plaguin rock em uma guitarra elétrica
Ultima atualização: 3 de dezembro de 2019

Como escolhemos

Products

16Produtos analisados
Hours

19Horas investidas
Studies

5Estudos avaliados
Comments

96Comentários coletados

A história da música é repleta de composições com riffs inesquecíveis. Quem não se lembra da incrível introdução de Sweet Child O’Mine, do grupo Guns N’ Roses? E o que dizer do clássico Satisfaction, dos Rolling Stones? Estes são apenas alguns exemplos das preciosidades que um bom músico é capaz de criar com uma guitarra na mão.

Um dos instrumentos mais populares, a guitarra passeia entre diversos estilos musicais e está presente até mesmo no melódico blues. Ídolos do pop, do sertanejo e até mesmo do pagode sempre acabam se rendendo ao ritmo de uma boa guitarra. E, se você quer saber mais sobre as possibilidades desse instrumento, continue conosco.



O mais importante

  • Antes de se decidir por um determinado modelo de guitarra, leve em conta qual o tipo de música que pretende tocar com ela. Apesar de muito versáteis, algumas guitarras são mais adequadas para estilos musicais específicos.
  • Os captadores são componentes fundamentais em uma guitarra. Em poucas palavras, eles são os responsáveis por capturar a vibração das cordas e transformá-la em som. Por esse motivo, vale a pena dedicar alguns minutos a mais para conhecer os detalhes deste componente antes da escolha da sua guitarra.
  • O design e a comodidade proporcionada por determinado modelo devem ser avaliados com cuidado. Isso porque tanto o peso quanto o formato da guitarra podem influenciar no seu desempenho, caso a empunhadura do instrumento não seja confortável para você.

As melhores guitarras do mercado: nossas recomendações

Jimmy Hendrix ficava tão empolgado nos palcos que chegou a atear fogo a uma guitarra. Mesmo que você sonhe em ser uma estrela do rock, imaginamos que — ao menos por enquanto — pretenda conservar sua nova guitarra por muito tempo… Então vale a pena escolher bem! Sim, é uma tarefa trabalhosa mas, para ajudar, criamos uma lista com os modelos mais bem avaliados do mercado. Confira!

A guitarra Benson produzida artesanalmente

Construída à mão com carvalho branco cultivado na patagônia argentina, essa guitarra é regulada, testada e afinada pela equipe de luthiers da Benson. Tanto cuidado na produção garante timbre marcante, com equilíbrio perfeito de graves e agudos.

Indicada tanto para iniciantes quanto para profissionais, ela traz um recorte moderno vazado com acabamento laqueado e três captadores single coil, desenvolvidos para valorizar a potência e sonoridade do instrumento.

A guitarra com alto poder de captação sonora

Com corpo em mogno e acabamento de alto brilho, a guitarra Les Paul CR 100 tem o braço confeccionado em Hard Maple Canadense e escala em Rosewood. Essa combinação de madeiras nobres e fabricação de primeira qualidade proporciona ao instrumento uma sonoridade única, com captação Powersound PSLP-1F e PSLP-1R e ponte T.O.M Stop Tailpiece.

Além disso, as tarraxas Diecasting de alta resistência garantem afinação precisa e harmoniosa.

A guitarra preferida dos guitarristas dos anos 70

Com design que vai te transportar imediatamente para os anos 70, a guitarra Squier Vintage traz diferenciais que vão além do visual. Ela troca o captador convencional single coil por um Humbucker™, que permite um som mais fiel ao rock clássico.

O corpo em basswood e braço em maple envernizado, proporcionam a sensação que você espera dessa guitarra com a pegada vintage, um dos modelos mais populares da história do rock.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre a guitarra

A guitarra é um instrumento musical muito versátil. O estilo de som produzido por ela varia de acordo com o material de fabricação do corpo e do braço, da qualidade de seus captadores e circuitos e até mesmo, do tipo de acordoamento.

Combinada a pedais de efeitos, as possibilidades musicais de uma guitarra são infinitas. Se tudo isso que mencionamos parece muito distante do seu universo, acompanhe esse guia. Preparamos uma série de respostas para as perguntas mais frequentes sobre a guitarra e seus sons.

tocando guitarra elétrica

A guitarra é um dos instrumentos mais populares e versáteis, presentes em diversos estilos musicais. (Fonte: Dolgachov: 49308357/ 123rf.com)

Quais os principais tipos de guitarra?

Desde que surgiram as primeiras guitarras, por volta da primeira metade do século XX, o instrumento passou por muitas melhorias e evoluiu consideravelmente. Com a evolução, veio a diversidade. Assim, os fabricantes começaram a desenvolver diversos tipos de guitarra. Sobre os principais deles é que vamos falar na sequência.

  • Stratocaster: também conhecida apenas como Strato. Apesar de ser imitada por muitas marcas, a guitarra Stratocaster original foi desenvolvida pela Fender. Este é um dos mais populares tipos de guitarra desde a década de 1950.
  • Les Paul: caracterizado pelo corpo maciço, esse tipo de guitarra foi originalmente fabricado pela Gibson, a partir de 1952. Devido ao seu grande sucesso e versatilidade, o modelo também pe muito copiado por vários fabricantes.
  • Telecaster: também projetada pela marca Fender, este tipo de guitarra pode ser considerado como a evolução da igualmente famosa guitarra Squire. É possível encontrar modelos similares de outros fabricantes.
  • Super Strat: apesar de ter algumas semelhanças com a Stratocaster, sobretudo no design do corpo, este tipo de guitarra permite sons mais distorcidos, como o Heavy Metal e o Hard Rock, por exemplo. Alguns dos fabricantes famosos são a Jackson e a Ibanez.
  • SG: desenvolvido pela Gibson na década de 1970, esse tipo de guitarra pode ser considerada a “prima” mais leve e fina da Les Paul original. O nome SG é a sigla, em inglês para solid guitar que, em português, significa guitarra sólida.
  • Flying V: é o tipo clássico adotado por grandes estrelas do rock, como o guitarrista da banda KISS, Vine Vicent. Inicialmente, foi projetado pela Gibson. No entanto, são incontáveis as reproduções do formato triangular, como uma seta, característico desse modelo.
  • Corpo semi-oco: normalmente chamadas de guitarra semi-acústica, esse tipo de instrumento não possui o corpo maciço, o que possibilita um reverb do som além do coletado pelos captadores da guitarra.
  • Corpo oco: esse tipo de guitarra apresenta o corpo totalmente vazado. Para compensar, a caixa costuma ser maior do que as convencionais. Diferenciadas pelo design e tipo de som produzido, há muitas marcas que produzem guitarras desse tipo atualmente.

Quais as partes de uma guitarra?

Primeiramente, é válido lembrar que existem muitos tipos e modelos diferentes de guitarra. Por isso, alguns componentes podem variar de um instrumento para outro. No entanto, sem dúvida a maioria dos elementos é comum a todas as guitarras. vamos ver cada um deles em detalhes:

Braço

Normalmente, é formado por uma ou várias peças de madeira. Para esclarecer, trata-se do local onde os dedos da mão esquerda são colocados, no caso de pessoas destras, por exemplo. É por ele que passam as cordas que, ao serem pressionadas, emitem as notas musicais. Os componentes presentes no braço da guitarra são:

  • Cabeça/Mão: é a parte mais superior da guitarra, em que as tarraxas estão localizadas.
  • Tarraxas/Cravelhas: elas são responsáveis por segurar as cordas e apertá-las ou afrouxá-las para garantir a afinação do instrumento.
  • Cavalete: está situada na junção entre o braço e o corpo da guitarra. Ele é o local que dá apoio à sustentação das cordas.
  • Trastes: são pequenas barras perpendiculares distribuídas ao longo do braço da guitarra, paralelas entre si. Formam as áreas de cada nota por toda a extensão da corda.
  • Pestana: é uma barra metálica situada no final do braço, próxima às tarraxas. Ela tem como função manter a estabilidade do braço, evitando que a madeira possa envergar pela força exercida com a tensão das cordas.
  • Finger board: normalmente, não dissociada do braço, é uma placa de madeira que o acompanha ao longo de toda a sua extensão. É nesta placa que estão fixados os trastes e as marcações tonais do instrumento. É onde se apoiam os dedos para a formação dos acordes musicais.

Corpo

Geralmente fabricado em madeira, é o corpo que define a forma da guitarra. Na parte interna, ele acomoda os circuitos necessários para coletar e codificar os sons produzido pelas cordas. Independentemente de ser maciço, oco ou semi-oco, o corpo da guitarra sempre contará com os seguintes componentes:

  • Captadores: são os elementos responsáveis por captar o som produzido pela vibração das cordas.
  • Circuitos: encarregados por codificar o som produzido pelas cordas e coletado pelos captadores e enviá-lo até o amplificador.
  • Controladores: também chamados de potenciômetros. Têm a função de regular o volume e o tom do instrumento. O número de controladores varia de um modelo para outro.
  • Ponte: situada junto do cavalete, a ponte normalmente é fixa, ainda que existam alguns modelos de guitarra com ponte móvel. É o local por onde passam e onde se sustentam as cordas.
  • Alavanca: apesar de não estar presentes em todos os modelos, a alavanca atua junto à ponte, permitindo a micro-afinação das cordas da guitarra. Esse ajuste é temporário. Assim, as cordas voltam à afinação normal tá logo a alavanca seja movida novamente.
  • Conexão do cabo Jack: é onde se conecta o cabo responsável por transmitir os sons para o amplificador. Por essa conexão é possível plugar a guitarra tanto a amplificadores quanto a uma grande variedade de pedais.
guitarra elétrica vermelha

Desde o surgimento das primeiras guitarras, por volta da primeira metade do século XX, o instrumento já passou por incontáveis evoluções. (Fonte: Semisatch: 31879244/ 123rf.com)

O que são as guitarras chamadas de signature?

Uma guitarra signature é, resumidamente, um instrumento personalizado e assinado por algum músico famoso. Para esclarecer, não basta que o músico use aquele modelo. Normalmente ele faz uma parceria com o fabricante e avalia a guitarra, propondo melhorias.

Depois disso, a marca desenvolve um modelo com as otimizações propostas pelo artista. É por esse motivo que a nova guitarra passa a ostentar a assinatura do ídolo, como se fosse o aval daquele profissional sobre a qualidade do produto.

Como a guitarra é projetada para produzir um som pessoal, ela costuma chegar ao mercado com valor consideravelmente maior do que o habitual. Por isso, nem sempre é possível ao fã, enfim, tocar a “guitarra dos seus sonhos” com o estilo do guitarrista que assina o instrumento.

Quais os guitarristas mais famosos e seus modelos preferidos?

Falar de guitarra é passear pela história da música contemporânea. Se por um lado, bandas comerciais espalham músicas de baixa qualidade apenas para vender, ainda é possível contar com artistas produzindo boa música e honrando o legado deixado por grandes guitarristas.

Como, por exemplo, falar de guitarra sem lembrar-se de ícones do clássico rock, de fenômenos como George Harrison e Santana? Para exemplificar esses grandes nomes, preparamos uma lista com representantes dos mais diversos estilos musicais e suas guitarras preferidas.

Nombre Guitarra
Eric Clapton Fender Stratocaster
Prince Fender Telecaster e sua famosa Cloud Guitar 
Jimmy Page Gibson Les Paul e Gibson EDS-1275 braço duplo
Joan JettGibson Blackheart
Jimmy Hendrix Fender Stratocaster
Keith Richards Fender Telecaster 
Chuck Berry Gibson ES-355
B. B. King Lucille Gibson
Sarah Lipstate Fender Jaguar
Pete Townshend SG e Les Paul Telecaster e Stratocaster

É possível tocar uma guitarra sem usar amplificador?

A resposta é sim. Em poucas palavras, isso significa que produzir som em uma guitarra é uma atividade que não depende de amplificador. Porém, é importante ter clareza de que, sem o auxílio desse equipamento, o som da guitarra será totalmente diferente.

Isso ocorre pelo fato de que a guitarra é projetada para que os captadores e os circuitos conduzam o som até o amplificador. Só assim você conseguirá ouvir com fidelidade o som produzido pelas cordas. Caso você não tenha amplificador, é possível conectar a guitarra ao seu computador.

B. B. KingMúsico

“Todos temos ídolos. Você pode tocar como algum artista que admira, mas tente sempre ser você mesmo enquanto estiver fazendo isso”.

Critérios de compra

Depois de tantos critérios técnicos, finalmente a hora de comprar a sua própria guitarra está cada vez mais perto! Sem dúvidas, neste momento você já deve ter a clareza de que essa é uma boa decisão. No entanto, para que suas canções não saiam do tom e essa compra te mantenha o compasso, acompanhe conosco alguns aspectos que devem ser observados para chegar à escolha perfeita.

Estilo musical

Na hora de escolher a guitarra ideal, você precisa, acima de tudo, considerar quais seus estilos preferidos e o que pretende tocar. Anteriormente, falamos sobre a versatilidade desse instrumento, ou seja, como ele é capaz de se adaptar e produzir as canções mais variadas.

No entanto, é preciso ter em mente que esse leque de opções não estão presentes em um só modelo. Para tornar mais claro, cada guitarra pode produzir sons mais alinhados com um estilo. Se você prefere músicas pop, por exemplo, encontrará a guitarra ideal. Se seu som é o Heavy Metal, vai precisar de um outro tipo de guitarra.

roqueiros tocando em concerto

Quando se combina uma guitarra a um amplificador ou a um pedal de efeitos, as possibilidades são infinitas. (Fonte: Uladzimir Yerchak: 86021269/ 123rf.com)

Captadores

Tão importante do que escolher o modelo de acordo com seu estilo, certificar-se sobre a qualidade dos captadores é essencial para que sua guitarra entregue o som esperado. Afinal, os captadores vão definir, em grande medida, o som que você — e sua plateia — vão ouvir.

Em resumo, existem muitos tipos e marcas de captadores. Também é variável a quantidade desses componentes em cada guitarra. O mais comum é que a guitarra tenha um captador, ou no máximo, dois. Se tiver dúvidas a respeito, procure aquele amigo que sabe tudo de guitarras. Aproveite e dê uma olhada nas opiniões dos compradores em lojas online.

Lateralidade

Instrumentos como a guitarra, o violino e o violão, têm como lado predominante, o esquerdo. Essa definição prioriza as pessoas destras, já que são a maioria. Assim, a mão mais hábil do artista sempre fica responsável pelas tarefas mais difíceis na execução da música.

Se você é canhoto, não precisa desanimar. Alguns músicos apenas se adaptaram a realizar os movimentos mais complexos com a mão menos treinada. Por outro lado, os fabricantes se dedicaram a espelhar os componentes e garantir o uso confortável do instrumento. Verifique a melhor opção para o seu caso.

E-Gitarre_Electric guitar

Design

É muito importante que a sua guitarra traga conforto tanto na empunhadura quanto na execução das músicas. O formato e o tamanho do instrumento fazem toda diferença. Fique atento ao tipo do braço, sua largura e textura. Observe cada aspecto para que você tenha tranquilidade e se sinta enquanto toca. Afinal, o show não pode parar!

Resumo

Como você pode conferir, o mundo da guitarra é muito amplo e apaixonante. Existem uma infinidade de modelos, marcas e designs, cada um deles destinado a um estilo musical próprio. Decidir qual o melhor modelo, seja para o seu hobby ou para a sua carreira, é uma tarefa que pode causar dúvidas e apreensão.

Por isso, ao longo desse artigo, buscamos oferecer informações práticas, de forma simples e clara. Mostramos o tipo de guitarra favorito de grandes artistas. Com base nisso, você pode ter certeza sobre o instrumento ideal para o estilo de som que mais te agrada.

Nosso desejo é que este guia tenha sido útil na sua jornada até a guitarra para que você faça sempre o melhor som! Se gostou, compartilhe esse conteúdo com seus amigos. Até a próxima!

(Fonte da imagem destacada: Elnur Amikishiyev: 19526455/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em nós?

Ricardo Amorim Músico e Viajante
A música e as viagens sempre foram as paixões de Ricardo. Seu violão o acompanha pelo mundo, desde que saiu de casa aos 17 anos. Desde então, já conheceu mais de 50 países e segue sua jornada rumo aos 100. Além de suas duas paixões, Ricardo também escreve sobre outras formas de lazer, especialmente sobre livros, aproveitando os dois anos investidos no curso de Jornalismo.
Já trabalhou em diversos meios de comunicação, impressos e online. Apaixonado por leitura, cinema e música, escreve sobre muitos temas, mas especialmente sobre a tecnologia que envolve a fotografia e os vídeos, além de livros e instrumentos musicais.
Vera Pereira Redatora/Editora
Jornalista, especialista em produção de conteúdo digital, tem na escrita a sua maior paixão. Adora investigar, apurar fatos e reconstruir histórias. Por isso, atua na pesquisa e adaptação dos conteúdos internacionais à realidade e legislação brasileiras.