Os livros de terror sempre estiveram presentes na cultura popular, pois contos de fantasmas e demônios estão presentes mesmo em textos religiosos, como a Bíblia ou o Alcorão. Além disso, grandes monstros como Drácula, Frankenstein e Lobisomem sempre povoaram o imaginário das pessoas.

O terror é um gênero que nunca falha. Seres sobrenaturais, situações de tensão, uma atmosfera sombria e sinistra e personagens que enfrentam um destino inevitável. Muitas dessas histórias são ambientadas em nosso mundo, em lugares conhecidos, o que ajuda ainda mais o autor a criar a sensação de terror.

O mais importante

  • Os livros de terror sempre fizeram parte da literatura. Desde o terror gótico que deu origem à literatura moderna de terror, muitos foram os autores que moldaram o gênero como o conhecemos. Hoje, ele ainda é um fenômeno editorial, com sagas muito conhecidas.
  • Todos os grandes livros de terror foram levados ao cinema. Monstros clássicos como Drácula, Frankenstein e Doutor Jekyll surgiram das páginas de um livro e entraram para as telas do cinema, tornando-se parte da cultura popular.
  • Como leitor, cada um tem suas preferências ao buscar por uma história, afinal, o terror tem muitos subgêneros. Para acertar na escolha do livros, é importante buscar pela opinião de outros leitores antes de escolher seu próximo livro de terror.

Ranking: Os melhores livros de terror do mercado

Os primeiros livros de terror como os conhecemos hoje, apareceram no século XVIII. Frankenstein, de Mary Shelley, é considerado o primeiro livro de terror moderno e lançou as bases para o que seria o gênero. Para ajudá-lo em sua próxima leitura, selecionamos os livros de terror mais vendidos de 2019.

1º – Drácula, de Bram Stoker

Drácula é uma obra imortal de Bram Stoker. Este livro já tinha transformado o vampiro Drácula em uma lenda do imaginário coletivo muito antes de ele aparecer nas telas do cinema. Este romance trata dos impulsos mais profundos do ser humano e lida com questões como a vida, morte, sexualidade e a luta entre o bem e o mal.

Drácula conta a história de Jonathan e Mina Harker, que, juntamente com o professor Van Helsing, devem enfrentar um ser demoníaco que ameaça acabar com todos eles. O Conde Drácula é um animal sedento por sangue, que se alimenta da alma dos vivos, e os transforma em seres noturnos.

2º – IT, Stephen King

Esse livro se passa na cidade de Derry, onde a cada 26 anos alguém desconhecido mutila e mata crianças. Os protagonistas do romance, um grupo de crianças, tentarão descobrir o que aconteceu com Georgie, o irmão de um deles, que foi morto durante uma tempestade.

É um romance muito extenso, narrado em duas épocas diferentes (infância e idade adulta dos protagonistas). Esse livro de terror conta a história dos protagonistas e sua luta contra Pennywise, um ser estranho que assume a forma dos medos mais profundos de cada criança, que normalmente é um palhaço.

3º – O Homem de Giz, C. J. Tudor

Esse é um dos livros de terror mais populares do momento, e a autora conseguiu construir a trama a partir de uma narrativa tensa e inteligente. A história se passa no ano de 1986, quando Eddie e seus amigos costumam passear de bicicleta pela vizinhança em busca de aventuras.

A história e extremamente envolvente, e desde o momento em que as crianças encontram um cadáver durante duas aventuras, você não irá mais querer parar de ler esta obra.

4º – Medo Clássico, Edgar Allan Poe

Edgar Allan Poe é um dos maiores nomes dos livros de terror, e essa edição com contos do autor é uma excelente aquisição, pois, além das histórias envolventes, o livro possui uma capa dura e emborrachada e com detalhes em dourado. Ele ficará ótimo na sua estante.

Essa edição também é ótima para quem ainda não conhece muito bem os contos de Edgar Allan Poe, pois eles são agrupados por temas, além de terem uma tradução que deixa o texto mais fluido.

5º – Os Sete, André Vianco

Se você quer apreciar um livro de terror brasileiro, o livro Os Sete, de André Vianco, é uma boa opção. Ele foi publicado no ano 2000 de maneira independente, mas devido ao sucesso, passou a ser publicado pela Editora Novo Século no ano seguinte.

Ele conta a história de alguns mergulhadores que encontram uma caravela no litoral do Rio Grande do Sul, com uma caixa fechada na parte de dentro. Quando eles resolvem abrir essa caixa, vampiros que estavam adormecidos a vários anos começam a aterrorizar o litoral do Brasil.

Guia de Compras: O que você deve saber sobre os livros de terror

Você acha que em livros de terror existem apenas vampiros e zumbis? Você acha que não há mais autores como Stephen King e H.P. Lovecraft?

Saiba então que a literatura de terror vive um de seus melhores momentos atualmente, pois são publicados diariamente livros desse gênero de autores de várias nacionalidades diferentes. A seguir, explicaremos algumas coisas sobre os livros de terror.

Imagem de mulher segurando livro azul.

Os livros de terror cultivam o medo e as emoções associadas a ele. (Fonte: Ivan Kruk: 46649479 / 123rf.com)

O que são os livros de terror?

Os livros de terror são um tipo de romance que cultivam o medo e todas as emoções associadas a ele, a fim de causar inquietação no leitor. Enquanto antigamente eram mais comuns as histórias de terror no formato de contos, atualmente elas se apresentam mais como narrativas longas.

A literatura de terror, de acordo com J.A. Cuddon, procura “abalar e assustar o leitor, ou talvez induzir um sentimento de repulsa e aversão”. O romance de terror cria uma atmosfera misteriosa e assustadora. O horror pode ser sobrenatural (fantasmas) ou não. Frequentemente, a ameaça central dos livros de terror é uma espécie de metáfora para os medos da sociedade.

Quais são as características dos livros de terror?

Os livros de terror tem a intenção principal de envolver o leitor através de seus medos. Os personagens, quase sempre, representam figuras do mundo sobrenatural ou mitológico (vampiros, lobisomens, monstros, fantasmas, demônios ou bruxas). O terror, a partir do século XX, também se baseia em elementos de ficção científica.

Nos livros de terror modernos, podemos encontrar figuras como extraterrestres, ameaças nucleares, manipulação genética e até riscos de poluição ambiental. A literatura de terror tende a lidar com tópicos sensíveis ao leitor de cada época, por isso, durante os anos 50, os livros de terror focavam tanto no perigo nuclear.

Edgar Allan PoeEscritor

“Durante o momento da leitura, a alma do leitor está submetida à vontade do escritor.”

Historicamente, o medo nos livros de terror é desencadeado pelo surgimento de um elemento maligno sobrenatural na rotina de um ou mais personagens. Atualmente, no entanto, o gênero vêm sofrendo mudanças, incluindo narrativas mais arrojadas, inclusive com monstros como protagonistas.

Para criar o efeito de medo no leitor, são utilizados ambientes muito específicos. Na literatura clássica de terror, eles costumavam ser ambientados em lugares inóspitos, como acontece em O Castelo de Otranto, de Horace Walpole, e em Queda da Casa de Usher, de Edgar Allan Poe.

Quantos subgêneros existem na literatura de terror?

A literatura de terror tem subgêneros infinitos. É um gênero em que é possível encontrar características de quase todos os gêneros, conforme foi possível perceber diante do sucesso de livros de romance de vampiro como Crepúsculo.

A seguir, você encontrará uma lista com alguns dos subgêneros mais comuns da literatura de terror:

  • Terror psicológico: Eles geralmente têm um ponto de vista centrado no protagonista que luta contra forças desconhecidas. Aqui podemos encontrar obras como Os Mortos-Vivos, de Peter Straub.
  • Assassinos em série: Esse subgênero está muito relacionado com o terror psicológico, mas sua trama trata de assassinos em série, como O Silêncio dos Inocentes, de Thomas Harris, Psicose, Robert Bloch e Psicopata Americano, Bret Easton Ellis.
  • Horror cósmico: Durante os primeiros anos do século XX, após o surgimento da revista Weird Tales, um novo subgênero nasceu pelas mãos de H.P. Lovecraft, que ficou conhecido como horror cósmico. Esse subgênero mistura elementos religiosos, sobrenaturais e de ficção científica com a insignificância do homem como premissa e nossa fraqueza diante das forças cósmicas. Sua obra principal é Nas montanhas da loucura, do próprio Lovecraft.
  • Terror sobrenatural: Aqui podemos encontrar as grandes obras do terror clássico, como Drácula, de Bram Stoker. O terror sobrenatural é baseado em monstros e no mundo paranormal. A maioria dos livros de Stephen King se encaixa nesse subgênero, como O Iluminado.
  • Terror extremo: É um subgênero de terror sangrento e brutal que surgiu no início dos anos 80. Entre suas obras mais conhecidas, podemos encontrar A vizinha, de Jack Ketchum.
  • Sobrevivência: Nos últimos anos, muitos livros de terror se concentraram em temas como sobrevivência. Esse subgênero tende a se concentrar na luta do ser humano para sobreviver a um desastre. Alguns clássicos são A Estrada, de Cormac McCarthy, e A Dança da Morte, de Stephen King.
  • Fantasia sombria: São obras de fantasia que possuem elementos clássicos dos livros de terror. Dentro deste subgênero, podemos incluir A Torre Negra de Stephen King.
Imagem de homem deitado e livros voando sobre ele.

Os livros de terror podem ser de diversos subgêneros. (Fonte: Angela Waye: 25308248 / 123rf.com)

Quais são os livros clássicos de terror que você deveria ler?

Stephen King, um dos maiores escritores de livros de terror da história, diz em seu livro Sobre a Escrita, que é necessário ler muito até que você saiba do que gosta. E não basta somente ler os livros de terror que você gosta, você deve ler todos, porque você pode aprender mais com um livro que não gosta. Ele também reitera a importância de ler os clássicos.

Para ajudá-lo a encontrar os livros de terror clássicos que não podem faltar na sua biblioteca, preparamos a seguinte lista abaixo com os melhores:

  • Frankenstein, de Mary Shelley: Considerado o primeiro livro de terror moderno e também a primeira obra de ficção científica. Ele conta a história de Victor Frankenstein, um estudante que constrói um monstro em seu laboratório.
  • Drácula, de Bram Stoker: Relata, através de cartas e recortes de jornais, a história de Jonathan e Mina Harker e sua luta contra o terrível conde Drácula, um vampiro.
  • O estranho caso do Dr Jekyll e de Mr. Hide, de Robert Louis Stevenson: Um homem educado e rico, inventa um soro que o transforma em um ser desprezível e violento.
  • O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde: Dorian Gray é um jovem bonito, que também é egoísta e vaidoso. Dorian quer ser jovem para sempre e acaba vendendo sua alma em nome disso. Os elementos filosóficos também são características dessa obra.
  • A queda da casa de Usher, de Edgar Allan Poe: O protagonista é convidado para comparecer a uma antiga mansão de propriedade da família Usher. Roderick Usher e sua irmã vivem em reclusos nela, vítimas de uma estranha doença. Quando a irmã de Roderick morre, eventos terríveis começam a acontecer.
  • A Outra Volta do Parafuso, de Henry James: Esta é uma história clássica de fantasmas, na qual uma babá deve lutar para salvar as almas de seus dois jovens alunos.
  • Rebecca, de Daphne Du Maurier: Uma obra que poderia ser enquadrada dentro do gênero suspense. A protagonista (da qual não se sabe o nome) vive sob a sombra constante de Rebecca, a primeira esposa do marido, que morreu pouco antes que se conhecessem.
  • Nas montanhas da loucura, de H.P. Lovecraft: Uma expedição científica na Antártida descobre as ruínas de uma estranha civilização antiga e seres que tem muito pouco a ver com os seres humanos.
  • A maldição da Residência Hill, de Shirley Jackson: Um dos melhores livros de terror sobre casas mal-assombradas já escrito. Um grupo de estudantes comparece a um experimento psicológico e deve passar a noite na antiga mansão.
  • A semente do diabo, de Ira Levin: Este livro de terror conta a história de Rosemary e de seu marido Guy, que acabam de se mudar para um apartamento no centro de Nova York. Rosemary engravida e as coisas começam a ficar complicadas para ela.
  • O Iluminado, de Stephen King: O autor conta a história da família Torrance, cujo pai, Jack, perdeu o emprego. Oprimido por dívidas e problemas com álcool, Torrance aceita um trabalho de porteiro no hotel Overlook. Lá, Danny, seu filho, será vítima dos fantasmas que povoam os quartos vazios.
Imagem de mulher encostada em árvore lendo livro.

É fundamental ler os clássicos dos livros de terror para saber do que gosta. (Fonte: Somsak Sudthangtum: 68663801 / 123rf.com)

Quem são os grandes autores dos livros de terror?

Podemos começar com alguns dos mais conhecidos deles, que são Stephen King, Edgar Allan Poe e H.P. Lovecraft. Os três escreveram alguns dos melhores livros de terror da literatura como IT, O chamado de Cthulhu o Os assassinatos da rua Morgue.

Dentre os três, Stephen King é o autor mais representativo dos livros de terror atualmente. Muitas das suas obras foram adaptadas para cinema e televisão. Seus personagens, como Carrie White e o palhaço Pennywise, já fazem parte da cultura popular. Com mais de 60 obras escritas e publicadas, é um dos maiores autores de todos os tempos.

Stephen KingEscritor Norte-americano

“Monstros e fantasmas são reais. Eles vivem dentro de nós e, às vezes, vencem.”

Também não podemos ignorar autores como Horace Wallpole, Anne Ratcliff, Bram Stoker, Mary Shelley ou Sheridan Le Fanu. A partir do século XX, nomes como Richard Matheson, Peter Straub e Ray Bradbury começaram a despontar e escreveram alguns dos clássicos dos livros de terror. Podemos citar também alguns autores modernos como Clive Barker ou Joe Hill.

O que é o horror cósmico?

O horror cósmico trata dos medos mais primitivos do homem, como o terror do desconhecido. Este subgênero, que se tornou um dos mais populares do momento graças a séries como Stranger Things, nasceu das histórias de H.P. Lovecraft.

O horror cósmico é baseado em uma filosofia que coloca o homem como um ser insignificante diante do universo. Nele, os protagonistas enfrentam entidades mais antigas que a Terra, que estão adormecidas há muito tempo, esperando o momento de acordar e reinar novamente sobre o caos.

Imagem de mulher sentada em banco verde lendo livro e mochila ao lado.

O horror cósmico coloca o homem como um ser insignificante diante do poder do universo. (Fonte: Yulia Grogoryeva: 50840812 / 123rf.com)

Uma característica comum nesses livros de terror é que, no final, os protagonistas acabam mortos ou loucos. Os fatos que eles testemunham normalmente acabam com a sua sanidade. Embora H.P. Lovecraft seja seu grande expoente dessas obras, existem outros grandes autores de horror cósmico como Tomás Ligotti, Stanislaw Lem e Robert W. Chambers.

Existem livros de terror baseados em fatos reais?

A história da humanidade é repleta de fatos tenebrosos e os livros de terror não são alheios a eles. Além disso, o terror sempre foi usado pelos escritores como um meio de assustar e impedir os seres humanos de fazer determinadas ações ou de ter certos pensamentos.

É possível encontrar muitos livros de terror baseados em fatos e personagens reais. Se você quiser conhecer alguns deles, preparamos a lista abaixo:

  • A vizinha, Jack Ketchum: Baseado no sequestro, tortura e assassinato da jovem Sylvia Likens, um crime que abalou a comunidade americana na década de 1960. Sylvia foi sequestrada por sua vizinha, que a amarrou no porão e deixou que todas as crianças do bairro a torturassem até matá-la.
  • Psicose, Robert Bloch: O personagem de Norman Bates é inspirado em Ed Gein, um serial killer que inspirou muitos livros de terror (O Silêncio dos Inocentes e O Massacre da Serra Elétrica). Gein, como Bates, atraiu suas vítimas para uma fazenda isolada para matá-las.
  • Drácula, Bram Stoker: O vampiro mais famoso de todos os tempos é baseado na figura de Vlad Tepes, conhecido como O Empalador. Tepes foi um príncipe romeno (e um herói nacional) que libertou Valaquia da ocupação turca.
  • O Exorcista, William Peter Blatty: Este livro foi baseado na investigação jornalística que ele próprio realizou em um caso de exorcismo em Maryland durante 1949. No caso real, o possuído foi Robbie Mannheim, um garoto de 14 anos de idade.
  • Amityville, Jay Anson: Após os assassinatos de Ronal DeFeo, que massacrou sua família seguindo as ordens de uma voz interna, Jay Anson investiga a casa de Amityville.

Quais livros de terror foram levados para as telas do cinema?

Os livros de terror e o cinema têm sido ótimos companheiros desde o início. Já na década de 1920, a Universal Studios foi responsável por trazer para as telas do cinema grandes clássicos como Drácula, Frankenstein, O estranho caso do Dr. Jekyll e Mr. Hide e O lobisomem.

Nos anos 70, com o ressurgimento dos filmes de terror, alguns livros de terror foram adaptados, como A Semente do Diabo, O Exorcista, Sombras no fim da escada, Amityville, Carrie, a Estranha e Tubarão.

Mulher lendo livro sentada em banco de praça.

Os livros de terror foram adaptados diversas vezes para as telas do cinema. (Fonte: Kornwalai Bunkijrungpaisarn: 55420249 / 123rf.com)

O autor campeão das adaptações de livros de terror para filmes, é Stephen King. Dos seus 60 romances, poucos são os que não foram adaptados. Assim, podemos ver clássicos como Carrie, a Estranha e O Iluminado. Outras mais modernas foram Nevoeiro Misterioso, Conta Comigo e Á Espera de um Milagre.

Hoje, graças a plataformas de streaming como Netflix e Amazon Prime Video, existem muitos livros de terror que tem sido adaptados. Jogo Perigoso e 1922, de Stephen King, e Nos4a2, de Joe Hill, são alguns dos que podem ser apreciados nestas plataformas.

Quais autores de livros de terror brasileiros devo ler?

Existem bons autores de livros de terror brasileiros que você deve conhecer. Um deles é André Vianco, com o livro Os Sete. Ele conta a história de sete vampiros portugueses que são encontrados no litoral brasileiro depois de 500 anos.

Outro que vale a pena conhecer é Raphael Montes, que escreveu o livro O Vilarejo, que traz história tenebrosas que revelam o que há de pior no ser humano.

Uma autora brasileira que tem se destacado nesse gênero é Raquel Koury, que no livro Os Sensitivos trouxe um suspense que apresenta casos intrigantes de paranormalidade e que dá boas doses de sustos nos leitores.

Critérios de Compra

Existem livros de terror para todos os gostos, e com tantos títulos nas prateleiras, é difícil escolher o livro de terror certo para você. Para ajudá-lo, preparamos um guia com critérios de compra que ajudarão você a fazer essa escolha:

  • Temática
  • Clássicos
  • Filme
  • Quantidade de páginas
  • Autor
  • Opiniões

Temática

O terror gera um sentimento em cada pessoa, dependendo do medo que ela tenha. Por exemplo, alguém que tenha medo de palhaços, irá gostar de assistir It, enquanto uma pessoa que tem medo de ratos, gostará do livro Os Ratos nas Paredes de H.P. Lovecraft.

Para apreciar livros de terror, você deve deixar um pouco de lado a vida real, para que realmente consiga se deixar envolver pela história. Afinal, se estiver lendo um livro sobre fantasmas, você não deve ficar pensando que eles não existem, pois isso não permite que você mergulhe na história.

H.P. LovecraftEscritor Americano

“A emoção mais antiga e mais intensa da humanidade é o medo, e o mais antigo e mais intenso dos medos é o medo do desconhecido.”

Clássicos

Na literatura, não há nada como ler os clássicos, que são livros que conseguiram permanecer populares mesmo com o passar do tempo. São histórias atemporais que nos contam sobre nossos medos mais profundos e secretos. Se você quer se apaixonar pelo terror, comece pelos clássicos.

Alguns exemplos de livros de terror clássicos são Frankenstein e Drácula, que são indispensáveis para quem gosta do gênero. As obras de Edgar Allan Poe, com histórias como O Coração Revelador, não devem faltar na sua estante, assim como O Chamado de Cthulhu ou Nas Montanhas da Loucura, de H.P. Lovecraft.

Filme

Muitas pessoas se sentem atraídas para uma obra quando ela é adaptado para o cinema ou para a televisão. Hoje, a maioria dos livros de terror tem adaptações. É o caso de Stephen King, cujo trabalho é continuamente adaptado para o cinema. Uma das mais recentes foi It, que fez um enorme sucesso na sua versão cinematográfica.

Recentemente, a Netflix adaptou A Maldição da Residência Hill e a segunda temporada deverá se basear em A Volta do Parafuso, de Henry James. Se você é um daqueles que prefere ler o livro antes de assistir ao filme para comparar, algumas recomendações de livros são A Estrada, de Cormac McCarthy, ou Sempre Vivemos no Castelo, de Shirley Jackson.

Quantidade de páginas

Quanto à extensão, existem livros de terror para todos os gostos. Muitos se enquadram no que poderíamos chamar de um romance curto (até 30.000 palavras). São romances que você pode ler em uma tarde. Aqui encontramos a obra de H.P. Lovecraft intitulada A cor que caiu do espaço ou O horror de Dunwich.

Por outro lado, você pode encontrar antologias de histórias como Ao cair da noite de Stephen King, que permitirá que você leia histórias no seu próprio ritmo, descansando sempre que quiser. Se você deseja ler obras extensas, a grande maioria dos livros de Stephen King excede as 500 páginas.

Autor

Alguns autores, como Stephen King, têm um estilo muito distinto. Ele tornou-se uma estrela e tem seguidores aficionados por seus obras, como se fosse um cantor de rock. Outros leitores preferem o terror de Edgar Allan Poe ou os livros de H.P. Lovecraft

De qualquer forma, no mercado, você encontrará centenas de autores de livros de terror. Nossa recomendação é que você comece com os clássicos e autores que você gosta e, pouco a pouco, começará a dar uma chance a novos escritores.

Opiniões

A literatura terror tem uma das comunidades mais envolvidas. Existem redes sociais como a Goodreads, especializadas em resenhas de livros e blogs totalmente dedicados aos livros de terror. Leia as críticas de outros leitores e busque pelo mais adequado sem pressa, para não correr qualquer risco de fazer a escolha errada.

Resumo

Monstros, fantasmas, vampiros e lobisomens, a literatura de terror é repleta desses seres que aterrorizam e fascinam os seres humanos. Os livros de terror estão conosco desde os tempos antigos e sempre foram uma parte central da literatura universal. O terror também é um dos gêneros que mais tem evoluído e se adaptado à sociedade.

Esperamos que este artigo tenha servido para despertar seu interesse pelos livros de terror. Esse gênero é tão fascinante, que depois de se aventurar pelos primeiros livros, as pessoas costumam ficar viciadas.

Se você gostou do artigo, deixe um comentário ou compartilhe com seus amigos e familiares.

(Fonte da imagem destacada: Donatas1205: 38641506 / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

GUIA55
GUIA55
Redação
Os redatores do GUIA55 realizam pesquisas aprofundadas e escrevem artigos altamente informativos e de qualidade sobre os mais variados temas do seu interesse.

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
42 Voto(s), Média: 4,50 de 5
Loading...
4.5 42