mulher olhando para o tablet pensando onde investir o dinheiro
Ultima atualização: 5 de maio de 2021

Seja muito bem-vindo! Veio até aqui porque está interessado em como investir no Tesouro Direto? Saiba que está no lugar certo! Vamos tirar todas as suas dúvidas sobre essa modalidade de investimento.

Prepare-se para aprender tudo sobre o investimento mais seguro do Brasil, de acordo com o Tesouro Nacional (1).




Primeiro, o mais importante

  • O Tesouro Direto possui liquidez diária, ou seja, você pode resgatar o seu investimento a qualquer momento.
  • As aplicações no Tesouro Direto são garantidas pelo Tesouro Nacional.
  • O Tesouro Direto é um tipo de investimento de Renda Fixa. Entretanto, isso não quer dizer que os preços e taxas não apresentem variações ao longo do tempo.

Tesouro Direto: tudo o que você precisa saber

Lançado em 2002, o Tesouro Direto surgiu para dar a oportunidade de investimento a qualquer pessoa. O investimento inicial mínimo é de R$30,00. Ele acontece 100% de forma online e é considerada a aplicação com menor risco do mercado.

Ficou interessado? Então continue a leitura para aprender um pouco mais sobre o Tesouro Direto e principalmente, como investir.

Pote caído com várias moedas espalhadas no chão

O Tesouro Direto é a aplicação com menor risco do mercado. (Fonte: Josh Appel/ Unsplash.com)

O que é o Tesouro Direto?

Tesouro Direto é o tipo de investimento ideal para quem está começando a investir.
É um Programa do Tesouro Nacional que vende títulos públicos para pessoas físicas.

Ele é um Programa do Tesouro Nacional que vende títulos públicos para pessoas físicas. Suas negociações acontecem de forma online, através de uma parceria com a B3 – a Bolsa de Valores Brasileira.

O Tesouro Direto é considerado um investimento de baixo risco, sendo o mais seguro do país. Você consegue adquiri-los através de um cadastro em um banco ou uma corretora de valores. Vamos nos aprofundar neste assunto daqui a pouco.

Quais são os tipos de Tesouro Direto?

Existem três tipos de Tesouro Direto disponíveis para você investir. Para escolher o ideal, é necessário que você tenha noção do prazo que você pode deixar o dinheiro investido e o risco que você deseja correr. Vamos conhecer quais são:

  • Título Prefixados: Este título de Tesouro permite que você saiba exatamente o valor que vai receber quando for resgatar a sua aplicação. Como o nome sugere, a taxa de juros é fixada anteriormente. Por isso é chamada de título prefixado.
  • Tesouro Selic: Entramos agora na categoria chamada de pós-fixada. O que isso quer dizer? Os Títulos Tesouro Selic, possuem a rentabilidade diretamente atrelada à Taxa Selic. A rentabilidade está diretamente atrelada ao quanto a taxa Selic variar ao longo do período aplicado. É o investimento ideal para quem quer começar a investir no Tesouro Direto.
  • Tesouro IPCA. O Tesouro IPCA também é chamado de investimento híbrido, pois junta uma taxa de juros fixa prefixada e a variável, que é o IPCA. Esta modalidade está diretamente ligada à inflação. Ela mede a rentabilidade do título, de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA. Ou seja, nessa opção seu dinheiro nunca ficará abaixo da inflação. Você terá de retorno a variação da inflação mais a taxa prefixada.

Conheça as vantagens de cada um deles (2):

Prefixados Tesouro SELIC Tesouro IPCA
Garante uma rentabilidade fixa Ideal para reservas de emergência Garante uma rentabilidade sempre acima da inflação
Você sabe quanto vai resgatar no final Indicado para objetivos de curto prazo Ideal para investimentos de longo prazo
Ideal para metas de médio e longo prazo Dentre os títulos, é aquele que possui o menor risco em caso de venda antecipada Te protege das variações da inflação

Como investir no Tesouro Direto?

É muito fácil, rápido e simples investir no Tesouro Direto. Você pode começar agora mesmo, seja pelo celular ou pelo computador. Qualquer pessoa com CPF e uma conta bancária, seja ela conta corrente ou conta poupança, pode investir. Os valores iniciam em R$30,00.

Conheça o passo a passo e veja como é fácil:

  1.  Abra uma conta em uma corretora de sua confiança;
  2. Na sequência, complete o seu cadastro com os dados que receber da corretora na plataforma do Tesouro Direto;
  3. Transfira dinheiro para a corretora em que você se cadastrou;
  4. Escolha na corretora o título que mais se encaixa com os seus objetivos;
  5. Clique para comprar o título desejado;
  6. Parabéns! Você já é um investidor.

Como funciona a Tributação?

Você será taxado da mesma forma que outros tipos de operações de renda fixa, como CDBs e fundos de investimento. Caso você resgate a aplicação em menos de 30 dias, você será cobrado pelo IOF, o Imposto Sobre Operações Financeiras.

Já o Imposto de Renda será de acordo com o prazo do seu investimento. Quanto mais tempo investido, menos imposto a pagar. Veja:

  • 22,5% para aplicações com prazo de até 180 dias;
  • 20% para aplicações com prazo de 181 dias até 360 dias;
  • 17,5% para aplicações com prazo de 361 dias até 720 dias;
  • 15% para aplicações com prazo acima de 721 dias.

É importante ressaltar que este valor é descontado do lucro obtido da aplicação.

Resumo

O Tesouro Direto é o tipo de investimento ideal para quem tem o perfil conservador. O produto de baixo risco é um investimento de Renda Fixa. É o mais indicado para quem está começando a investir e ainda não possui muito conhecimento na área.

Como falamos durante o artigo, o Tesouro Direto possui liquidez diária. Com isso, existe a possibilidade de ser resgatado a qualquer momento. É o investimento mais seguro do país, pois tem a garantia de 100% do Tesouro Nacional.

Esperamos que o nosso artigo tenha tirado as suas dúvidas sobre o Tesouro Direto. Desejamos boa sorte em seus investimentos!

(Fonte da imagem destacada: primagefactory/ 123rf.com )

Referências (2)

1. Site do Tesouro Nacional
Fonte

2. Tipos de Tesouro Direto
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Site
Site do Tesouro Nacional
Ir para a fonte
Site
Tipos de Tesouro Direto
Ir para a fonte
Resenhas