa da pele e melhora notavelmente seu aspecto. (Fonte: Macniak: 93932295 / 123rf.com)

O que é o ácido lático?

O ácido lático é uma das maiores moléculas pertencentes à família dos alfa hidroxiácidos. É proveniente da quebra da glicose na ausência de oxigênio e geralmente é obtida a partir do leite ou de açúcares presentes nas frutas, como a maçã.

Como outros membros da família dos AHAs, o ácido lático é solúvel em água. Tendo em vista que é uma molécula muito grande, não penetra profundamente, de modo que seus efeitos são notados nas camadas externas da pele e é adequado para peles sensíveis.

O ácido lático é um dos hidratantes naturais da pele e é considerado uma excelente fonte de hidratação para todos os tipos de pele (2). É menos irritante que o ácido glicólico.

O ácido lático foi um dos primeiros ácidos conhecidos. Foi descoberto pelo químico sueco Carl Wilhelm Scheele no leite em pó.

Quais os benefícios do ácido lático?

O ácido lático tem três funções fundamentais que são traduzidas em benefícios para o rosto: esfolia as células mortas, estimula a produção de colágeno e aumenta as ceramidas. Veja abaixo com mais detalhes:

  • Atenua as linhas de expressão, já que aumenta a espessura da epiderme (3).
  • Reduz a acne, previne e elimina manchas.
  • Estimula a renovação celular e permite que as loções hidratantes e outros tratamentos penetrem na pele.
  • Esfolia a pele e apaga as manchas provocadas pelo sol, desta forma é obtida uma pele com aspecto radiante e jovem.
  • Contribui com a hidratação natural da pele, desta forma a derme fica mais suave e elástica.
  • Mata as bactérias que podem provocar infecções cutâneas, principalmente em bebês (4).
  • Regula o pH.

Quais tipos de pele podem aproveitar dos benefícios do ácido lático?

O ácido lático funciona bem em todos os tipos de pele, embora seja especialmente recomendado para peles sensíveis, desidratadas ou maduras, bem como aquelas com tendência à acne.

É um dos alfa hidroxiácidos mais indicados para pessoas que nunca testaram antes, já que é muito potente, mas muito delicado com a pele. Mas não é recomendado combiná-lo com outros produtos.

Caso você esteja usando outros alfa hidroxiácidos, como o retinol diariamente, adicioná-lo a sua rotina pode ser prejudicial, já que a pele é delicada. Por outro lado, o ácido lático funciona muito bem com hidratantes, como o ácido hialurônico.

ácido lático

O ácido lático reduz a acne, prevenindo e eliminando manchas. (Fonte: Drobot: 113113863 / 123rf.com)

Como utilizar o ácido lático?

Como existem produtos muito variados com ácido lático em suas fórmulas, com diferentes concentrações e indicações, é importante ter claro o que você espera conseguir antes de iniciar o tratamento:

  • Para um efeito radiante diariamente: Opte por séruns e cremes hidratantes, com concentrações moderadas. Considere que a pele pode ficar mais exposta a radiação solar, desta forma é importante utilizar cremes com proteção solar diariamente.
  • Para uma esfoliação mais potente: Uma boa ideia são as máscaras ou o peeling doméstico, uma ou duas vezes por semana. É importante começar com uma concentração mínima. Quando você notar que a pele está respondendo bem, você pode ir aumentando.

O ácido lático tem alguma contraindicação?

Como já comentados, o ácido lático é um dos alfa hidroxiácidos mais suaves que existem, por isso qualquer pessoa pode utilizar sem problemas. Mas, há sempre algumas precauções que você deve considerar.

Para começar, é importante não fazer uma esfoliação excessiva: dispense outros métodos químicos, como o retinol. Além disso, antes de começar a usar o ácido lático, é recomendado testar em uma área pequena da pele durante alguns dias.

Se não houver erupções cutâneas, vermelhidão ou coceira, você pode passar para a seguinte fase: utilizar no rosto. Claro, comece sempre de menos para mais: de concentrações mínimas até as mais altas.

Antonio OrtegaDermatologista
"O ácido lático é um alfa hidroxiácido ideal para peles sensíveis, desidratadas e opacas. É utilizado principalmente como um químico anti-idade para suavizar as rugas, reduzir os danos solares, melhorar a textura, o tom da pele e o aspecto em geral."

O que diferencia o ácido lático dos demais ácidos?

Você pode estar se perguntando o que o ácido lático tem de especial se comparado com outros alfa hidroxiácidos, como o ácido glicólico.

Para começar, sua molécula é maior, por isso não penetra tão profundamente na pele. É uma boa notícia para as peles sensíveis, que vão tolerar muito melhor seus efeitos.

Os especialistas afirmam que mesmo que o ácido glicólico e o lático atuem da mesma forma sobre as camadas da pele, o ácido lático tem efeitos exclusivos.

Ajuda a estimular a síntese de colágeno, melhora a textura da pele, previne o surgimento de rugas e melhora a aparência em geral (5).

Critérios de compra

Quais fatores determinam qual é o melhor produto com ácido lático para o rosto? Existem vários critérios que devem ser considerados para que você faça uma compra adequada.

Concentração

Como você pode deduzir a partir dos produtos que mostramos, a concentração de ácido lático pode variar muito entre uma opção e outra. Caso você queira usar apenas como hidratante e regulador do pH, você pode usar concentrações baixas, com cerca de 10%.

Por outro lado, foi comprovado que as mudanças na textura da pele, o aspecto e a profundidade das linhas de expressão são produzidas com concentrações a partir de 5%.

Uma concentração de 12% pode ter efeitos tanto na epiderme como na derme, enquanto o ácido lático 5% afeta apenas a epiderme, ou seja, a camada mais externa da pele (6).

ácido lático

O ácido lático esfolia a pele e apaga as manchas causadas pelo sol, oferecendo uma pele com aspecto radiante e jovem. (Fonte: Olgara: 153283952 / 123rf.com)

Tipo de pele

Optar por um produto com ácido lático específico vai depender do seu tipo de pele. É diferente ter uma pele oleosa e uma pele seca. Observe abaixo:

  • Pele oleosa com tendência à acne: O ácido lático pode não ser a primeira opção se a sua pele produz muita oleosidade e você tem poros dilatados, mas existem produtos oil-free que não deixam a pele oleosa, nem pioram a acne.
  • Pele normal ou mista: Neste caso, o ácido lático é uma opção perfeita de hidratante ou esfoliante de uso diário. Também pode ser utilizado em altas concentrações em máscaras ou peelings.
  • Pele seca: O ácido lático funciona muito bem para suavizar e hidratar a pele seca. Contribui para uma melhor absorção dos ativos de outros produtos da rotina de cuidado facial.
  • Pele sensível: Este alfa hidroxiácido é um dos mais adequados para peles sensíveis, já que suas moléculas são grandes e não causam irritações.
  • Pele madura: As peles maduras são as que mais aproveitam dos benefícios do ácido lático, principalmente se ocorrem manchas solares, linhas de expressão ou áreas com hiper pigmentação. Nestes casos, pode ser combinado com a vitamina C.

Formato do produto

Praticamente qualquer produto cosmético pode incluir ácido lático em sua fórmula: desde sabonetes de limpeza facial, tônicos, séruns ou cremes hidratantes. Então, qual a melhor opção para você?

  • Como esfoliante, o ácido lático é mais efetivo em tônicos ou séruns. O motivo é que, ao utilizá-lo no início da rotina, seus ativos penetram mais na pele.
  • Também pode ser muito efetivo em máscaras e peelings, principalmente se utilizado em concentrações altas, uma ou duas vezes por semana.
  • Em produtos hidratantes, o ácido lático demora mais para penetrar na pele. Pode ser uma boa opção em peles muito sensíveis ou para pessoas que que estejam usando ácidos pela primeira vez.
  • Em limpadores faciais, o ácido lático geralmente não é muito efeito. Como estes produtos são retirados rapidamente da pele, seus ativos não tem tempo de atuar.

ácido lático

O ácido lático funciona bem em todos os tipos de pele, mas é especialmente recomendado em peles sensíveis, desidratadas ou maduras. (Fonte: Worathat: 81186060 / 123rf.com)

Vegano ou não vegano

Cada vez existem mais pessoas interessadas pelo veganismo na sociedade, desta forma, não é de se estranhar que muitas pessoas se perguntem se o ácido lático é um composto vegano. A resposta é "depende".

O ácido lático pode ser obtido através do leite, mas também pode ser extraído através de diferentes processos de amidos e açúcares vegetais. Os ácidos láticos sintetizados em laboratório a partir da cana, batata, maçã, milho ou beterraba são aptos para veganos.

Para ter a garantira completa de que o produto adquirido não foi elaborado com ingredientes derivados de animais, é importante que esteja especificado no rótulo. Caso contrário, verifique com o fabricante.

Resumo

O ácido lático é um dos ingredientes que ganhou fama nos últimos anos. E não funciona bem apenas se aplicado no rosto, mas também pode ser utilizado no pescoço, colo, mãos ou até mesmo no corpo todo. Caso você esteja procurando um efeito de luminosidade, não deixe de testar um destes produtos!

Este alfa hidroxiácido é um dos mais delicados que existem. Você pode introduzi-lo em sua rotina ou tratamentos ocasionais, como máscaras ou peeling, sem medo, porque ele respeita totalmente a pele, sem perder a efetividade. Em qualquer caso, seus efeitos demorarão um pouco mais para serem notados que os efeitos do ácido glicólico, por exemplo.

E então, você já incluiu o ácido lático na sua rotina de beleza? Conte para nós nos comentários e não deixe de compartilhar este artigo em suas redes sociais!

(Fonte da imagem destacada: Lovushkina: 126729886 / 123rf.com)

Referências (6)

1. Clive R. Harding y Anthony V. Rawlings (2005): «Effects of Natural Moisturizing Factor and Lactic Acid Isomers on Skin Function», en Dry Skin and Moisturizers.
Fonte

2. Sheau-Chung Tang y Jen-Hung Yang (2018): «Dual Effects of Alpha-Hydroxy Acids on the Skin», en Molecules, vol. 23, núm. 4.
Fonte

3. Philipp Babilas, Ulrich Knie y Christoph Abels (2012): «Cosmetic and dermatologic use of alpha hydroxy acids», en Jornal of the German Society of Dermatology, núm. 10.
Fonte

4. Teresita B. Naval, Gemiliano L. Aligui y Esperanza F. Rivera (1985): «A Study of Bacterial Skin Colonization Among Newborn Infants Using Lactic Acid and Hexachrolophene», en Tanchoco Memorial Medical Foundation Hospital.
Fonte

5. Harper’s Bazaar Team (2019): «Why Lactic Acid Is the Best Skincare Ingrediente for Sensitive Skin», en Harper’s Bazaar.
Fonte

6. Walter P. Smith (1996): «Epidermal and dermal effects of topical lactic acid», en Jornal of the American Academy of Dermatology, vol. 35, núm. 3.
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Artigo informativo
Clive R. Harding y Anthony V. Rawlings (2005): «Effects of Natural Moisturizing Factor and Lactic Acid Isomers on Skin Function», en Dry Skin and Moisturizers.
Ir para a fonte
Artigo informativo
Sheau-Chung Tang y Jen-Hung Yang (2018): «Dual Effects of Alpha-Hydroxy Acids on the Skin», en Molecules, vol. 23, núm. 4.
Ir para a fonte
Artigo informativo
Philipp Babilas, Ulrich Knie y Christoph Abels (2012): «Cosmetic and dermatologic use of alpha hydroxy acids», en Jornal of the German Society of Dermatology, núm. 10.
Ir para a fonte
Artigo informativo
Teresita B. Naval, Gemiliano L. Aligui y Esperanza F. Rivera (1985): «A Study of Bacterial Skin Colonization Among Newborn Infants Using Lactic Acid and Hexachrolophene», en Tanchoco Memorial Medical Foundation Hospital.
Ir para a fonte
Artigo informativo
Harper’s Bazaar Team (2019): «Why Lactic Acid Is the Best Skincare Ingrediente for Sensitive Skin», en Harper’s Bazaar.
Ir para a fonte
Artigo informativo
Walter P. Smith (1996): «Epidermal and dermal effects of topical lactic acid», en Jornal of the American Academy of Dermatology, vol. 35, núm. 3.
Ir para a fonte
Resenhas