Ultima atualização: 28 de fevereiro de 2020

Como escolhemos

Products

5Produtos analisados
Hours

19Horas investidas
Studies

5Estudos avaliados
Comments

30Comentários coletados

Ninguém espera por isso, mas basta um rápido descuido… Seja uma ligação inesperada durante o preparo do almoço ou um pequeno curto-circuito no escritório, essas situações podem dar origem a um incêndio. Em incidentes como estes, os primeiros instantes são essenciais para evitar que o fogo tome conta do local. Para isso, é fundamental ter sempre um extintor de incêndio por perto.

Mais que necessário, ele é um equipamento obrigatório especialmente em ambientes corporativos, como escritórios, oficinas, comércios e indústrias. Se você está em busca de um extintor de incêndio, mas não sabe o que e importante avaliar, siga conosco nessa leitura. A partir de agora, vamos esclarecer todas as suas dúvidas sobre esse equipamento, suas principais características e modos de uso.




O mais importante

  • O extintor serve para conter o fogo em formação. Não é adequado usá-lo para tentar apagar o fogo depois de já ter se alastrado. Mesmo os modelos mais potentes são capazes de eliminar as grandes chamas.
  • De acordo com a legislação e as normas de segurança, os prédios empresariais e edifícios públicos são obrigados a manter pelo menos um extintor por andar, dependendo do tamanho da construção.
  • Há muitos fatores que devem ser considerados antes da compra. Um deles é o tipo do extintor, que se distingue, basicamente, pelo tipo de material que há no ambiente e possa alimentar o fogo. Vamos falar sobre isso com detalhes logo mais.

Os melhores extintores do mercado: nossas recomendações

Pode parecer que todos são iguais. Mas, na realidade, existem muitos tipos de extintor, variações na carga, peso e até material. Com tanta diferenciação, pode ser difícil encontrar o extintor ideal para a sua necessidade. Por esse motivo, fizemos uma seleção com os mais vendidos na atualidade. Veja quais são:

O extintor universal ultra compacto

Com garantia do fabricante e cinco anos de validade, esse extintor é ultra compacto: mede 32 centímetros de altura e pesa de 1,45 quilos o que traz mais segurança e facilidade na hora do uso.

O pó ABC, composto por fosfato monoamônico, apaga todos os tipos de incêndio com mais eficiência. Ele é capaz de apagar chamas de até 2 metros em sólidos, e 4 metros em líquidos inflamáveis.

O extintor homologado para caminhões

Desenvolvido para conter princípios de incêndio e trazer tranquilidade para quem está todos os dias na estrada, esse extintor apresenta resistência e durabilidade.

Com carga de 2,4 kg de pó, para classes de fogo A, B e C, ele conta com pressurizador em espiral de inox e conjunto de válvula em latão forjado. O extintor para caminhões da Opt traz selo de certificação do Inmetro e garantia contra defeitos de fabricação.

O extintor recarregável de alta pressão

Com capacidade extintora para fogo de classe A, B e C, esse equipamento poderá ser mantido em casa ou na sua empresa ou ainda em barcos, carros e caminhões.

Ele é desenvolvido com sistema recarregável, que permite repor a carga de pó até 3 vezes após utilização. O equipamento produz jato extintor com pressão de até 28 kgf/cm², tem 2 quilos de carga e selo de 5 anos de validade.

Guia de compras: o que você precisa saber sobre o extintor

Depois de conhecer alguns modelos de extintor, você já deve ter percebido que é importante se informar bem sobre esse equipamento para escolher o mais adequado ao seu ambiente de trabalho ou à sua casa. Neste guia, vamos falar sobre os tipos de extintor e esclarecer dúvidas sobre seu uso e diferenciações. Acompanhe.

woman using an extinguisher

O extintor é um equipamento de segurança muito necessário e, em alguns casos, como empresas ou indústrias, ele é obrigatório. (Fonte: Andriy Popov: 116478867/ 123rf.com)

O que é a classe de fogo de um extintor?

Ao explorar nossa seleção de produtos, você deve ter se perguntado o que vem a ser a “classe de fogo” de um extintor. Essa é uma classificação universal, baseada na origem do fogo, em que materiais foram os causadores de um incêndio.

Ao contrário do que se costuma pensar, nem sempre a água é a melhor forma de conter um princípio de incêndio (1). Essa informação é importante pois cada tipo de fogo necessita de um agente específico para contê-lo. Conheça, então, as categorias:

  • Classe A: fogo originado por materiais sólidos (madeira, tecido, papel, plástico). Para conter esse tipo de chama, é preciso resfriar o local. A água, neste caso, é a substância ideal. O extintor indicado é o classe A, ABC ou AB;
  • Classe B: fogo com base em líquidos combustíveis (tintas, solventes, óleos sintéticos, fluídos automotivos). Neste caso, o fogo deve ser contido eliminando o oxigênio para cessar a combustão. O mais adequado é utilizar extintor com espuma, de classe BC, ABC ou AFFF;
  • Classe C: quando um curto-circuito de baixa tensão dá origem ao fogo. O agente extintor não pode ser condutor elétrico, por isso as classes BC ou ABC são as mais indicadas. Se for possível cortar o fornecimento de energia no local, neste caso pode-se utilizar o extintor classe A ou com espuma química (AFFF);
  • Classe D: a origem do fogo parte de metais inflamáveis. Para esse tipo de chama, em que há risco de reação com metais como o sódio, o magnésio e o potássio, o correto é utilizar um extintor com carga de pó, da classe D;
  • Classe K: fogo que tem origem a partir de óleos vegetais ou gordura animal. Para contê-lo, é necessário um extintor com solução aquosa de acetato de potássio, que reage com o fogo produzindo uma espécie de saponificação, que ajuda a esfriar e isolar a combustão.

Que tipos de extintor existem?

Como mostramos há pouco, existem diferentes classificações para o fogo, de acordo com a sua origem. Da mesma forma, existem diferentes tipos de extintor para cada classe de chamas.

Como um incêndio pode ser causado por vários materiais diferentes, é importante ter em mente cada agente responsável pelo combate de um tipo específico de fogo (2). Para esclarecer, veja os tipos de extintor a seguir:

Tipo de extintorClasse de fogoFuncionamentoUso comum
ÁguaAExtinção por resfriamentoIncêndios em madeira, tecidos, papéis, borrachas, plásticos e fibras
orgânicas
Pó químico B/CB e CExtinção por reações químicasLocais sem corrente elétrica
Pó químico A/B/CA, B e CExtinção por meio de reações químicas e abafamento (para incêndios da classe A)Fogo de praticamente qualquer natureza
EspumaA e BExtinção por abafamento e resfriamentoPrédios sem risco de curti-circuito
Gás Carbônico – CO2B e CExtinção por abafamento e resfriamentoMateriais líquidos inflamáveis e corrente elétrica

O extintor é obrigatório?

Diversas normas de segurança em vigência no país orientam para o uso do extintor de incêndio como medida de segurança.

Além disso, há uma Lei Federal(3), de 2017, que estabelece diretrizes gerais sobre medidas de prevenção e combate a incêndios, com adequações que devem estar presentes tanto em prédios públicos quanto em empresas.

Existe ainda uma orientação prática, descrita na NR 23, que trata sobre a proteção contra incêndios no ambiente de trabalho(4), para a instalação desses sistemas de segurança de acordo com o risco potencial:

Área coberta (m²)Risco de FogoDistância máxima a ser percorrida (m)
500Pequeno20
250Médio10
150Grande10

Qual a altura para instalar o extintor?

Para a instalação do extintor portátil devem ser observadas as exigências descritas nas normas de segurança. É importante destacar que ele nunca deve ficar em contato direto com o piso(5).

Além disso, quando for fixado em paredes ou colunas, o suporte deve resistir a três vezes a massa total do extintor e ser fixado a no máximo 1,60m do chão. A parte inferior deve estar a pelo menos 20 cm do piso.

extinguishers

O extintor serve para conter o fogo em formação. Não é o equipamento adequado caso o fogo já tenha se alastrado. (Fonte: Olivér Svéd: 22470728/ 123rf.com)

Como sinalizar a localização do extintor?

As normas de segurança são muito rígidas com relação a instalação e sinalização do extintor no ambiente corporativo. Para cumpri-las, ele deve ser instalado em locais de fácil visualização, onde haja menos probabilidade de o fogo bloquear o acesso.

Os locais destinados aos extintores devem ser assinalados por um círculo vermelho ou por uma seta larga, vermelha, com bordas amarelas. Existe também a possibilidade de usar placas indicativas da presença do equipamento.

A área embaixo do extintor deve ser pintada em vermelho e permanecer sempre livre. Esse espaço deve ter no mínimo 1 metro de largura por 1 metro de comprimento.

people turning off fire

As normas de segurança no trabalho obrigam a presença e sinalização de extintores em estabelecimentos comerciais. (Fonte: Piyawat Nandeenopparit: 80429927/ 123rf.com)

Como usar o extintor em caso de incêndio?

Caso perceba um princípio de incêndio, a primeira coisa a fazer é acionar a emergência e evacuar o local. Mesmo que você nunca tenha utilizado um extintor, em todos eles existe uma etiqueta com as orientações de uso.

No entanto, vale a pena ler essas dicas. Conhecer o passo a passo antecipadamente pode ser um fator decisivo para conter o fogo:

  • Pegue o extintor de incêndio e mantenha-se sempre de costas para a saída. É importante que você considere esta medida de segurança para não ser pego de surpresa pelo fogo;
  • A maioria dos modelos de extintor atuam a uma distância entre 2 e 3 metros. Só acione o equipamento quanto estiver dentro da área de ação efetiva, para não desperdiçar material;
  • Para usar o extintor é preciso remover o lacre de segurança;
  • Segure a mangueira com uma mão e o extintor com a outra;
  • Aponte a mangueira para o local onde o fogo começa, em sua base, e não para as chamas;
  • Aperte a válvula para liberar o agente extintor. Faça isso com uma pressão lenta e constante;
  • Mova a mangueira de um lado para outro, sempre direcionando para a base do fogo, para extinguir a causa das chamas;
  • Afaste-se e observe se as chamas se apagaram por completo. Caso isso não tenha ocorrido, repita o procedimento;
  • Se perceber que não é possível extinguir o fogo, abandone o local e mantenha-se afastado de qualquer ameaça até a chegada do Corpo de Bombeiros.
extinguishers

O extintor deve estar situado a uma altura visível e acessível, livre de obstáculos que dificultem o acionamento rápido em caso de incêndio. (Fonte: Apichart Thodrat: 29307724./ 123rf.com)

Critérios de compra

Até aqui, trouxemos informações de segurança, falamos sobre legislação, normas técnicas e os tipos de fogo e agentes extintores. Você já teve, possivelmente, a maior parte de suas dúvidas esclarecidas. No entanto, antes de finalizar a compra do seu extintor, queremos apontar alguns aspectos que são fundamentais para uma boa escolha. Veja quais são:

Tipo de extintor

O tipo do extintor é, certamente, o primeiro fator a se considerar. Isso porque o uso inadequado de um agente extintor pode não apenas ser ineficaz, como também causar o aumento do fogo.

Por esse motivo, antes de escolher o tipo do extintor, vale a pena avaliar com cautela os materiais mais comuns no ambiente, que poderiam, eventualmente, gerar um princípio de incêndio.

Com base nessa análise, você saberá qual o agente extintor mais indicado para manter no local. Uma recomendação é contar com mais de um tipo de equipamento, com agentes químicos variados. isso requer, no entanto, uma orientação consistente à toda a equipe de segurança da empresa.

Extintor

A vida útil de um extintor pode ser de até 20 anos, mas vale considerar que o equipamento deve ser recarregado, no máximo, 3 vezes. (Fonte: Lightfieldstudios: 118406574/ 123rf.com)

Uso

Onde o seu extintor será instalado faz toda a diferença na hora da decisão de compra. Se você pretende deixar esse item de segurança em casa, o tamanho e o tipo será diferente daquele que manteria numa fábrica, com muitos fluídos inflamáveis, por exemplo.

Se pretende manter o extintor no carro ou em um barco, o mais adequado é o abastecido com CO2. Apesar de mais caro, esse será o agente mais eficaz para combater qualquer princípio de incêndio, independentemente do motivo que gerou o fogo.

Peso

O peso é um fator importante, principalmente considerando que, caso o uso do extintor seja necessário, é fundamental que qualquer pessoa consiga manipulá-lo com facilidade e agilidade.

Por isso, antes de definir o tamanho do extintor, é crucial ter em mente quem serão as pessoas que possivelmente irão fazer uso dele. Em uma escola ou uma casa com pessoas idosas, por exemplo, quanto mais leve for o equipamento, melhor.

Se o extintor é para o seu carro, procure por modelos desenvolvidos exclusivamente para essa finalidade, que dificilmente superam os 5 quilos. Há ainda os modelos ultraleves. Ainda que mais difíceis de encontrar à venda, são ótimos para levar até mesmo na mochila.

Extintor

As normas de sinalização determinam a sinalização imediatamente acima dos equipamentos contra fogo e também nas saídas de emergência. (Fonte: Lightfieldstudios: 118415912/ 123rf.com)

Manutenção

Para que seu extintor esteja sempre pronto para qualquer emergência, a manutenção é obrigatória. Lembre-se de verificá-lo constantemente: a cada três meses, pelo menos, por conta própria e a cada ano por um profissional.

As revisões anuais devem ser feitas por uma empresa certificada e idônea. É um custo periódico relevante, mas dele depende a sua segurança e da sua empresa e funcionários.

Já o extintor portátil não precisa passar por essa manutenção tão rigorosa. No entanto, ele tem uma vida útil muito menor e você vai precisar substituí-lo com mais frequência.

Se optar por um modelo recarregável, tenha em mente que esse processo só pode ser repetido três vezes ao longo da vida útil do extintor.

Transporte

O extintor de incêndio portátil é a melhor opção para transportar no carro ou em outros meios de transporte.

Os modelos mais antigos, apesar de compactos e leves, têm baixo poder de contenção das chamas. Já os mais modernos têm um poder de extinção muito alto e normalmente usam como agente extintor a espuma.

O extintor portátil é muito recomendado para quem quer contar com esse item de segurança em casa, sobretudo na cozinha. Se este é o seu caso, opte pelo extintor com pó químico, que pode apagar praticamente todos os tipos de chamas.

Se o que você procura é um modelo para levar com você, o melhor, como já mencionamos, é o extintor à base de CO2.

Extintor

O tipo de extintor é o primeiro fator a ser considerado na hora de escolher o equipamento. (Fonte: Auremar: 62931218/ 123rf.com)

Resumo

O extintor de incêndio é um equipamento indispensável para a segurança dos ambientes, sobretudo onde há mais concentração de pessoas ou elementos inflamáveis, como oficinas e fábricas. Em alguns empreendimentos, como prédios públicos e ambientes corporativos, ele é obrigatório, regulamentado por leis e controlado por normas técnicas de instalação, sinalização e utilização.

Ao longo deste artigo, mostramos os diversos tipos de extintor, como cada um deles atua no combate ao fogo e como você pode adequar a sua empresa às normas de seguranças vigentes na atualidade. Mostramos, ainda, um passo a passo com o procedimento que deve ser adotado em um princípio de incêndio. Além disso, deixamos algumas dicas valiosas para que você escolha o extintor que possa trazer o melhor custo-benefício para seu estabelecimento.

Desejamos que este material tenha sido útil e esclarecedor. Se gostou, compartilhe com outras pessoas que precisam dessas informações e deixe-nos um comentário. Obrigado e até logo!

(Fonte da imagem destacada: Olivér Svéd: 21692514/ 123rf.com)

Referências (5)

1. Quando não utilizar água em um incêndio? [Internet]. Prodein. 2019 [citado em out-2019].
Fonte

2. Tipos de Extintores de Incêndio | FEA - Unicamp [Internet]. 2019 [acessado jan-2020].
Fonte

3. Lei que estabelece diretrizes gerais sobre medidas de prevenção e combate a incêndio[Internet]. Governo Federal 2017 [acessado jan- 2020].
Fonte

4. Norma Regulamentadora de Proteção contra Incêndios. Ministério do Trabalho. [Internet] 2011. [acessado jan- 2020].
Fonte

5. NBR 12693 - Sistemas de proteção por extintores de incêndio[Internet] Associação Brasileira de Normas Técnicas. 1993. [acesso jan-2020].
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Luiz Felipe Andrade Manutentor profissional
Luiz Felipe herdou do pai, mestre de obras, a paixão pelas ferramentas. Tanto é que desde cedo decidiu seguir uma carreira que poucas pessoas sabem que existe: a de manutentor profissional, ou seja, a pessoa que é especialista em manutenções. Com tanto conhecimento na área, resolveu compartilhar o que sabe com o público que, como ele, ama criar e consertar.
Vera Pereira Redatora/Editora
Jornalista, especialista em produção de conteúdo digital, tem na escrita a sua maior paixão. Adora investigar, apurar fatos e reconstruir histórias. Por isso, atua na pesquisa e adaptação dos conteúdos internacionais à realidade e legislação brasileiras.
Artigo informativo
Quando não utilizar água em um incêndio? [Internet]. Prodein. 2019 [citado em out-2019].
Ir para a fonte
Tabela de Conteúdo
Tipos de Extintores de Incêndio | FEA - Unicamp [Internet]. 2019 [acessado jan-2020].
Ir para a fonte
Decreto de Lei
Lei que estabelece diretrizes gerais sobre medidas de prevenção e combate a incêndio[Internet]. Governo Federal 2017 [acessado jan- 2020].
Ir para a fonte
NR 23
Norma Regulamentadora de Proteção contra Incêndios. Ministério do Trabalho. [Internet] 2011. [acessado jan- 2020].
Ir para a fonte
Norma técnica
NBR 12693 - Sistemas de proteção por extintores de incêndio[Internet] Associação Brasileira de Normas Técnicas. 1993. [acesso jan-2020].
Ir para a fonte