Lixadeira de cinta.

A lixadeira de cinta se tornou um item indispensável para os amantes da bricolagem ou profissionais. Com elas, tarefas como lixar e desbastar a madeira passaram a ser muito mais fáceis e rápidas. No geral, essa ferramenta é muito mais usada para madeira, mas também pode ser usada em materiais como plástico ou metal.

Sua evolução enquanto ferramenta portátil aumentou suas possibilidades de ação. As lixadeiras maiores e potentes acabaram ficando limitadas a produção industrial, enquanto que as menores e portáteis se tornaram fundamentais para profissionais e apaixonados pela bricolagem.

O mais importante

  • Graças a sua grande versatilidade, se tornou uma ferramenta indispensável para os amantes da bricolagem. Pode ser pequena e portátil ou maior e fixa.
  • Permite trabalhar sobre grandes superfícies confortavelmente e de forma rápida e precisa. Podem ser utilizadas sobre madeira, mas também sobre outros materiais como plástico ou metal.
  • Suas aplicações são cada vez mais variadas. Algumas das mais comuns são polir superfícies, cortar materiais rapidamente e desbastar.

As melhores lixadeiras de cinta: Nossas sugestões

A seguir, você verá um ranking feito com as três melhores lixadeiras de cinta do mercado. Dessa forma, você pode decidir qual a que melhor se adapta às suas necessidades.

A lixadeira da alta tecnologia

A Yangui é a responsável pela fabricação dessa ótima lixadeira de cinta pneumática. Porém, ao contrário de muitas outras desse mesmo modelo, ela é pequena, leve e portátil. Mesmo assim, esse equipamento atua com uma pressão de ar de 90 PSI e é muito útil para diversos trabalhos.

Para os apaixonados pela bricolagem

Esse modelo de lixadeira de cinta da Makita é ótimo para serviços domésticos e também para pequenos serviços profissionais. Com uma potência de 980 W e velocidade de 380 m/min, essa máquina demonstra que apesar de sua portabilidade é muito robusta. Além disso, é uma das mais baratas do mercado, se tornando um ótimo custo-benefício.

Resistência sem igual

A Bosch resolveu colocar a prova toda sua fama nessa máquina e para isso a construiu praticamente inquebrável. Com roletes em alumínio, correia e rodas dentadas em metal e placa de cortiça grafitada, esse produto é muito resistente aos mais diversos tipos de trabalho amadores e profissionais. Além disso, possui velocidade variável e ajustável entre 200-330 m/min, sendo capaz de se ajustar às distintas necessidades.

Guia de Compras: O que você deve saber sobre a lixadeira de cinta

Para comprar uma lixadeira de cinta é importante que você tenha em mente uma série de aspectos para que faça a melhor escolha possível. Como informação é poder, nessa seção a seguir serão abordadas uma série de questões que mais comumente aparecem na hora do processo de escolha do produto.

Homem lixando.

A lixadeira de cinta é uma ferramenta mecânica cuja função é polir materiais. (Fonte: Stylephotographs: 98365742 / 123rf.com)

O que é exatamente uma lixadeira de cinta?

Uma lixadeira de cinta é uma ferramenta mecânica cuja função principal é polir rapidamente diferentes tipos de materiais. Com elas se pode obter superfícies suaves e lisas com um acabamento de grande qualidade. Podem ser portáteis e pequenas ou fixas e de grande tamanho. A maioria funciona a partir do uso de um motor elétrico.

O que a distingue dos outros tipos de lixadeiras é sua grande potência. Elas são especialmente fabricadas para realizar trabalhos profissionais e são constituídas por uma lixa que se mantém tensionada graças a tração de dois pequenos roletes. Então, o giro desses roletes é o responsável por gerar o movimento contínuo da lixa.

Quais são os tipos de usos de uma lixadeira de cinta?

Uma lixadeira de cinta possui uma série de usos bastante interessantes. Podem ser utilizadas para reduzir a densidade de um material, polir uma superfície ou lixar superfícies ásperas e danificadas. Outras aplicações possíveis são igualar cortes mal realizados e cortar materiais de forma rápida.

Jaime HayónDesign industrial

“Creio na manualidade. Creio muito no detalhe e nas coisas bem feitas. Creio nos materiais nobres e naturais. Creio que o design comunica.”

Quais são as vantagens e desvantagens de uma lixadeira de cinta?

Muitas são as vantagens oferecidas por uma lixadeira de cinta. Elas permitem que você atue sobre grandes superfícies confortavelmente e com grande velocidade. Além disso, você pode utilizá-la sobre os mais diferentes tipos de materiais. São ferramentas de grande precisão, portanto, garantem um acabamento de grande qualidade.

Por outro lado, seu uso também possui algumas desvantagens. É preciso usá-la com muito cuidado e evitando tocar a banda lateral da lixa quando a máquina está em funcionamento. A maioria delas são elétricas, portanto, é necessário dispor sempre de uma fonte elétrica por perto. Os equipamentos mais potentes exigem um grande investimento econômico.

A lixadeira de cinta proporciona obter acabamentos muito melhores e em muito menos tempo. São ferramentas versáteis que permitem realizar diferentes tipos de trabalhos, especialmente de carpintaria.

Vantagens Desvantagens
São muito fáceis de usar Se não se prevenir, pode ocasionar lesões
São muito práticas Requerem um bom investimento financeiro
Permitem acabamentos muito mais profissionais Precisará de um compressor de ar caso opte por uma lixadeira de cinta pneumática
São ferramentas de grande precisão
Oferecem um lixamento homogêneo e rápido

Como funciona uma lixadeira de cinta?

Seu funcionamento é bastante simples. A lixadeira de cinta possui um motor que transmite para os roletes a energia necessária para que eles girem. O giro dos roletes é o que provoca o movimento contínuo da lixa de cinta. Esse movimento desgasta o material sem que seja necessário realizar pressão sobre o mesmo.

Quanto maior a velocidade da cinta, maior a velocidade da correia e, portanto, é possível atingir um acabamento melhor e em menos tempo. Da mesma forma, a gramatura da lixa é essencial para determinar a qualidade do resultado final. O restante depende da habilidade da pessoa que está operando a máquina.

Imagem de lixadeira em madeira.

A lixadeira de cinta requer uma série de cuidados para funcionar corretamente. (Fonte: Sudsaithong: 86560542 / 123rf.com)

Quais são os cuidados para se ter uma lixadeira de cinta?

A lixadeira de cinta precisa de uma série de cuidados para que atinja um bom estado de conservação. Desse modo, será possível desfrutar delas durante muito mais tempo e em melhores condições. No geral, é preciso revisar com frequência a correia da lixadeira de cinta para detectar qualquer possível rasgo e se certificar que os roletes continuam alinhados.

Porém, é inevitável que com o passar do tempo e do uso, os roletes se desgastem. Quando isso ocorrer, será preciso trocá-los por novos.

Outra prática interessante de manutenção consiste em aspirar a lixadeira de cinta. Isso ajuda a aumentar o período de vida útil, evitando possíveis danos.

Como utilizar uma lixadeira de cinta?

Em primeiro lugar, você sempre deve seguir as instruções de uso incluídas no manual do fabricante. Também é muito importante que você preste bastante atenção nas medidas de segurança indicadas para que evite qualquer tipo de acidente. Nesse sentido, você deve usar luvas anticortes, óculos de proteção e máscara.

Para começar a lixar, não se esqueça que a primeira coisa a ser feita é preparar a superfície a qual irá trabalhar. Depois, posicione a máquina sobre a superfície do material, sustentando com força e comece a realizar movimentos lentos de ida e volta. Tente fazer com que esses movimentos sejam suaves e similares a superfície do material.

Quais os tipos de lixadeiras de cinta que existem?

Atualmente, é possível dividir os principais tipos de lixadeira de cinta em dois:

  • A lixadeira de cinta portátil
  • A lixadeira de cinta fixa

Logicamente, em cada uma dessas categorias ainda é possível encontrar diferentes variáveis de máquinas. Assim, por exemplo, dentro dos modelos de lixadeira de cinta portátil é possível distingui-las ainda em elétricas e pneumáticas.

As primeiras funcionam por um motor elétrico, enquanto que as segundas não precisam de motor, pois, operam a partir de um compressor de ar. Essas últimas geralmente são mais econômicas, mais leves e mais seguras. Além disso, existem lixadeiras elétricas que não precisam ser conectadas a corrente elétrica, já que contam com uma bateria.

Critérios de Compra

A seguir, serão analisadas uma série de questões que devem ser consideradas antes de finalizar a compra de uma lixadeira de cinta. Dessa forma, você terá acesso a toda informação necessária para se fazer a compra perfeita. Como você já sabe, o que começa de forma correta, termina de forma correta. Então, a intenção desse artigo é que você não se arrependa de sua compra no futuro.

  • O uso que irá fazer
  • Tamanho
  • Potência
  • Gramatura da lixa
  • Velocidade
  • Troca da cinta
  • Marca
  • Acessórios

O uso que irá fazer

A partir do tipo de uso que irá fazer, será preciso um modelo ou outro de lixadeira de cinta. Afinal, um equipamento ideal para profissionais não deve ser o mesmo que um para marceneiros amadores. Da mesma forma, outro aspecto que deve ser considerado é a frequência de uso. Antes de finalizar a compra, pense bem nas suas necessidades.

Portanto, se você deseja uma para usá-la profissionalmente, é recomendado que escolha um modelo de alto padrão apesar do maior valor a ser investido. Por outro lado, se você é um apaixonado pela bricolagem e não pensa em utilizá-la com muita frequência, talvez seja suficiente investir em um modelo de baixo custo.

Tamanho

No caso da lixadeira de cinta o tamanho é realmente muito importante. As dimensões e o peso da lixadeira vão determinar até que ponto ela é portátil ou não. Inclusive, para os modelos portáteis, quanto menor o peso e o tamanho, maior a comodidade de uso e maior a facilidade de transporte. Portanto, pense muito bem antes de comprar um equipamento de grande tamanho.

Trabalhar durante muitas horas com uma máquina muito pesada pode acabar acarretando lesões na mão. Inclusive, em algumas circunstâncias é possível que você acabe sofrendo lesões em decorrência do esforço excessivo. Então, já parece muito claro que, exceto em alguns casos muito específicos, um equipamento muito pesado não é a melhor opção.

Lixadeira com cinta azul.

Existem diversos tamanhos de lixadeira de cinta e todas funcionam da mesma forma, com uma lixa de material abrasivo. (Fonte: Schindl: 38796813 / 123rf.com)

Potência

A potência que necessita vai depender do tipo de trabalho que irá realizar com sua lixadeira de cinta. De qualquer forma, é recomendado que você escolha uma ferramenta com uma potência superior a 500 W. Lembre que uma maior potência significa maior velocidade de trabalho e também um maior consumo elétrico, acarretando uma conta de energia mais cara.

Por outro lado, com uma lixadeira de baixa potência você se limitará a apenas trabalhar em madeira e polir alguns metais. Entretanto, com uma de grande potência você poderá trabalhar com quase todo tipo de material e conseguirá acabamentos mais profissionais. Dessa forma, o investimento financeiro também será mais elevado para adquirir uma máquina mais robusta.

Gramatura da lixa

Essa é uma questão que não pode ser esquecida. Uma maior gramatura da lixa resulta em um menor trabalho, com menos tempo e esforço para uma mesma tarefa.

Em geral, a largura da cinta varia entre 75 mm e 100 mm, enquanto que seu comprimento varia entre 450 mm e 600 mm.

Velocidade

A velocidade da lixadeira de cinta é uma das questões fundamentais na hora de se decidir entre um equipamento ou outro. Sua importância está no fato de que é através da velocidade e da possibilidade de alterá-la que poderá ser determinado para que tipo de trabalho a lixadeira deve ser utilizada. Além disso, quanto maior a velocidade, menor será o tempo necessário para realizar o trabalho.

Geralmente a unidade de medida utilizada é o metro por minuto. Também é possível que a medida aconteça a partir da velocidade de giro dos roletes. Se for assim, ela será posta em rotações por minuto (rpm). De qualquer forma, é a primeira unidade de medida (metros por minuto) que sempre irá lhe fornecer uma informação mais precisa do rendimento do equipamento.

Troca da cinta

O sistema de troca da lixa de cinta é um aspecto que também não deve passar batido quando se deseja comprar uma lixadeira de cinta. É recomendado que você escolha um produto em que esse sistema seja feito de forma simples e rápida. Felizmente, hoje em dia a maioria dos novos modelos já incorporam sistemas para facilitar essa tarefa.

Marca

No mercado existem muitas marcas que fabricam lixadeiras de cinta. Então, é importante escolher uma que ofereça alguns altos padrões de qualidade. Considere que perante qualquer tipo de eventualidade, os fabricantes mais reconhecidos sempre irão oferecer melhores serviços de atendimento ao cliente. A fama de uma marca geralmente está ligada a qualidade de seus produtos.

Outro aspecto que não deve ser esquecido é a garantia. Escolha sempre um fabricante que oferece, no mínimo, dois anos de garantia por seus produtos. Como referência para você, algumas das marcas mais reconhecidas do mercado são: Bosch, Makita, Black & Decker, Yangui, Diverse e Einhell.

Acessórios

Os melhores modelos do mercado geralmente incluem diferentes tipos de acessórios. Alguns dos mais comuns são: coletor de cabo, bolsas para recolher o pó produzido e lixas de reposição. Além disso, alguns modelos também incluem uma bolsa prática para transportar a lixadeira de cinta.

No caso das lixadeiras portáteis é interessante que possuam ajustes extras para também poder utilizá-las como uma lixadeira fixa. Certamente os acessórios não são os aspectos mais importantes a serem considerados na hora da escolha de uma lixadeira de cinta, mas também não devem ser totalmente esquecidos. Uma boa lixadeira de cinta precisa de um ou dois bons complementos extras.

Resumo

A lixadeira de cinta é uma ferramenta versátil que permite trabalhar com diferentes tipos de materiais, como a madeira, metal e plástico. Com ela é possível realizar trabalhos como polir uma superfície, lixar superfícies ásperas ou cortar materiais de forma rápida e segura. Além disso, normalmente seu preço não é tão elevado.

Na hora da compra desse equipamento é importante conhecer muito bem quais são suas principais características e que tipo de uso você deseja fazer. Da mesma forma, é preciso sempre considerar o preço e a marca do produto. Algumas das características mais importantes dessas máquinas são a potência e a velocidade da cinta de lixa.

Se você gostou desse artigo, comente algo em nossa caixa de comentários ou o compartilhe em suas mídias sociais.

(Fonte da imagem destacada: Isaac74: 90270800 / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Luiz Felipe Andrade Manutentor profissional
Luiz Felipe herdou do pai, mestre de obras, a paixão pelas ferramentas. Tanto é que desde cedo decidiu seguir uma carreira que poucas pessoas sabem que existe: a de manutentor profissional, ou seja, a pessoa que é especialista em manutenções. Com tanto conhecimento na área, resolveu compartilhar o que sabe com o público que, como ele, ama criar e consertar.