Aloe vera.
Ultima atualização: 9 de outubro de 2019

Como escolhemos

Products

17Produtos analisados
Hours

26Horas investidas
Studies

6Estudos avaliados
Comments

56Comentários coletados

Os seres humanos já conhecem há muito tempo os benefícios da aloe vera e, ao longo dos anos, a planta sempre foi usada para tratar ferimentos, queimaduras, perda de cabelo, além de problemas digestivos, hemorroidas e muitos outros tratamentos. Ao longo desse artigo, vamos mostrar o que realmente é verdade e o que é lenda sobre esse produto “mágico” na medicina popular.

Por ser uma planta milenar, a aloe vera é conhecida por diferentes nomes, variando ainda de acordo com a região. No Brasil, ela também é chamada de babosa, enquanto em alguns outros países é conhecida ainda como lírio do deserto ou fel de elefante. Mas, isso é apenas uma curiosidade, nosso objetivo é falar sobre como a aloe vera pode ser usada e quais os seus benefícios.



O mais importante

  • A aloe vera é usado em uma infinidade de produtos, desde alimentos até cosméticos como sabonetes, shampoos, cremes, géis e outros suplementos.
  • As propriedades dessa planta estão no gel que se forma dentro de suas folhas. Esta substância é rica em vitaminas, aminoácidos, antioxidantes e minerais.
  • Uma das condições essenciais para que o gel não perca suas propriedades é ser mantido em embalagem escura, para evitar o contato com a luz e consequente oxidação.

Melhores produtos de Aloe Vera do mercado: Nossos favoritos

Basta uma visita a alguma loja online para descobrir uma infinidade de produtos que tem como base esse gel precioso. Mas aqui estamos tratando do produto integral, o próprio aloe vera. Para evitar confusão entre as diversas opções, vamos ajudar a solucionar essa questão. Separamos três itens de destaque no mercado para que você conheça em detalhes.

O gel de Aloe vera mais puro

Produto totalmente vegano e multifuncional. O Puro Gel de Aloe Vera pode ser usado na pele e nos cabelos e é sem perfume. Ele pode ser usado para a higiene da pele e também para a hidratação e como poderoso pós-sol. Aplicado nos cabelos, o gel de aloe vera promove a remineralização dos fios e pode ser misturado a shampoos ou máscaras de hidratação para mais brilho aos cabelos.

A melhor forma de repor nutrientes

Rica em nutrientes, a Aloe vera possui mais de 200 componentes benéficos à saúde, como o cálcio, magnésio, sódio, potássio, selênio e zinco, além das vitaminas A, B1, B2, B3, B5, B6 e C, mono e polissacarídeos. Eles estimulam o sistema imunológico, protegendo de infecções virais. Com isso, a ingestão diária das cápsulas de Aloe vera garante suplementação de nutrientes que proporcionam mais saúde e beleza, de dentro para fora.

A melhor escolha para massagens faciais

Por possuir alto teor de polissacarídeos e ácido málico, esse gel de aloe vera é emoliente e de rápida absorção, o que torna o produto ideal para massagens faciais de pele oleosa e acneica, além de excelente pós barba, pois acalma a pele contra as agressões da lâmina. Também é indicado para uso corporal, pois tem grande poder de hidratação, nutre o corpo e promove ação antibacteriana, cicatrizante e revitalizadora.

Guia de compras: O que você deve saber sobre aloe vera

Agora que você já tem uma lista com os produtos mais consumidos, que tal se aprofundar nas funções, benefícios e aplicações da aloe vera? Saiba que essa planta tem algumas contraindicações, que também vamos mostrar neste guia.

Vale destacar, desde já, que a planta não tem poderes milagrosos, como os antigos acreditavam, mas pode ser de muita utilidade ter o produto sempre à mão, em sua casa. É sempre importante, porém, consultar um médico antes de utilizar qualquer produto à base desta planta.

Mulher passando Aloe Vera no rosto.

Para conservar o produto por mais tempo, é recomendável que esteja em embalagem escura. (Fonte: Torwai Suebsri: 94681131 / 123rf.com)

O que exatamente é a aloe vera?

A aloe é um arbusto de folhas curtas e suculentas, e possui mais de 300 espécies — sendo a aloe vera (aloe barbadensis) a mais conhecida entre todas — e mais apreciada no segmento da medicina e estética por suas propriedades regeneradoras. Também por isso, essa planta foi objeto de muitos estudos ao longo dos últimos anos.

A planta se adapta bem aos climas secos e tem o seu registro mais antigo de uso na Grécia Antiga, no século XVI a.C., onde era chamada de “a planta da imortalidade”.

Francisco JuliánFitoterapeuta e especialista em estudo, cultivo e aplicações da aloe vera

“É importante saber como utilizar a aloe vera e qual quantidade pode ser ingerida para que não faça mal. Alguns benefícios mais importantes em sua ingestão são a limpeza e a regeneração da flora intestinal”.

O gel e o suco que se encontram na folha da aloe vera se tornaram um popular remédio natural, usado para tratar desde problemas de pele até doenças digestivas. É no gel da aloe vera que está concentrada quase a totalidade de seus compostos bioativos, como vitaminas, minerais, aminoácidos e antioxidantes.

Suco Extrato Gel
Não contem aloína Solução obtida da mistura do pó de aloe vera com água Polpa da folha triturada Gel desidratado
Conserva todas as propriedades originais Costuma conter menos de 10% da planta Rico em polissacarídeos, vitaminas e minerais Usado pela maioria dos fabricantes para economizar nos custos e logística

Quais as vantagens e benefícios da aloe vera para a saúde?

Algumas das vantagens que costumam anunciar sobre a aloe vera não têm comprovação científica, mas há, sim, benefícios conhecidos dessa planta, confirmados por meio de estudos médicos:

  • Dentes e gengivas: Um estudo mostrou que a aloe vera em gel é tão eficaz quanto a pasta de dentes no combate às cáries. Os pesquisadores compararam os dois produtos em sua capacidade de matar os germes e descobriram que o gel de aloe vera é igualmente eficiente e, em alguns casos, até melhor que a pasta dental convencional no combate às bactérias. Isso porque o látex da planta é rico em antraquinonas, um composto antiinflamatório natural, que atua ainda, como analgésico.
  • Feridas provocadas por diabetes: Um estudo realizado na Sinhgad College of Pharmacy, na Índia e publicado no International Wound Journal, mostrou que um gel formado com 1% de carbopol 974p e aloe vera é capaz de promover a cicatrização e o fechamento de grandes feridas em ratos portadores de diabetes, o que pode dar origem a um produto promissor para essa finalidade.
  • Antioxidante e possíveis propriedades antimicrobianas: o gel da aloe vera pode ser usado em infecções de pele ou em cortes superficiais, para estimular a cicatrização. Pesquisadores da Universidade de Las Palmas de Gran Canaria, na Espanha, publicaram na revista Moléculas um estudo no qual a equipe se propôs a determinar se o extrato de metanol presente na pele das folhas e flores da aloe vera poderia ter efeitos benéficos para a saúde humana. Encontraram, tanto nas flores quanto nas folhas da planta, propriedades antioxidantes.
Imagem de creme e aloe vera.

Por ser um produto proveniente de uma planta, é necessário que não haja nenhum aditivo químico. (Fonte: Phonlawat Chaicheevinlikit: 31714967 / 123rf.com)

  • Proteção contra os raios ultravioleta (UV): Cientistas do Campus Global da Universidade de Kyung Hee, na Coreia do Sul, buscaram constatar se o extrato de brotos de aloe vera seria capaz de proteger a pele da radiação ultravioleta e do seu consequente envelhecimento. Para tanto, utilizaram o gel extraído de brotos jovens (folhas de 1 mês — a que chamaram BAE) e de brotos adultos (folhas de 4 meses — denominado AE). No artigo publicado na Phytotherapy Research, concluíram: «Nossos resultados sugerem que o extrato BAE poderia proteger a pele dos danos provocados pelos raios UVB com mais eficácia do que o AE».
  • Proteção contra danos na pele recorrentes de radioterapia: Um estudo realizado na Universidade de Nápoles, Italia, provou que há cinco cremes tópicos diferentes que oferecem proteção efetiva à pele de pacientes com câncer de mama, submetidas à radioterapia. Um deles é á base de aloe vera.
  • Depressão, aprendizagem e memória: Uma pesquisa publicada no Neurociência Nutricional concluiu que a aloe vera é capaz de reduzir a depressão e melhorar a memória em teste com ratos. Ainda são necessários mais estudos para estabelecer se os mesmos benefícios seriam garantidos ao organismo humano.
  • Queimaduras de segundo grau: Uma equipe de cirurgiões plásticos paquistaneses comparou o gel de aloe vera com um creme de sulfadiazina de prata a 1 %, utilizado no tratamento de queimaduras de segundo grau. Ao fim do estudo, informaram ao Journal of Pakistan Medical Association que as feridas por queimaduras se curaram significativamente mais rápido em pacientes submetidos ao tratamento com aloe vera.
  • Melhora na pele e prevenção de rugas: Existem evidências preliminares de que o gel tópico de alie vera pode retardar o envelhecimento da pele. Em um estudo feito com mulheres acima de 45 anos, ficou demonstrado que a aplicação do gel, por um período consecutivo de 90 dias, aumentou a produção de colágeno e melhorou a elasticidade da pele.

Qual parte da aloe vera se usa?

A planta tem duas partes consideradas medicinais. Uma delas está nas folhas, de onde se extrai o gel transparente, utilizado para tratamentos de pele, como queimaduras ou infecções — e que também é convertido para venda na forma líquida ou em cápsulas.

A outra substância é o látex da aloe vera, uma polpa amarela que fica bem abaixo da folha. A ingestão do látex, sob supervisão, tem efeitos laxantes e pode auxiliar no emagrecimento.

Imagem de babosa.

É recomendável consultar um médico antes de começar a ingerir a aloe vera. (Fonte: Kzenon: 19761938 / 123rf.com)

Para que se utiliza a aloe vera?

Além do uso como coadjuvante cosmético, é possível encontrar no mercado sucos de aloe vera, geralmente misturados com alguma fruta cítrica, já que o gosto do suco integral pode ser um tanto amargo. Quando for comprar, lembre-se de verificar se a bebida não contem muitos açúcares e corantes, para não colocar o efeito do suco a perder.

A seguir, apresentamos uma tabela com os usos mais frequentes da aloe vera:

Tópico Comestível
Sobre queimaduras gravesProblema renal
Alergia a alho ou cebolaEnfermidade cardíaca
Gravidez ou amamentaçãoPortador da Doença de Crohn
Menores de 12 anosColite ulcerosa
Pós-cirúrgico (depois de 2 semanas)Diabéticos

Entre as muitas formas possíveis de utilização da aloe vera, o mais indicado é sempre manter a precaução e consultar um especialista antes do uso. Não espere efeitos milagrosos nem  comece a consumir indiscriminadamente, o ideal é não ultrapassar o consumo de 50 ml de aloe vera integral por dia. Essa dose, ingerida através de diluição da aloe vera em água, em sucos ou até no iogurte, garante o funcionamento correto do intestino e a absorção de todos os nutrientes.

foco

Você sabia que o gel da aloe vera tem muitos nutrientes importantes como vitamina A, C y E, consideradas antioxidantes? Elas ajudam a combater os radicais livres e, por isso, protegem contra o câncer e ajudam a proteger o sistema cardiovascular.

A aloe vera pode causar efeitos colaterais?

Como já dissemos outras vezes, a principal recomendação é conversar com seu médico antes de começar a ingerir a aloe vera.

Sempre adquira o composto em locais confiáveis e de marcas bem avaliadas.

Ele conhece seu histórico e saberá se algo pode ter impacto negativo em combinação com esse composto. Outra recomendação muito importante é que você precisa equilibrar o uso, ou seja, intercalar períodos de ingestão e não ingestão do produto.

Esse intervalo pode ser de uma semana, depois, você volta a tomar normalmente. Lembre-se ainda de sempre adquirir o composto em locais confiáveis e de marcas bem avaliadas, para garantir a qualidade do produto e a sua segurança.

Possíveis efeitos colaterais do uso de aloe vera:

  • Problemas renais;
  • Sangue na urina;
  • Queda de potássio;
  • Perda muscular;
  • Diarreia;
  • Náuseas ou dor de estômago;
  • Desequilíbrio eletrolítico.

Vale lembrar que é extremamente importante avisar seu médico caso esteja fazendo uso de outros medicamentos antes de começar a tomar a aloe vera. Não é recomendável que ela seja misturada com algumas substâncias como:

  • Diuréticos;
  • Algumas ervas e suplementos;
  • Corticoides;
  • Laxantes estimulantes;
  • Medicamentos para diabetes;
  • Anticoagulantes.
Babosa e creme.

Há muitas formas de utilizar a aloe vera, como a aplicação tópica e a ingestão. (Fonte: Phonlawat Chaicheevinlikit: 48119451 / 123rf.com)

Critérios de compra

Além de toda as informações que você já leu, há cinco pontos que merecem muita atenção antes da compra da aloe vera. Seja a sua opção por gel, cápsulas, cremes ou sucos, estes critérios são indispensáveis para qualquer que seja a finalidade do uso e o formato de consumo escolhido.

Antes de finalizar esse artigo, confira essas dicas para entender do que estamos falando.

  • Composição
  • Certificação
  • Envase
  • Produção
  • Pureza

Composição

Por ser um produto proveniente de uma planta, o recomendável é que não tenha nenhum aditivo químico em sua fórmula. Ao contrário, perderia todas as suas características de produto puro ou integral.

No caso dos sucos, para ter certeza de que se trata de um produto com 100% aloe vera, o gosto deve ser amargo. Observe a embalagem e confira se ele apresenta entre 600 mg e 2000 mg por litro de polissacarídeos, se não for assim, duvide de sua formulação.

Mulher com gel aloe vera na mão.

Um estudo mostrou que o gel de aloe vera é tão efetivo quanto a pasta de dente para a saúde bucal. (Fonte: Kalcutta: 37963018 / 123rf.com)

Certificação

O selo de qualidade e permissão de comercialização é fundamental para atestar a segurança do que você está consumindo. No Brasil, o produtos precisam ter a regulação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ou da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

O selo NBR 15635:2008 auditado pela ABNT garante que o fabricante cumpre todas as normas de segurança alimentar no processamento do produto.

Envase

Para conservar o produto por mais tempo, o ideal é que ele seja envasado em uma embalagem opaca, de preferência na cor violeta, sempre mantido bem vedado. Não se trata de estética, e  sim ao fato de que, por ser um produto totalmente natural, a incidência de luz pode levar à perda de suas propriedades originais.

Essa regra vale tanto para cosméticos quanto para a aloe vera consumida oralmente.

Produção

Este é um ponto que muitos vezes pode passar sem atenção, já que é comum pensar que o fabricante conduz todo o processo de maneira correta. No entanto, é importante garantir que o gel tenha sido processado a frio, pois o calor leva à perda de grande parte dos nutrientes da planta.

Pureza

Pode parecer estranho, mas a verdade é que muitos produtos que dizer ser compostos por aloe vera contem uma quantidade quase irrisória da planta. Para garantir todos os benefícios esperados, é necessário confirmar se o produto não é diluído em água ou outra substância. Uma dica é verificar se “aloe vera” aparece em primeiro lugar na lista dos ingredientes do rótulo.

Resumo

A aloe vera é uma planta que dispensa apresentações. Usada como quase milagrosa há milhares de anos, o uso indiscriminado desse composto pode ser prejudicial à saúde, por isso, é recomendável que seja utilizado sob supervisão médica.

Vale lembrar que, mesmo com toda a boa fama da planta, ainda são poucos os benefícios comprovados. No entanto, no cuidado com a pele e cabelos, ela se mostra eficiente há décadas.

Esperamos que guia tenha ajudado a complementar seus conhecimentos sobre a aloe vera e seus benefícios para a saúde. Caso queira fazer alguma sugestão, basta escrever nos comentários. Aproveite para compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais. Até breve!

(Fonte da imagem destacada: Thonchai Pittayanon: 86439164 / 123rf.com) 

Por que você pode confiar em nós?

Aline Moura Graduada em Estética
Desde pequena, Aline sempre gostou de brincar e testar os cremes de sua mãe. Daí nasceu a paixão pelos produtos que lhe permitem cuidar da pele e dos cabelos. Formada em cosmetologia e estética, hoje dedica-se a pesquisar e informar seu público sobre tudo o que envolve o cuidado com o próprio corpo, inclusive no que diz respeito a um tema tabu: o sexo."
Vera Pereira Redatora/Editora
Jornalista, especialista em produção de conteúdo digital, tem na escrita a sua maior paixão. Adora investigar, apurar fatos e reconstruir histórias. Por isso, atua na pesquisa e adaptação dos conteúdos internacionais à realidade e legislação brasileiras.