Acido-salicilico
Ultima atualização: 2 de fevereiro de 2020

Como escolhemos

11Produtos analisados

19Horas investidas

4Estudos avaliados

83Comentários coletados

Que atire o primeiro gel secativo quem nunca lutou contra uma espinha indesejada… Quem é que nunca sofreu com os terríveis pontos pretos ou com o excesso de oleosidade? Pois é, ninguém está livre de cravos e espinhas, principalmente os adolescentes e jovens, mas também os adultos. E por isso é sempre necessário ter alguns aliados por perto, como o ácido salicílico, presente em diversos produtos como sabonetes, cremes, géis e secativos.

Se os cravos e espinhas, provocados sobretudo pelo excesso de oleosidade, deixam a pele com um aspecto desagradável, o ácido salicílico promove uma limpeza profunda, deixando aspecto saudável e uniforme. Parece bom demais para ser verdade?

Ao longo desse artigo vamos mostrar como o ácido salicílico age na sua pele para promover esse “pequeno milagre”. Acompanhe-nos e se prepare para uma pele radiante!




O mais importante

  • O ácido salicílico é utilizado para o tratamento de casos leves de acne.
  • Trata-se de um princípio ativo de uso tópico que pode ser encontrado sob diversas apresentações, como cremes, loções, géis e sabonetes.
  • O ácido salicílico tem propriedades antissépticas, queratolíticas e antibacterianas.
  • Os resultados do tratamento podem variar, mas normalmente demoram algumas semanas para começarem a aparecer. O uso do ácido, para que seja efetivo, deve ser prolongado.
  • Apesar de se tratar de um ácido leve e seguro, é importante considerar a possibilidade de alguma reação alérgica ou efeito colateral. Em breve, falaremos sobre esse assunto de forma mais aprofundada.

Os melhores produtos com ácido salicílico do mercado: nossos favoritos

O sabonete com ácido salicílico 100% vegetal

Tradicional na fabricação de produtos de higiene pessoal, a Granado também investe nos cuidados com a pele. Um destaque é esse sabonete em barras 100% vegetal, formulado com ácido salicílico e enxofre a 10%.

Livre de óleos, fragrância artificial, corante ou parabenos, ele promove a limpeza profunda na pele, como secativo, esfoliante, com ação antibacteriana. indicado para acompanhar os tratamentos dermatológicos contra acne, não utiliza qualquer componente de origem animal.

O esfoliante com ácido salicílico que acaba com a acne

Formulado para garantir a limpeza profunda da pele, esse gel de limpeza da Neutrogena promete deixar a sua pele à prova de acne. Com microesferas esfoliantes e ácido salicílico, ele atua na desobstrução dos poros, ajudando a remover cravos e espinhas.

A ação do ácido salicílico inibe o excesso de oleosidade sem, contudo, agredir a barreira natural da pele, criando um escudo contra a formação de novos cravos e espinhas.

O adesivo com ácido salicílico para secar espinhas

O mundo dos tratamentos dermatológicos não para de evoluir. Prova disso é o adesivo secativo à base de ácido salicílico. Ele auxilia no processo de cicatrização das espinhas e reduz a vermelhidão da pele.

O ácido ajuda na desobstrução dos poros e em ação rápida. Depois de aplicado, basta observar a mudança na cor do adesivo. Nesse momento a espinha já terá secado — é a hora certa de retirá-lo.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre o ácido salicílico

É muito importante que, antes de adquirir e começar a utilizar um produto com ácido salicílico, você conheça os principais aspectos desse ativo. Por isso, vamos trazer aqui os aspectos e informações mais relevantes sobre o ácido salicílico para que você possa escolher com segurança qual a melhor forma de introduzir o ácido na sua rotina de beleza.

ácido-salinilico

A acne é um problema que afeta principalmente adolescentes e jovens, mas também pode surgir em pessoas de outras faixas etárias. (Fonte: Marctran: 82078464/ 123rf.com)

O que é exatamente o ácido salicílico?

O ácido salicílico é um componente comum em muito produtos usados em tratamentos dermatológicos. Originalmente obtido a partir da casca do salgueiro branco, o composto também já pode ser obtido de forma sintética, nos laboratórios farmacêuticos.

Pertencente à categoria dos queratolíticos, um tipo de ácido que tem a capacidade de romper a camada mais superficial da pele, chamada capa córnea, o ácido salicílico ajuda a afinar a pele atingida pela acne, que normalmente apresenta essa camada mais grossa.

foco

Você sabia que o ácido salicílico também é utilizado na fabricação do ácido acetilsalicílico, que é comercializado como aspirina?

Para que serve o ácido salicílico?

A principal propriedade do ácido salicílico é seu efeito queratolítico. Além disso, ele tem ação antisséptica e antimicrobiana. Juntas, essas três características, o tornam muito apropriado para o uso em tratamentos de infecções e inflamações de pele.

Além da acne, o ácido atua contra a psoríase e verrugas.

No tratamento da psoríase, sobretudo a do couro cabeludo, o ácido salicílico é utilizado no shampoo ou em forma de loção. Para o tratamento das verrugas, o ácido é utilizado em concentrações maiores, sempre definidas sob orientação e acompanhamento profissional de um médico dermatologista.

Utilizado amplamente nos produtos contra a acne, o ácido salicílico apresenta resultados animadores, especialmente nos casos mais leves. As peles gravemente atingidas pela acne precisam de cuidado especializado, com tratamentos que podem até ser à base do ácido, mas, normalmente, em altas concentrações.

relaxed girl

É de vital importância que, antes de adquirir um produto à base de ácido salicílico, você conheça os aspectos principais sobre esse ativo. (Fonte: Альберт Шакиров: 110564728/ 123rf.com)

Como é a atuação do ácido salicílico?

A principal causa da acne é a obstrução dos folículos pilosos. O excesso de queratina na pele obstrui os poros, bloqueia a saída do pelo e forma, assim, o cravo ou a espinha. Fora isso, a oleosidade favorece a proliferação de bactérias, que transformam a acne em uma doença de pele. Em quadros como este, o ácido salicílico age de duas formas:

  • Queratolítico: ao eliminar o excesso de queratina da camada superficial da pele, ele permite a desobstrução dos poros, elimina os cravos e suaviza a textura da pele.
  • Antisséptico: ajuda a diminuir e prevenir o surgimento das bactérias típicas desse tipo de infecções da pele.

Como resultado dessas duas ações combinadas, o ácido salicílico promove uma notável melhora na incidência da acne em casos de leve a moderado. A pele fica mais suave, livre das células mortas e da obstrução dos poros pela queratina.

Se o seu caso, no entanto, é considerado como mais grave, reforçamos a recomendação de que o tratamento seja conduzido por um especialista, ainda que a utilização de produtos com ácido salicílico possam ajudar a aliviar, pode ser necessária a combinação com outros tipos de tratamento, para um resultado definitivo.

beauty soap

É sempre importante levar em conta que a pele com acne normalmente apresenta excesso de oleosidade. Por esse motivo, é conveniente adotar cuidados para não agravar esse quadro. (Fonte: Charlotte Lake: 125320923./ 123rf.com)

Que tipos de produtos levam ácido salicílico?

O ácido salicílico é comercializado para uso tópico, ou seja, para ser aplicado sobre a pele. A indústria cosmética evolui muito nos últimos anos e passou a apresentar o ácido salicílico sob diversas formas. Atualmente é possível encontrá-lo em não apenas em sabonetes e cremes, mas em loções, shampoos, séruns, lenços e até mesmo adesivos.

Para o tratamento da acne, o mais comum é que o ácido seja utilizado por meio de gel de limpeza ou em creme. A maioria deles tem textura bem leve, à base de água, justamente para não agravar os quadros de oleosidade intensa, tão recorrentes em peles com acne.

Como aplicar o ácido salicílico na pele?

Como há uma grande variedade de produtos, concentração e objetivos para o tratamento com o ácido salicílico, a forma de aplicar, a frequência e quantidade também costumam ser bem diversas. No entanto, há alguns critérios básicos que podem ser relevantes para todas as formas de aplicação, ainda que você nunca deva desprezar as orientações específicas do fabricante ou do seu médico.

No início do tratamento, evite usar outros produtos com ácido.

Antes que a sua pele se habitue à ação do ácido salicílico, procure evitar o uso de outros produtos à base de ácidos. Para certificar-se que não possui qualquer tipo de alergia à fórmula do produto, utilize uma pequena porção do produto, em uma área reduzida da pele, durante três dias. Se perceber qualquer alteração, dor ou incômodo, você deve interromper o uso e procurar orientação profissional.

Por ser um ativo que modifica a textura da pele, o ácido salicílico deve ser utilizado apenas nas áreas que precisam do tratamento. Se tiver algum tipo de ferida ou irritação na região, não passe o produto. Outro ponto muito importante é não descuidar do protetor solar durante esse período.

girl with acne

O ácido salicílico é comercializado para uso tópico, ou seja, para ser aplicado apenas sobre a pele. (Fonte: Diana Eller: 37824156/ 123rf.com)

Com que frequência usar o ácido salicílico?

Não há um tempo pré-determinado para o tratamento com o ácido salicílico nem uma frequência de uso ao longo da semana, por exemplo. Tudo vai depender da situação da sua pele, do tipo e da finalidade do tratamento. Para a manutenção da textura e limpeza do rosto, por exemplo, ele pode ser usado desde uma vez ao dia até duas ou três vezes na semana.

Se, no entanto, você estiver enfrentando um caso mais sério de acne, o tratamento será feito sob supervisão profissional e será ele, com base no seu quadro clínico, quem irá definir a frequência e o período do uso do ácido salicílico para o efeito desejado.

O uso do ácido salicílico pode trazer efeitos colaterais?

Estamos falando de um produto muito seguro. No entanto, assim como qualquer outro composto, o ácido salicílico não está totalmente isento de alguma complicação.

Em geral, o ácido salicílico é um produto muito seguro.

Os poucos casos de que se tem conhecimento normalmente dizem respeito a uma leve irritação, facilmente reversível.

Por sua característica, esse tipo de situação não se enquadra como reação adversa ao produto, já que não afeta o organismo de forma sistêmica e pode ser controlado apenas com a suspensão do uso.

No entanto, algumas pessoas com pré-disposição podem ser acometidas por reações como náuseas e vômitos caso usem o ácido salicílico em grande concentração.

Quais as vantagens de usar produtos com ácido salicílico?

Como descrevemos anteriormente, o ácido salicílico é uma opção para pessoas que desejam manter a pele mais limpa, com textura uniforme e livre de acne. Porém, como todo cosmético, não se trata de um produto milagroso e pode ter efeitos limitados.

Abaixo, mostramos quais as principais vantagens — e também alguns inconvenientes — de adotar o uso do ácido salicílico na sua rotina.

Vantagens
  • Múltiplas variedades de formato
  • Suaviza a pele
  • Ação esfoliante
  • Melhora a acne leve
  • Potencializa a ação de outros tratamentos
  • Previne o surgimento de cravos, espinhas e manchas da acne
  • Tratamento acessível
Desvantagens
  • Sua eficácia é limitada a formas leves de acne
  • Resultados visíveis em semanas
  • Possibilidade de irritação da pele
  • Pode ter efeitos colaterais em pessoas com pré-disposição, se usado em concentração elevada

Critérios de compra

Escolher um produto cosmético, especialmente quando se trata de algo que será usado na pele do rosto, exige certos cuidados específicos. Falamos até aqui sobre os benefícios do ácido salicílico e como ele pode ser introduzido na sua rotina.

Entretanto, é preciso considerar alguns pontos importantes na hora de escolher o produto ideal, de acordo com as suas necessidades e expectativas. Tome nota!

Tipo de pele

Levar em conta o tipo da sua pele e o estado em que ela se encontra é fundamental na hora de escolher o produto mais adequado. Para acertar na escolha, observe as considerações a seguir:

  • A pele oleosa será mais beneficiada por produtos com textura leve, como loções, géis e tônicos. Lembre-se de verificar se o produto não é comedogênico, ou seja, que não se acumula na pele, para evitar a obstrução dos poros.
  • Pessoas com pele seca podem utilizar cremes que combinem ativos hidratantes para evitar o ressecamento, já que o ácido salicílico costuma remover boa parte da oleosidade da pele.
  • Para a pele com sinais da idade, como rugas ou manchas, os séruns antirrugas serão grandes aliados. Eles incorporam, além dos benefícios do ácido, outros ativos que combatem o envelhecimento da pele.
  • Pessoas com pele sensível estão liberadas para usar o ácido salicílico, mas vale a pena investir em um produto 100% natural, com características hipoalergênicas, que respeitem a sua pele.
girl with acne

Não há tempo pré-determinado para o tratamento com ácido salicílico. Isso depende do tratamento adotado. (Fonte: Transurfer: 80086225/ 123rf.com)

Apresentação

Esse fator deve ser muito bem avaliado de acordo com o seu tipo de pele e também, respeitando a sua rotina. Se por exemplo, você tem um dia a dia corrido, precisa de um produto de aplicação simples e absorção rápida. Da mesma forma, a textura do produto deve estar de acordo com as  características da sua pele, como detalhamos no item anterior.

A concentração do ácido salicílico costuma variar entre 0,5 e 3%.

Também é importante verificar a concentração de ácido salicílico no cosmético. Quanto maior a concentração, mais intensivos serão os resultados. Em contrapartida, isso trará risco de algum efeito colateral. A escolha deve ser equilibrada, sempre com ajuda profissional.

Objetivos

A acne é uma doença de pele que age de forma dinâmica, variando em forma e intensidade ao longo do tempo. Como a pele nem sempre está da mesma forma, o tratamento também precisa variar, para se adequar a necessidade daquele momento.

Isso significa que a sua escolha também vai depender do seu objetivo, já que o tratamento preventivo é diferente do curativo. Veja algumas dicas a respeito:

  • No caso da pele com tendência a acne, mas sob controle, é importante usar tônico e gel de limpeza regularmente. Como trata-se se um procedimento preventivo, a baixa concentração do ácido salicílico já é suficiente.
  • Em quadros mais agressivos, com alta incidência de cravos e espinhas, os cremes, loções e géis serão mais eficazes quanto maior a concentração do ácido salicílico no produto.
girl looking her face

É fundamental levar em conta o seu tipo de pele antes de escolher qualquer produto cosmético. (Fonte: Evgeny Atamanenko: 27323348/ 123rf.com)

Gravidade da acne

Você percebeu que todos os pontos estão conectados, não é? A escolha do produto ideal depende da gravidade da acne, que leva a um objetivo final, de acordo com o seu tipo de pele. Parece confuso, mas o fato é que tudo isso deve ser avaliado antes de optar pela simples adoção de um gel esfoliante ou a busca por ajuda profissional.

Em casos mais graves, apenas o uso caseiro de um produto, ainda que amenize, não será suficiente para por fim ao problema.

Resumo

Se você chegou até aqui na leitura do nosso artigo, já sabe que existe uma forma de não passar mais por situações como essa. O uso de produtos à base de ácido salicílico pode ser muito benéfico para a saúde da sua pele, deixando-a mais uniforme, livre dos poros obstruídos e dos cravos e espinhas.

Antes de escolher o produto para cuidar da sua pele, lembre-se de avaliar os pontos mais importantes que farão diferença no uso e nos efeitos do ácido salicílico sobre a sua pele. Em caso de dúvidas, converse com um especialista antes de iniciar o uso do produto. Disso também depende o sucesso do seu tratamento.

Esperamos ter ajudado a conhecer mais sobre essa poderosa ajuda para a sua beleza. Aproveite para compartilhar este guia com suas amigas. Até a próxima!

(Fonte da imagem destacada: Anastasia Nelen: 93928250/ 123rf.com)

Referências (5)

1. Acné - Diagnóstico y tratamiento - Mayo Clinic [Internet]. Mayoclinic.org. 2019 [cited 8 October 2019].
Fonte

2. Fundación Piel Sana - Wikiderma Queratolíticos tópicos [Internet]. Fundacionpielsana.es. 2019
Fonte

3. Ácido Salicílico Tópico: MedlinePlus medicinas [Internet]. Medlineplus.gov. 2019 [cited 8 October 2019].
Fonte

4. Al-Talib H, Al-khateeb A, Hameed A, Murugaiah C. Efficacy and safety of superficial chemical peeling in treatment of active acne vulgaris. Anais Brasileiros de Dermatologia. 2017;92(2):212-216.
Fonte

5. Arif T. Salicylic acid as a peeling agent: a comprehensive review. Clinical, Cosmetic and Investigational Dermatology. 2015;:455.
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Aline Moura Graduada em Estética
Desde pequena, Aline sempre gostou de brincar e testar os cremes de sua mãe. Daí nasceu a paixão pelos produtos que lhe permitem cuidar da pele e dos cabelos. Formada em cosmetologia e estética, hoje dedica-se a pesquisar e informar seu público sobre tudo o que envolve o cuidado com o próprio corpo, inclusive no que diz respeito a um tema tabu: o sexo."
Vera Pereira Redatora/Editora
Jornalista, especialista em produção de conteúdo digital, tem na escrita a sua maior paixão. Adora investigar, apurar fatos e reconstruir histórias. Por isso, atua na pesquisa e adaptação dos conteúdos internacionais à realidade e legislação brasileiras.
Artigo científico de Mayo Clinic
Acné - Diagnóstico y tratamiento - Mayo Clinic [Internet]. Mayoclinic.org. 2019 [cited 8 October 2019].
Ir para a fonte
Artigo da Academia Espanhola de Dermatologia e Epidemiologia
Fundación Piel Sana - Wikiderma Queratolíticos tópicos [Internet]. Fundacionpielsana.es. 2019
Ir para a fonte
Artigo científico de MedlinePlus
Ácido Salicílico Tópico: MedlinePlus medicinas [Internet]. Medlineplus.gov. 2019 [cited 8 October 2019].
Ir para a fonte
Artigo científico da Pubmed
Al-Talib H, Al-khateeb A, Hameed A, Murugaiah C. Efficacy and safety of superficial chemical peeling in treatment of active acne vulgaris. Anais Brasileiros de Dermatologia. 2017;92(2):212-216.
Ir para a fonte
Artigo científico da Pubmed
Arif T. Salicylic acid as a peeling agent: a comprehensive review. Clinical, Cosmetic and Investigational Dermatology. 2015;:455.
Ir para a fonte