Ultima atualização: 14 de outubro de 2019

Como escolhemos

Products

15Produtos analisados
Hours

24Horas investidas
Studies

5Estudos avaliados
Comments

69Comentários coletados

A babá eletrônica é um aparelho que, como o próprio nome indica, permite aos pais monitorar os filhos a todo momento. Trata-se de um equipamento que, apesar de não ser essencial para o cuidado do seu bebê, tem uma grande utilidade no dia a dia. Por estarem dotados de câmera ou microfone — ou as duas coisas! — permitem que você realize outras tarefas com a certeza de que está tudo bem com o bebê.

Por meio de um pequeno visor, é possível certificar-se, em tempo real, sobre tudo o que acontece no ambiente onde está o bebê. Enquanto isso, você poderá seguir com as suas atribuições rotineiras com mais tranquilidade. Se você está avaliando se deve ou não adquirir esse equipamento, convidamos a consultar esse guia para fazer a melhor escolha. Anote nossos conselhos!




O mais importante

  • A babá eletrônica com câmera é uma das mais procuradas, já que permitem visualizar o pequeno de qualquer ponto da casa, e não apenas escutá-lo.
  • Trata-se de um equipamento de grande utilidade, principalmente para as casas maiores. Se este é o seu caso, leve em consideração o raio de alcance da babá eletrônica antes de comprar.
  • Alguns modelos permitem comunicação bidirecional. Isso significa que você poderá falar com seu filho por meio do aparelho, sem que precise ir até o quarto dele.

As melhores babás eletrônicas: Nossas favoritas

A gama de modelos de babá eletrônica é muito grande e variada, justamente para se adaptar às diferentes realidades familiares. No mercado, você encontrará equipamentos com diferentes design e funções. Aqui, faremos um resumo dos melhores modelos de babá eletrônica na atualidade, que estão entre os mais bem avaliados por consumidores. Conheça suas principais características antes de escolher um modelo.

A babá eletrônica mais compacta

Além de monitorar o ambiente por áudio e vídeo, essa babá eletrônica também informa a temperatura local e pode reproduzir diferentes canções de ninar, proporcionando amparo completo às necessidades do seu filho. Ela tem tela de LCD com 2 polegadas e sistema infravermelho para visão noturna. Além disso, você ouve tudo o que acontece e também pode ser ouvida, caso deseje.

A melhor opção em conectividade

Com uma câmera de alta resolução integrada ao seu smartphone, essa babá eletrônica permite que você acompanhe todos os movimentos do bebê em tempo real, de onde quer que esteja. Além de ficar conectada ao seu dispositivo via WiFi, ela pode gravar as imagens em cartão de memória inserido na própria câmera. O modo de comunicação bidirecional permite que você utilize o equipamento para falar com o bebê mesmo à distância.

O produto com mais recursos de vídeo

Com tela colorida de 2,8 polegadas, zoom digital e visão noturna, essa babá eletrônica garante monitoramento com precisão. Se aproximar a imagem, o zoom digital permite que você visualize tudo com máxima nitidez. O equipamento monitora a temperatura e os sons do ambiente e, com monitor alimentado a bateria recarregável, a babá eletrônica permite que você se desloque pela casa e ainda assim, esteja atenta aos movimentos do bebê.

Guia de Compras: O que você precisa saber sobre a babá eletrônica

Antes de comprar uma babá eletrônica para sua casa, você precisa considerar diversos aspectos. Lembre-se que é um produto que vai velar pela segurança e bem-estar do seu filho enquanto ele dorme, por isso é importante escolher um modelo que supra a todas as suas necessidades. A seguir, vamos responder algumas das dúvidas mais frequentes sobre esse equipamento. Confira.

Pais vendo bebê.

A babá eletrônica é uma ferramenta indispensável para o seu lar. (Fonte: Andriy Popov: 41933965 / 123rf.com)

O que é uma babá eletrônica e como funciona?

A babá eletrônica é um equipamento de vigilância, principalmente para os recém-nascidos. Eça representa a garantia de tranquilidade para os pais, que podem monitorar à distância, tudo o que se passa no quarto do bebê. Isso é possível porque eles captam o áudio e/ou vídeo do ambiente, possibilitando ver e/ou escutar tudo o que ocorre no ambiente.

A babá eletrônica é composta por duas unidades: a emissora e a receptora. A primeira deve ficar no quarto do bebê e a segunda ficará no ambiente onde esteja o adulto responsável pela criança. Independentemente do modelo, alcance e mesmo das suas funções, os pais poderão manter o controle sobre o que acontece com o bebê, mesmo não estando fisicamente próximos.

foco

As babás eletrônicas são extremamente funcionais e permitem que os pais realizem outras tarefas enquanto o bebê dorme.

Em que casos a babá eletrônica é útil?

Este aparelho é prático e útil em uma série de situações. Nas casas mais amplas, a babá eletrônica é de muita valia, pois permite que os pais fiquem atentos ao bebê mesmo estando em outros ambientes da casa.

Para os “pais de primeira viagem”, o equipamento é especialmente importante, pois estes costumam ser mais ansiosos com o bem-estar do filho. Em casos assim, monitorar tudo o que se passa no quarto do pequeno traz mais tranquilidade aos papais novatos.

Boa parte dos pais, se aflige e teme pela chamada síndrome da morte súbita, normalmente causada por asfixia do bebê devido à má postura enquanto dorme. Por isso, há modelos avançados em fase de testes que contam, inclusive, com monitor de respiração, que alerta os pais quando o ritmo respiratório do bebê tem alguma alteração.

Bebê dormindo com babá eletrônica ao lado.

Ter a certeza de que está tudo bem com seu bebê é um bem incalculável. (Fonte: Dzmitry Kliapitski: 115810492 / 123rf.com)

Onde se deve instalar a babá eletrônica?

Antes de qualquer coisa, é preciso levar em conta o alcance da babá eletrônica, ou seja, a distância máxima possível entre a unidade emissora e a receptora para que o sinal seja capturado com eficiência. Geralmente, essa distância varia entre 100 e 400 metros, de acordo com o modelo.

Academia Americana de Pediatria

“Observe os fios e garanta que eles fiquem longe do alcance do bebê e nunca coloque a babá eletrônica dentro ou ao lado do berço. Procure instalar a pelo menos 1 metro de distância.”

A unidade emissora deve estar fora do alcance da criança, para que não corra o risco de se enroscar em algum cabo ou ter acesso a outros componentes do equipamento. Se o modelo escolhido contar com câmera, certifique-se de que o enquadramento esteja adequado e o foco fique nítido.

Lembre-se que outros fatores como a rede Wifi, sinal de telefone celular, rádio e até o uso do forno de micro-ondas podem interferir na transmissão do sinal da babá eletrônica. Por isso, o recomendado é sempre manter distância destes elementos enquanto estiver usando a unidade receptora.

Quantos tipos de babá eletrônica existem?

Basicamente, podemos dizer que há três principais tipos de babá eletrônica: os monitores com som, os de áudio e os com sensor de movimento. Os modelos de captação de som, que podem ser chamados de intercomunicadores, são os mais simples e lembram um walkie-talkie.

Os modelos com vídeo são mais completos do que os produtos com som.

 A babá eletrônica com vídeo são as mais procuradas, já que enviam imagens e som, em tempo real, para a unidade receptora. Ela é mais completa que o primeiro modelo, costuma contar com uma tela na unidade receptora e uma câmera — em alguns modelos com visão noturna ou infravermelho — na unidade emissora.

Os equipamentos com sensores permitem monitorar desde a temperatura do ambiente até os movimentos do bebê. Trata-se de uma grande evolução da babá eletrônica, inclusive com modelos que permitem monitorar a respiração e alertar os pais caso haja alguma alteração. Esse tipo de monitor ainda é muito raro no mercado.

Tipos de babá eletrônica Características Vantagens
Com sonsTransmissão de sons

Pode ser unidirecional o bidirecional

Nitidez do som

Equipamento simples

Com vídeoTransmissão de imagens e sons

Permite zoom e visão noturna

Imagens em tempo real

Alta definição

Com sensor de movimentoÁudio e vídeo

Avisa se o bebê deixa de respirar

Permite prevenir a síndrome da morte súbita

Critérios de Compra

Para selecionar a melhor babá eletrônica, é importante levar em consideração alguns aspectos do produto. Cada modelo tem suas próprias particularidades e, a depender das necessidades da sua família, poderá ser mais ou menos útil.

É por isso que incentivamos a avaliar diversos critérios de compra para escolher a babá eletrônica perfeita para você. Fique atenta a esses fatores:

  • Com ou sem câmera?
  • Alcance
  • Autonomia
  • Comunicação
  • Consumo de energia
  • Benefícios extras

Com ou sem câmera?

Como são muitos os modelos no mercado, vale refletir sobre a necessidade ou não da câmera de vídeo no seu caso. Se você não ficará tranquila apenas monitorando os sons do quarto do seu bebê, o correto é optar por um modelo com câmera.

Neste caso, prefira um modelo que tenha o recurso de visão noturna. Assim, você verá seu pequeno com nitidez independentemente da luminosidade do ambiente. Recomendamos, ainda, que procure por um equipamento com câmera móvel, assim você poderá orientar a direção para ver o bebê com mais precisão. Ah, e não se esqueça que o zoom pode ser um recurso interessante!

foco

Sobre a tela da babá eletrônica, o ideal é que seja, pelo menos, de 2 polegadas e de alta resolução. Quanto maior a tela, maior será seu campo de visão.

Alcance

O alcance da babá eletrônica se refere à distância necessária para que a comunicação entre as duas unidades seja eficiente. Trata-se de um detalhe importante, principalmente para quem vive em uma casa muito grande. É importante avaliar o alcance máximo do sinal para escolher o modelo que possa garantir a transmissão a todos os pontos da sua casa.

Geralmente, as babás eletrônicas têm um raio de alcance de sinal que fica entre 100 e 400 metros. Esteja certa de que essa medida fica dentro dos limites da sua residência e, principalmente, se o aparelho emite sinal de alerta quando a unidade receptora está fora de alcance.

J. Mateu SanchoMédico pediatra

“As babás eletrônicas contam com duas unidades: uma para o bebê e outra para os pais e são especialmente úteis quando a casa é muito grande ou tem mais de um andar.”

Autonomia

Outro critério muito importante a se considerar é a autonomia do equipamento. Em resumo, significa por quanto tempo a babá eletrônica funciona com cada carga de bateria. Os modelos mais modernos, costumam vir equipados com uma bateria de alta durabilidade, recarregável na rede elétrica como um smartphone.

Quando pesquisar os modelos, assegure-se sobre a forma de alimentação e evite os aparelhos com pilha. Desta forma, você terá a segurança de que o equipamento não vai se desligar no decorrer do dia ou — pior ainda! — durante a noite. A média de autonomia dos equipamentos atualmente no mercado é de 7 horas consecutivas.

Babá eletrônica entre brinquedos.

Sua câmera deve ficar em um local que cubra o maior espeço possível do ambiente. (Fonte: luliia Albul: 79795589 / 123rf.com)

Comunicação

A forma de comunicação da babá eletrônica pode ser uni ou bidirecional. Na prática, isso quer dizer que no primeiro caso você apenas vai escutar os sons captados pela unidade emissora, ou seja, os sons emitidos no quarto do bebê.

Já nos modelos bidirecionais, é possível transmitir a sua voz para o ambiente onde está o seu filho e, assim, conversar com ele.

Pela possibilidade de tranquilizar o bebê sem precisar se deslocar até o quarto, a opção bidirecional está entre as preferidas dos pais. Quando o pequeno chora ou se mostre impaciente, é possível acalmá-lo mesmo à distância.

foco

Na maioria dos casos em que o bebê acorda durante a noite, basta sussurrar algumas palavras tranquilizadoras para que ele se acalme e volte a dormir.

Economia de energia

A maioria dos novos equipamentos eletrônicos são projetados com o chamado “modo Eco”, para uso eficiente e econômico de energia. Esse detalhe proporcionará mais autonomia ao aparelho, fazendo com que a bateria dure por mais tempo. O que varia, basicamente, entre os modos de uso da energia, diz respeito à tela do equipamento.

Quando se opta por deixar a tela ligada o tempo todo, os pais podem controlar o que está acontecendo no ambiente sem que seja necessário “reativar” a exibição da transmissão. No entanto, isso demanda muito mais energia do equipamento. Alguns modelos, quando em modo econômico, ligam a tela ao detectar algum som no quarto do bebê.

Há diversas possibilidades de configuração para um uso racional da energia. Cada modelo apresenta suas características próprias para o modo econômico, como os que ativam a tela ao detectar movimento no ambiente. Cabe a você identificar qual aparelho mais se enquadra na forma como sua família optou por fazer uso da energia no dia a dia.

Câmera de babá eletrônica.

O equipamento deve ter tantas funções quanto seja possível. Assim, você vários aparelhos em um só. (Fonte: belchonock: 15756855 / 123rf.com)

Benefícios extras

Finalmente, é importante avaliar se a babá eletrônica incorpora outras funções que, mesmo não sendo fundamentais, podem contribuir na rotina da casa e para o bem-estar do bebê. Um dos benefícios extras mais comuns é a função de luminária, que, apesar de parecer supérflua, ajuda para que o bebê não se sinta amedrontado no escuro.

Se você já tem um abajur ou luminária no quarto do bebê, pode optar por uma babá eletrônica que reproduza canções de ninar. Isso vai ajudar seu filho a retomar o sono, sem que haja alguém para embalar as cantigas. Outro extra que traz grande benefício é o sensor de temperatura, que permitira monitorar o conforto térmico para o seu bebê.

Entre a infinidade de modelos, há os que têm sensor de movimento e disparam alarme caso haja algo fora do padrão comum e, ainda, os aparelhos que permitem a conexão de mais de uma câmera em um mesmo receptor. Assim, a babá eletrônica pode monitorar o quarto do bebê a partir de diversos ângulos.

Resumo

A babá eletrônica é um aparelho funcional, que ajuda os pais no monitoramento do bebê durante todo o tempo em que ele esteja desacompanhado. A vantagem principal é que você pode seguir com suas tarefas diárias com tranquilidade, sem deixar de estar atenta ao que se passa com o seu filho.

Como não existe um limite de idade, você poderá continuar a utilizar a babá eletrônica com o passar dos anos, observando o comportamento das crianças e de quem as acompanha seja no quarto ou em outro ambiente da casa. Lembre-se que existem diversos modelos e funções das mais variadas marcas. Portanto, você certamente encontrará o modelo mais adequado às suas necessidades.

Se você gostou desse Guia sobre os tipos de babá eletrônica e sua utilidade, te convidamos a compartilhar esse artigo em suas redes sociais e deixar um comentário contando sobre a sua escolha.

(Fonte da imagem destacada: Badaev: 75112730 / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Nathani de Souza Professora infantil e mãe
Lidar com crianças é o que Nathani sabe e ama fazer. Seja na sala de aula, seja em casa, com seus dois filhos, Gabriel e Enzo. Além da jornada dupla lidando com pequenos, ela ainda investe suas horas extras buscando e compartilhando conhecimento sobre o universo infantil na internet.