carpinteiro grampeamento

O grampeador também é um item que evoluiu e se modernizou. Em algumas atividades domésticas e de escritório, as versões manuais antigas já não são mais usadas. O grampeador elétrico chegou ao mercado para substituir esse item no seu formato manual, e neste artigo vamos falar mais sobre ele.

Neste guia de compras vamos mencionar o grampeador elétrico que é usado em tarefas de bricolagem, como estofamento e carpinteria. Essa ferramenta facilita muito a vida de quem exerce atividades como essas, pois assim é possível realizar o trabalho com mais eficiência.

O mais importante

  • O grampeador elétrico foi criado para facilitar as tarefas de bricolagem. Antes de sua criação, utilizavam-se os grampeadores manuais para isso, e eles causavam cansaço e não eram fortes o suficiente para penetrar completamente nos materiais.
  • Como em qualquer outro caso, quando existem diferentes tipos da mesma ferramenta, é muito importante fazer uma comparação ou apontar as características de cada modelo. Neste guia de compras você poderá descobrir qual é o ideal para você.
  • Embora um grampeador elétrico seja, dentre as ferramentas elétricas, bastante simples de entender e usar, é necessário conhecer suas especificações. Dentre os critérios a serem avaliados estão a quantidade de disparos por minuto, capacidade de armazenamento de grampos, dentre outras coisas.

Os melhores grampeadores elétricos do mercado

Comprar ferramentas não é uma tarefa fácil, muito menos para iniciantes. Essa situação é ainda mais complicada quando estamos diante de ferramentas elétricas. Por esse motivo, antes de comprar um grampeador elétrico, você deve avaliar os modelos existentes no mercado. Confira a seleção que fizemos abaixo:

O grampeador elétrico mais leve e portátil

Esse grampeador elétrico é muito leve e portátil, para que você possa executar suas tarefas por muitas horas com ele sem se cansar. Ele efetua até 20 disparos por minuto e é indicado para uso em papelão, tecidos, madeira, couro, dentre outros materiais. Ele também possui uma trava de segurança para evitar riscos de acidente.

O grampeador elétrico com maior capacidade para grampos

Esse grampeador elétrico possui um sistema simples de recarregamento, uma enorme capacidade para grampos e um eficiente mecanismo anti-obstrução. Ele efetua até 20 disparos por minuto e possui um punho emborrachado que aumenta o conforto no seu uso por várias horas. Seu manuseio é fácil e seguro.

O grampeador elétrico com maior agilidade na fixação

Esse grampeador elétrico oferece uma excelente velocidade na fixação dos grampos, para que assim você seja capaz de executar as suas tarefas de maneira muito mais fácil. Sua velocidade é de 20 disparos por minuto e ele conta com um amortecedor de borracha para evitar marcações na peça. Ela também possui um sistema de segurança que só permite o acionamento quando você estiver pressionando a peça.

Guia de compras: O que você deve saber sobre um grampeador elétrico

No guia de compras a seguir,você encontrará respostas para as perguntas mais frequentes que os usuários normamente possuem no momento de adquirir um grampeador elétrico. A seguir você saberá mais sobre o que é um grampeador elétrico, como ele funciona e quais são os diferentes usos que poderá fazer dessa ferramenta.

homem com grampeador elétrico

A taxa de disparos por minuto determinará o tempo que você levará para realizar uma tarefa. (Fonte: Jimenez: 59655607/ 123rf.com)

O que é um grampeador elétrico e como ele funciona?

Um grampeador elétrico é um tipo de ferramenta em formato de pistola que funciona através da eletricidade. Eles podem ser operados por meio de baterias ou através de uma tomada com corrente elétrica, ou seja, conectados ou não a um cabo.

Quando o gatilho do grampeador elétrico é pressionado, isso faz com que todo o mecanismo interno dele se mova para empurrar e impulsionar o material de fixação escolhido.

Que tipos de grampeadores existem e que diferenças existem entre eles?

Existem três tipos de grampeadores atualmente, cada um especialmente destinado para determinado uso. Por esse motivo, é importante que você saiba como cada um funciona e quais são suas diferenças. Os tipos de grampeadores são:

  • Grampeador manual
  • Grampeador elétrico
  • Grampeador pneumático

O primeiro grampeador é o mais comum e mais fácil de reconhecer. No entanto, algumas pessoas podem ter dificuldade em diferenciar os dois últimos tipos. Caso você esteja confuso, confira a diferença entre os dois na tabela a seguir:

Características Grampeador elétrico Grampeador pneumático
Funcionamento Motor por baterias ou corrente elétrica Sistema pneumático de pressão
Melhor para Tapeçaria Construção
Manutenção Periódica Baixa
Durabilidade Moderada a alta Alta
Potência Moderada a alta Muito alta
Tamanho Pequena Grande
Ruído Baixo Alto
Preço Moderado Alto

Que tipo de grampeador é mais conveniente para você?

Geralmente, os grampeadores manuais não entram nesse tipo de controvérsia, pois eles são recomendados para trabalhos mais leves e de escritório. Como mencionamos, a diferença entre elétrico e pneumático é mais difícil de reconhecer, pois eles possuem funções semelhantes.

A resposta a essa pergunta dependerá, essencialmente, da quantidade de força e potência que você precisa para trabalhar.

A potência que você deve escolher dependerá do tipo de trabalho que você queira realizar.

Nesse sentido, nossa recomendação é que, se você quiser fazer um trabalho leve de bricolagem, não pense duas vezes e compre um grampeador elétrico. Os grampeadores manuais são mais baratos, mas a longo prazo não valem a pena para essas atividades, pois causam muito cansaço e levam muito mais tempo para terminar uma tarefa. Já os pneumáticos são mais recomendados para tarefas mais pesadas.

Para quais tarefas um grampeador elétrico é mais recomendável?

Como já dissemos, um grampeador elétrico é excelente porque é mais fácil de usar. Outra vantagem deles é que alguns permitem que você use pregos. Os pregos são necessários ao realizar projetos mais pesados, como reformar uma casa ou instalar uma cerca.

Essas ferramentas podem disparar vários grampos por minuto com mais facilidade do que um grampeador manual. Além disso, elas fixam os grampos uniformemente porque a pressão aplicada é sempre a mesma. Algumas tarefas para as quais um grampeador elétrico é ideal são:

  • Instalar ou consertar cercas.
  • Grampear tapetes.
  • Estofamento de móveis.
  • Projetos menores de carpintaria.
  • Consertos em casa (simples).
  • Projetos menores de bricolagem em geral.
homem que trabalha com madeira

Um grampeador elétrico torna os trabalhos de bricolagem mais fáceis.
(Fonte: Schneider: IQbC4VU4YPQ/ Unsplash.com)

Quais são os perigos de utilizar um grampeador elétrico?

Ao usar ferramentas elétricas, perigos existem, especialmente quando os usuários não fazem o uso adequado dessas máquinas. Com o uso de um grampeador elétrico, você poderá disparar um grampo em si mesmo ou em outras pessoas e poderá causar ferimentos graves.

Um grampeador elétrico não causa perigo de morte

Mesmo que seja um grampador elétrico industrial de grandes dimensões, será muito difícil que ele cause algo além de lesões graves. No entanto, essa situação muda quando o grampeador é usado com pregos, pois nesse caso os danos podem ser maiores.

Quais medidas de segurança devo tomar ao utilizar um grampeador elétrico?

Normalmente as pessoas não costumam achar que essas ferramentas possuem um potencial tão alto para causar acidentes graves, e que somente uma pessoa muito descuidada pode se machucar dessa forma. No entanto, duas em cada cinco pessoas são feridas com esta ferramenta. Por isso, confira as medidas de prevenção que separamos abaixo:

  • Utilizar grampeadores seguros com pelo menos uma trava ou botão de bloqueio incluído.
  • Não aponte para ninguém, nem para você mesmo, uma ferramenta como essa.
  • Não deixe um grampeador carregado pela casa sem supervisão.
  • Se for inexperiente, busque o máximo de informações sobre o uso dessas ferramentas.
  • Estabeleça procedimentos de trabalho.
  • Avalie possíveis perigos ao seu redor.
  • Utilize equipamentos de proteção pessoal.
  • Tenha em mãos um kit de primeiros socorros.
  • Não permita que as crianças cheguem perto do seu local de trabalho.
  • Guarde de maneira segura as suas ferramentas ao terminar de utilizá-las.

Quais são as vantagens e desvantagens de um grampeador elétrico?

O grampeador elétrico chegou para facilitar uma tarefa relativamente simples – grampear. Por isso, essas ferramentas apresentam muitas vantagens em termos de tempo economizado e precisão. No entanto, é inevitável que haja também desvantagens. Por isso, confira na tabela abaixo as vantagens e desvantagens dessas ferramentas.

Vantagens
  • Fáceis de utilizar
  • Ideais para usos pesados
  • Mecanismos de segurança incluso
  • Muitos também funcionam com pregos
  • Facilitam o trabalho
  • Mais rapidez, precisão e comodidade
Desvantagens
  • Precisam de bateria ou corrente elétrica
  • Mais caros que as manuais
  • O mal uso pode ocasionar lesões

Critérios de Compra

Um grampeador elétrico não é complicado de entender e usar, mas é necessário saber quais são as especificações mais importantes que essa ferramenta deve ter. Por isso, separamos abaixo alguns critérios de compra que devem ser observados antes da sua aquisição. Confira a lista abaixo:

Uso

O primeiro critério de compra é o uso que você pretende dar ao seu grampeador elétrico. Se você pretende usá-lo para tarefas leves, um manual será mais do que suficiente. Para trabalhos de bricolagem como estofamento, um elétrico facilitará muito a sua vida. Se você precisa de uso mais pesado, como para construção, um grampeador pneumático será mais adequado para você.

grampos industriais

Um grampeador elétrico facilita muito a tarefa de grampear. (Fonte: Claudiodivizia: 92210128/ 123rf.com)

Disparos por minuto

A taxa de disparos por minuto é a medida que determinará a quantidade de grampos que sua ferramenta poderá grampear em um período de um minuto. Normalmente, um bom grampeador elétrico atingirá 20 disparos por minuto, enquanto os mais avançados podem atingir até 30 disparos por minuto.

Função de pregadora

Essa função oferece maior versatilidade, pois assim o grampeador elétrico não serve apenas para grampear. Com a incorporação desse recurso, você pode esquecer (em alguns casos) o uso de um martelo, pois com a pistola você poderá pregar com maior precisão e, acima de tudo, com menos esforço. A maioria dos grampeadores elétricos mais avançados oferecem essa função.

Lembre-se de que, ao trabalhar como pregadores elétricos, você deve tomar mais medidas de segurança e precaução ao utilizá-los. Afinal um prego é muito mais perigoso do que um grampo, principalmente se você tiver crianças em casa. Então é preciso tomar cuidado, e nunca deixar a ferramenta solta pela casa.

Tipos e dimensões dos grampos e pinos

Os grampos possuem diversos tamanhos, dependendo do tipo de material no qual serão utilizados. O tamanho determinará o tipo de grampeador elétrico que você deverá comprar. A maioria dos grampeadores multifuncionais dispara grampos de 10 mm (coroa estreita). A coroa é o comprimento da parte visível de um grampo depois que ele tenha sido disparado contra o objeto.

Um bom grampeador elétrico também terá a opção de disparar pinos. Você deverá decidir de acordo com o trabalho que deseja realizar. Normalmente as dimensões e os tipos dos materiais para fixação estão disponíveis nas descrições do produto.

Capacidade

A capacidade de grampos que um grampeador elétrico pode armazenar é fundamental, pois assim você saberá a cada quanto tempo terá que recarregá-lo. Essa capacidade varia bastante de um modelo para o outro, e a escolha dependerá do conforto que você deseja ter.

Caso não se importe de recarregar os grampos constantemente, poderá optar por um modelo com menor capacidade e muitas vezes mais barato, caso contrário, é recomendável que escolha um com grande capacidade.

carpinteiro

Os grampos possuem diversos tamanhos, dependendo do material no qual você pretenda utilizá-lo. (Fonte: Samborskyi: 97560835/ 123rf.com)

Conexão

Um grampeador elétrico normalmente possui bateria ou um cabo de alimentação. Essa escolha dependerá muito do seu gosto pessoal e do uso que fará da ferramenta. O cabo garante uma fonte de alimentação constante, mas o torna menos portátil, sendo portanto ideal para trabalhar com uma tomada por perto.

Por outro lado, um grampeador elétrico sem fio é portátil e pode ser usado em qualquer lugar sem a necessidade de uma tomada por perto. No entanto, você deve estar ciente de que eles também podem ser mais caros devido às baterias recarregáveis que incluem. A potência também pode ser menor por conta da portabilidade.

Segurança

Existem diferentes recursos de segurança que um grampeador elétrico pode oferecer. Eles podem incluir uma trava de segurança no gatilho ou um botão de bloqueio. Lembre-se de que essa é uma ferramenta perigosa e que esses mecanismos podem salvá-lo de uma lesão. E isso serve não apenas para você, mas também para outras pessoas, inclusive crianças.

Acessórios inclusos

Geralmente, um grampeador elétrico inclui uma determinada quantidade de grampos de diferentes tipos e tamanhos. Eles também podem incluir pregos e pinos, caso possuam essa função, além de cabos ou baterias de carregamento adicionais, no caso de grampeadores elétricos sem fio.

Resumo

Um grampeador elétrico é uma ferramenta indispensável para quem deseja se dedicar às tarefas de bricolagem, especialmente em estofados ou madeira. Uma vantagem de usar essa ferramenta é que ela é muito versátil, e permite muitos usos diferentes.

Um grampeador elétrico permitirá que você trabalhe de forma mais eficiente e profissional. No entanto, antes da sua aquisição é necessário que verifique as especificações de cada modelo. Assim saberá se ele realmente se aplica para o que você deseja.

Caso esse guia de compras tenha sido útil para você, não deixe de compartilhá-lo ou de deixar um comentário com a sua opinião.

(Fonte da imagem destacada: Sorax : 93440186/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Luiz Felipe Andrade Manutentor profissional
Luiz Felipe herdou do pai, mestre de obras, a paixão pelas ferramentas. Tanto é que desde cedo decidiu seguir uma carreira que poucas pessoas sabem que existe: a de manutentor profissional, ou seja, a pessoa que é especialista em manutenções. Com tanto conhecimento na área, resolveu compartilhar o que sabe com o público que, como ele, ama criar e consertar.