CBD
Ultima atualização: 29 de abril de 2020

A natureza sempre tem a solução para os problemas de saúde. O estudo e utilização das propriedades medicinais das plantas já é comum há milênios. Folhas, raízes e óleos essenciais ajudam a prevenir e amenizar os sintomas das mais diversas doenças. O mesmo ocorre com o cânhamo e a maconha, de onde se extrai o chamado óleo de CBD.

Com alto poder analgésico e anti-inflamatório, o canabidiol, popularmente chamado de CBD, tem mostrado efeitos surpreendentes em diversas enfermidades do sistema neuronal. Longe das polêmicas sobre o uso entorpecente da cannabis, vamos mostrar aqui todas as propriedades deste composto e as regras para o consumo do medicamento. Siga conosco.




O mais importante

  • Os melhores óleos de CBD tem demonstrado possuir uma grande diversidade de benefícios. A OMS (Organização Mundial de Saúde) afirma que trata-se de uma substância segura, sem efeitos entorpecentes ou possibilidade de dependência.
  • O óleo pode ser obtido a partir do processamento do cânhamo ou da maconha, duas variedades da Cannabis sativa que, apesar de serem plantas diferentes, são da mesma espécie e fornecem o canabidiol. No cânhamo, a porcentagem de THC — que é um composto psicoativo — é menor do que na maconha.
  • Entre os critérios de compra mais importantes está a concentração de CBD e a porcentagem de THC na composição. Falaremos sobre cada um desses pontos com mais detalhes no decorrer do artigo.

O melhores óleos de CBD do mercado: nossas recomendações

A comercialização do óleo de CBD no Brasil precisa atender às disposições das agências reguladoras de saúde e não é legalizada para a população em geral. Existem lojas online especializadas na comercialização, com produtos de alta qualidade. Para mostrar a variedade na apresentação e formas de uso, fizemos uma seleção com os mais vendidos atualmente:

Óleo de CBD 20%

Este óleo da Nordic Oil vem em um frasco de 10ml (cerca de 250 gotas) e tem concentração de 20% de CBD. A marca tem qualidade indiscutível e esse produto, sem corantes nem conservantes, é feito com extrato orgânico.

As cápsulas de óleo de CBD para veganos

A apresentação em cápsulas do óleo de cânhamo é uma das maneiras mais práticas e convenientes de ingerir a dosagem diária de CBD recomendada para cada tratamento.

O selo Gold Label garante alta qualidade do óleo, que é filtrado e descarboxilado para ativar o CBD da planta in natura. Preparado a partir de compostos 100% naturais, o produto ainda oferece uma dosagem diária de cálcio e é o mais indicado para pessoas com dieta vegana ou vegetariana.

O óleo de CBD que protege o fígado

Este produto da Hempcare é um óleo curativo de amplo espectro. Com sabor natural, ele pode ser consumido de duas formas: pela administração sublingual, para absorção máxima, ou misturado a alguma bebida no café da manhã. Sua dosagem de 33 mg por dose permite a obtenção rápida e prática da quantidade recomendada, de acordo com o tratamento. A formulação a base de lipídios de fácil absorção não sobrecarrega o fígado nem leva ao ganho de peso.

O óleo com maior concentração de CBD

O RSHO Special Blend é um óleo de cânhamo altamente concentrado. Ele traz a dosagem de 3800 mg de CBD por tubo. Com coloração um pouco mais clara que o convencional, ele também apresenta textura menos viscosa. Este produto é ideal para as pessoas que necessitam de um tratamento baseado na administração de alta concentração de canabidiol, com 190 mg do ativo por porção.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre o óleo de CBD

A cannabis sativa é utilizada há milênios por suas propriedades medicinais. A desinformação faz com que, ainda hoje, a planta seja renegada. Graças a uma série de pesquisas, o preconceito está dando espaço à respostas sobre o uso terapêutico do canabidiol. É sobre essas evidências e outras particularidades do CBD que vamos tratar nesta seção.

cbd

O óleo de CBD pode ser obtido a partir do cânhamo ou da maconha.
(Fonte: Kuprevich: 128626650/ 123rf.com)

O que é exatamente o óleo de CBD?

Quando falamos em óleo de CBD, a referência é ao composto extraído prioritariamente do cânhamo. Ainda que se pense que seja um medicamento psicotrópico, é essencial esclarecer que o CBD apresenta baixíssima concentração de THC, responsável por esse efeito.

Geralmente, o óleo é extraído das folhas e flores da cannabis. A forma oleosa facilita a absorção pelo organismo. Para chegar a uma textura mais viscosa, os produtos levam em sua composição outros óleos vegetais, como o de coco ou de palma.

O CBD é um dos mais de cem ativos catalogados na composição da Cannabis sativa. Ele é obtido a partir do processamento do cânhamo industrial ou da maconha. Como esta segunda possui maior concentração de THC — e é dificil reduzi-lo —, ela costuma ser menos utilizada.

O que é THC?

O THC é um composto químico conhecido como tetraidrocanabinol. Juntamente com o CBD, ele é o principal composto ativo da cannabis. No entanto, ao contrário do canabidiol que tem propriedades terapêuticas, o THC é responsável pela ação psicotrópica da planta.

Por esse motivo, exite uma regulamentação para a quantidade máxima de THC que pode estar presente no óleo de CBD. A porcentagem aceita é de até 0,3%. A maioria dos produtos regulamentados não ultrapassa os 0,2% de THC em sua composição.

No cérebro, o THC atua diretamente nas células nervosas, modificando as conexões neuronais. Com isso, provoca alterações no comportamento, produz sensação de extrema euforia e interfere na coesão dos pensamentos, levando a alucinações e déficit na apreensão de informações.

Quais os benefícios do óleo de CBD?

As propriedades terapêuticas do canabidiol vêm ganhado divulgação (1) por meio do trabalho da comunidade científica. No entanto, ainda há muitos estudos em andamento para comprovar todos os benefícios da substância.

No Brasil, os casos que tem recebido autorização para utilização do óleo de CBD estão relacionados a patologias como:

  • Epilepsia: estudos mostraram que o uso da substância reduz em até 36,5% as crises epiléticas. Foi comprovado que a administração do CBD diminuiu a incidência de convulsões em 69% dos pesquisados, enquanto os outros 2% dos participantes pararam de ter convulsões (6). Apesar disso, quase 80% dos pacientes sofrerem efeitos como sonolência, cansaço excessivo e diarreia;
  • Fibromialgia: ainda não há estudos conclusivos a respeito da redução de crises em pacientes que fazem uso do óleo de CBD. No entanto, o uso consegue atenuar o desconforto provocado pela doença. Ele contribui para minimizar a sensação de dor e rigidez muscular, aumentando o relaxamento e bem-estar do paciente;
  • Esclerose múltipla: a cannabis foi utilizada no tratamento da dor, espasmos musculares, cãibras e ataxia. No entanto, ela ainda é moderadamente eficaz e limitada pelos efeitos adversos. A maioria dos pacientes entrevistados nos estudos referem problemas com o controle dos sintomas (7). Apesar disso, mais de 90% alegou melhorias na espasticidade noturna e dor muscular.
foco

Você sabia que o óleo de CBD é um dos compostos com maior concentração de ômega-3? Isso significa que ele pode ajudar também nas funções cardíacas e no equilíbrio do sistema imunológico.

Quais outros usos possíveis para o óleo de CBD?

Todos os efeitos do canabidiol, como dissemos, ainda são investigados para garantir a eficácia do composto. Um grande estudo feito pelo Instituto Universitário de Pesquisa em Neuroquímica da Universidade Complutense de Madri (2) elencou diversas aplicações para o CBD:

  • Neuroprotetor e anticonvulsivante;
  • Anti-inflamatório e analgésico;
  • Antioxidante e regulador da imunidade;
  • Inibidor de vômitos e náuseas;
  • Antipsicótico;
  • Adjuvante no tratamento de dependência química.
CBD

Os produtos veganos não apenas têm garantia de qualadade como também costumam adotar processos de fabricação que respeitam o meio ambiente e os animais. (Fonte: El Roi: 104287696/ 123rf.com)

Quais as vantagens da compra on-line?

A resolução que permite a venda do óleo de CBD em drograrias físicas ainda é muito recente. Por esse motivo, a comercialização continua sendo prioritariamente por meio de sites devidamente legalizados, como os que citamos na nossa lista de recomendações.

A compra on-line, além da comodidade, traz outros benefícios — e alguns inconvenientes, também —. Veja, no quadro abaixo, nossa avaliação sobre essa modalidade de compra do CBD:

Vantagens
  • Há opções para veganos
  • Possível encontrar produtos sem lactose ou glúten
  • Os produtos não têm corantes nem conservantes artificiais
  • Na maioria dos produtos, o cânhamo industrial é cultivado ecologicamente
  • Qualidade regulada por órgãos internacionais, em laboratórios independentes
  • Excelente relação custo-benefício
  • Variedade de formatos e níveis de concentração
Desvantagens
  • Nem todas as opções são veganas
  • Prazo de entrega pode ser mais longo conforme a localização
  • Necessita de cadastro on-line no site

O óleo de CBD é legalizado no Brasil?

Desde 2015, o país conta com a chamada regra de exceção. Por não haver uma legislação específica que balize a venda e consumo de substâncias a base de canabidiol, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) definiu uma regulamentação (4) para casos específicos.

A obtenção da autorização depende de laudo e prescrição médica, assinatura de termo de responsabilidade e aprovação em análise individual da Anvisa. A norma permite que a aquisição do medicamento seja intermediada pelo representante legal do paciente ou pela unidade hospitalar que o acompanha.

Em março de 2020 entraram em vigor novas regras (5) da Anvisa. A resolução foi a primeira a trazer regras claras sobre o tema. A partir dela foi criada a categoria dos produtos à base de Cannabis. Essa ação facilita o registro e permite a venda desses produtos a pacientes com autorização diretamente nas drogarias.

CBD

O canabidiol se mostra um poderoso anticonvulsivante, assim como também é eficaz para muitas outras patologias, como a esclerose múltipla. (Fonte: El Roi: 95042462/ 123rf.com)

Como o óleo de CBD é administrado?

O primeiro passo para iniciar o tratamento com o canabidiol é receber um laudo e a prescrição médica. Com esses documentos, é preciso submeter-se à análise feita individualmente pela Anvisa e aguardar a aprovação, que é definida caso a caso.

Depois desses passos, o paciente (ou seu representante legal) recebe a autorização para a compra do óleo de CBD. A forma de utilização e a dosagem são definidas pelo médico que acompanha o tratamento. No entanto, de maneira geral, há algumas orientações importantes:

  • É recomendável começar com um produto de baixa concentração de CBD (no máximo 5%). Isso não significa que as doses maiores sejam perigosas. Trata-se apenas de adaptação do organismo. Com doses menores, o corpo absorve o composto de forma mais orgânica, com redução de possíveis efeitos colaterais;
  • Nunca ultrapasse a quantidade máxima recomendada. Atualmente, esse valor é de 160 mg por dia. Estudos mostram que, com menos de 25 mg diários, já é possível notar os efeitos terapêuticos do CBD. O ideal é não ultrapassar os 50 mg;
  • Certifique-se sobre a dosagem de canabidiol por gota. Assim, será possível consumir com precisão a dosagem diária recomendada para o seu tratamento. Se cada gota contém 2mg e sua dosagem diária é de 50 mg, por exemplo, você pode consumir 25 gotas ao longo do dia;
  • Procure utilizar o óleo de CBD subligual. Essa é a forma mais rápida e eficaz de absorção do composto. Para otimizar os efeitos, evite consumir qualquer alimento ou ingerir líquidos nos 15 minutos seguintes à aplicação. A ingestão diluída é igualmente eficiente, mas a ação costuma ser mais lenta nesses casos.

Critérios de compra

Se você conhecia a cannabis apenas pelos noticiários, com relatos sobre os efeitos entorpecentes da maconha, acaba de saber mais sobre um poderoso aliado no controle de diversas patologias, sobretudo as que envolvem o sistema neuronal. No entanto, para iniciar o tratamento, é preciso, além das providências legais, estar atento a alguns critérios de compra. Veja o que destacamos:

Origem dos ingredientes

Sempre que se trata da sua saúde, este é um dos pontos fundamentais. Quando se fala de um mercado ainda sob diversas limitações legais, é ainda mais importante estar atento à composição do produto e de que forma ele é obtido e processado.

Antes de comprar, verifique a procedência do óleo de CBD e garanta que seja extraído de fontes confiáveis. De preferência, priorize versões 100% naturais, sem a adição de conservantes, corantes e espessantes artificiais.

CBD

Uma vez aberto, o produto deve ser consumido em, no máximo, 90 dias. Assim, evita-se a perda de suas propriedades. (Fonte: Tomic: 69669557/ 123rf.com)

Concentração

Como mostramos, o THC é um composto químico que pode causar efeitos psicotrópicos importantes. Por esse motivo, é essencial verificar se a concentração desse ativo está dentro do valor recomendado, que é de, no máximo 0,3%.

A concentração de CBD também é crucial para a eficácia do tratamento. Antes da compra, tenha certeza de que o produto apresenta, no mínimo, 5% de canabidiol em sua formulação. O valor máximo comercializado atualmente é de 50% do composto.

Apresentação

O óleo de CBD é vendido em diversas apresentações. Assim, é possível escolher aquela que você julgue mais confortável e prática no seu dia a dia. Respeitada a dosagem, a eficácia dos efeitos obtidos será a mesma. É uma escolha que depende das suas preferências.

A vantagem do produto em gotas é a possibilidade da aplicação sublingual, que garante absorção mais rápida. As cápsulas, por sua vez, são mais práticas e podem ser levadas na bolsa. A pomada pode ser muito útil para o tratamento da dor, por seu uso localizado.

Ingredientes extras

Alguns produtos podem trazer outros compostos associados ao óleo de CBD. A cúrcuma é um dos mais utilizados e costuma ser eficaz no combate a alguns efeitos colaterais do canabidiol, como a diarreia, e potencializar benefícios, como o efeito neuroprotetor.

Outros produtos podem ser enriquecidos com minerais como o cálcio e o ferro, importantes sobretudo para os pacientes de patologias reumáticas, como a fibromialgia. Avalie, juntamente com seu médico, os compostos que podem ser interessantes agregar ao CBD.

CBD

O CBD está disponível em cápsulas e pomada. No entanto, o mais consumido é o óleo em gotas, que permite mais liberdade na dosagem. (Fonte: Oubkaew: 105348052/ 123rf.com)

Grau de familiarização

Lembra da nossa recomendação de começar com pequenas dosagens? Esse critério diz respeito a este cuidado. Ao adotar essa prática, é importante levar em conta a concentração e o prazo de validade do produto, já que a maioria só pode ser consumida por 90 dias depois de aberto.

Por isso, no início, vale a pena optar por uma concentração mais baixa, mesmo que seja preciso repetir a dose várias vezes ao longo do dia. Assim, você dá tempo ao seu organismo para se familiarizar com o composto, sem exagerar na quantidade nem desperdiçar o produto.

Resumo

O cânhamo e a maconha, que tecnicamente são a mesma planta, têm sido prejudicado ao longo de anos pelo preconceito decorrente da falta de informação. Muitas pessoas se recusam a saber mais sobre a cannabis e seus efeitos benéficos ao organismo. Por esse motivo, estamos gratos por você ter chegado até aqui e se permitir conhecer mais sobre o CBD.

O uso recreativo da maconha ainda não é legalizado no país. Por esse motivo, fizemos questão de explicar todos os pontos sobre a regularização da comercialização e consumo do canabidiol para tratamentos de saúde. Destacamos os estudos científicos e as formas de fazer uso da substância sem incorrer em práticas ilegais. Trouxemos, ainda, alguns critérios para auxiliá-lo no momento da compra.

Esperamos que este artigo tenha ajudado a esclarecer as dúvidas sobre o óleo de CBD e seus benefícios. Fique à vontade para compartilhar com seus amigos. Muito obrigado!

(Fonte da imagem destacada: El Roi: 86787609/ 123rf.com)

Referências (7)

1. OMS (Organização Mundial da Saúde). Site Oficial. Dezembro de 2017.
Fonte

2. Efectos terapéuticos de los cannabinoides. Instituto Universitario de Investigación en Neuroquímica de la Universidad Complutense de Madrid.2019.
Fonte

3. Emplean cannabis para tratar un tipo de epilepsia infantil rara y grave [Internet]. 20minutos.es - Últimas Noticias. 2018 [cited 3 October 2019].
Fonte

4. ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Regulamentação de critérios e procedimentos para importação de produtos à base de Canabidiol. Maio/2015.
Fonte

5. Diário Oficial da União. Resolução RDC 327/2019 - procedimentos para a concessão da Autorização Sanitária para a fabricação e a importação, bem como estabelece requisitos para a comercialização, prescrição, a dispensação, o monitoramento e a fiscalização de produtos de Cannabis para fins medicinais.
Fonte

6. Efeitos cerebrais da maconha – resultados dos estudos de neuroimagem. Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo).
Fonte

7. A cannabis e suas aplicações terapêuticas. Universidade Fernando Pessoa, Portugal.
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Aline Moura Graduada em Estética
Desde pequena, Aline sempre gostou de brincar e testar os cremes de sua mãe. Daí nasceu a paixão pelos produtos que lhe permitem cuidar da pele e dos cabelos. Formada em cosmetologia e estética, hoje dedica-se a pesquisar e informar seu público sobre tudo o que envolve o cuidado com o próprio corpo, inclusive no que diz respeito a um tema tabu: o sexo."
Vera Pereira Redatora/Editora
Jornalista, especialista em produção de conteúdo digital, tem na escrita a sua maior paixão. Adora investigar, apurar fatos e reconstruir histórias. Por isso, atua na pesquisa e adaptação dos conteúdos internacionais à realidade e legislação brasileiras.
Artigo científico
OMS (Organização Mundial da Saúde). Site Oficial. Dezembro de 2017.
Ir para a fonte
Livro científico
Efectos terapéuticos de los cannabinoides. Instituto Universitario de Investigación en Neuroquímica de la Universidad Complutense de Madrid.2019.
Ir para a fonte
Artigo científico
Emplean cannabis para tratar un tipo de epilepsia infantil rara y grave [Internet]. 20minutos.es - Últimas Noticias. 2018 [cited 3 October 2019].
Ir para a fonte
Resolução Legal
ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Regulamentação de critérios e procedimentos para importação de produtos à base de Canabidiol. Maio/2015.
Ir para a fonte
Resolução RDC 327/2019
Diário Oficial da União. Resolução RDC 327/2019 - procedimentos para a concessão da Autorização Sanitária para a fabricação e a importação, bem como estabelece requisitos para a comercialização, prescrição, a dispensação, o monitoramento e a fiscalização de produtos de Cannabis para fins medicinais.
Ir para a fonte
Artigo de revisão
Efeitos cerebrais da maconha – resultados dos estudos de neuroimagem. Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo).
Ir para a fonte
Artigo de revisão
A cannabis e suas aplicações terapêuticas. Universidade Fernando Pessoa, Portugal.
Ir para a fonte