Mandril

Você está cansado de ter que trocar de ferramenta porque sua furadeira não tem capacidade para brocas grandes? Há poucas coisas que incomodam mais do que ter que trocar de ferramentas constantemente para concluir uma tarefa. Para resolver este problema com tamanho de brocas ou troca de furadeiras, você vai precisar de um mandril.

Um mandril é uma ferramenta essencial se você planeja trabalhar com furadeiras. Com este acessório, você transformará sua furadeira em uma ferramenta multifuncional, capaz de implementar novas funções em seu equipamento, como perfurar ou parafusar. Se você está pensando em comprar um mandril, você está no lugar.

O mais importante

  • Mandris são elementos que adaptam e transformam sua ferramenta. Por exemplo, uma pequena furadeira de bateria não tem capacidade para brocas maiores. Mas, se você adicionar um mandril, poderá usar qualquer tamanho de broca sem problemas.
  • Existem diferentes modelos de mandril, dependendo da forma e do design da haste. Cada tipo e tamanho é melhor para uma furadeira específica. Felizmente, no mercado, você encontrará uma grande variedade de modelos.
  • Um dos principais critérios para a compra de um mandril é o seu sistema de fechamento. Você encontrará modelos com fechamento manual da chave e com sistemas SDS automáticos. O SDS é mais conveniente e mais rápido, mas o de chave é mais seguro.

Os melhores mandris: Nossas sugestões

Um mandril é um acessório muito útil e simples. No mercado, você encontrará modelos diferentes de acordo com o tipo de furadeira que você utiliza. Alguns modelos são projetados para furadeiras de bancada e outros para modelos manuais. Para ajudá-lo com sua escolha, abaixo você encontrará uma lista com os melhores modelos de mandris do mercado:

A melhor opção de mandril SDS e SDS Plus

No artigo você pode conhecer melhor todos os benefícios do sistema SDS, inventado pela Bosch, e este mandril é considerado o favorito por uma série de benefícios que envolve comodidade, praticidade e eficiência para resolver a maioria dos problemas dos usuários. A montagem é extremamente fácil. Inclui chave, aceita praticamente todos os tipos de broca (entre 1,5 e 13 mm) e é compatível com a maioria das furadeiras.

Um modelo econômico e bastante prático

Este é um modelo econômico que apesar de bastante simples, não deixa de ser prático e eficiente. Ideal para a maioria dos tipos de furadeiras e parafusadeiras, tem conexão com rosca. A medida do encaixe é de 3/8 e o acessório pesa cerca de 200 gramas. O mandril funciona por meio de fixação manual, bastante simples e muito rápida de manusear e fazer as trocas.

Opção eficiente para os pequenos detalhes

Este mandril é um modelo da marca Dremel de altíssima precisão e sistema de aperto rápido e prático. A troca das brocas é bastante rápida e sem a necessidade de uma porca de aperto ou chaves. É indicado para uso variado e pode trabalhar em vidro, acrílico, plástico, PVC, madeira, metal, cerâmica, alumínio, couro e pedra. Suporta acessórios com hastes de 1/32″ a 1/8″, que varia entrem 0,4mm e 3,2mm. Feito de metal, tem eixo bem resistente.

Guia de Compra: O que você precisa saber sobre um mandril

Parar no meio de uma tarefa só pra trocar de ferramenta é algo que ninguém gosta. Isto só faz perder tempo e, se você deixou a ferramenta que precisa em outra parte da casa ou da oficina, ainda vai precisar encontrá-la. Se você trabalha com furadeiras, o mandril é algo que evita estas interrupções. Nas próximas seções você vai encontrar todas as dicas e informações que precisa saber sobre esses acessórios.

Drilling

Um mandril é um elemento que vai transformar sua ferramenta em algo mais completo. (Fonte: kzenon: 45826214 / 123rf.com)

O que é um mandril?

O mandril é um utensílio cilíndrico responsável por manter os acessórios necessários para realizar o trabalho. Normalmente, o mandril é utilizado para brocas de perfuração e impacto, pontas de parafusadeiras e escovas. A qualidade do mandril será proporcional à estabilidade que ele oferece enquanto você trabalha.

Os melhores mandris são aqueles que oferecem o melhor controle da máquina. Em geral, o mandril é usado para conectar brocas maiores às furadeiras. Ou seja, com um mandril, você pode conectar pontas e brocas entre 3 e 25 mm. São acessórios muito simples e você pode usá-los em tarefas profissionais e domésticas.

Por que devo comprar um mandril?

Há duas razões básicas para comprar um mandril para expandir a variedade de tarefas que você pode executar com sua furadeira. A primeira é quando a broca ou utensílio que você deseja usar não é compatível. A segunda é quando as brocas são maiores que a capacidade do mandril da própria máquina.

Quanto à compatibilidade, é importante saber qual sistema de ancoragem a sua furadeira utiliza. Existem dois sistemas: padrão e SDS (Slotted Drive System), e partindo desta base, você saberá quais necessidades deve atender. Se você possui um mandril padrão, poderá utilizar quase todas as brocas, exceto as SDS, e vice-versa.

girl drilling

As brocas e mandris SDS oferecem maior estabilidade e melhoram o torque. (Fonte: rawpixel: 98003183 / 123rf.com)

O que é sistema SDS dos mandris?

SDS significa Slotted Drive System ou Slotted Drive Shaft. Em português, seria traduzido como: sistema de impulso estriado ou eixo de transmissão estriado. É um sistema de ancoragem rápida que fornece maior suporte na realização de furos em materiais duros, uma vez que é formado por ranhuras ou estrias que deslizam pelo mandril durante o contato.

As brocas e mandris SDS oferecem maior estabilidade e melhoram o torque. Este sistema foi inventado pela Bosch em 1975, em resposta aos problemas dos trabalhadores da construção ao perfurar materiais duros. Atualmente, todas as marcas adotam esse sistema, e algumas inclusive melhoraram e aperfeiçoaram.

Quais são as vantagens e desvantagens dos mandris SDS?

Como você já viu neste artigo, o sistema SDS foi inventado para facilitar o trabalho sobre superfícies duras na construção. Este sistema e o mais moderno SDS Plus evitam que a broca escorregue no material ou para dentro da ferramenta.

Na tabela a seguir você encontrará as quais vantagens e desvantagens deste sistema:

Vantagens
  • Melhora o desempenho da furadeira em comparação com as brocas de haste cilíndricas lisas
  • É compatível para picar com formões e ponteiros de martelo
  • Mudança de brocar usando apenas uma mão
  • Transmissão de alto torque
Desvantagens
  • O principal problema dos mandris SDS é a perda de precisão
  • Ao introduzir um elemento extra na cadeia de transmissão, eles tendem a ficar fora do centro
  • Os mandris de baixa qualidade costumam se soltar

Que tipo de mandril eu preciso para a minha furadeira?

O tipo de mandril para furadeira que você precisa dependerá, por um lado, do tipo de furadeira e, por outro, da broca que você pretende usar. Por fim, o material no qual você trabalhará é que irá definir esse aspecto, pois há variações entre uma broca de metal, uma madeira ou uma de concreto.

Independente do tipo de mandril que você escolher, lembre-se de que existem alguns modelos com um mecanismo reversível, que permitem parafusar e desaparafusar sem precisar reverter o movimento rotacional da broca. Com isso em mente, podemos dividir os mandris nos seguintes tipos:

  • Fixação manual: A mais simples de todas. É o mandril tradicional que se encaixa na chave. É o mais comum em ferramentas domésticas e econômicas.
  • Fixação com chave: É um tipo de fixação para furadeiras mais potentes e profissionais. Elas exigem uma chave pequena que permita um melhor ajuste e uma melhor aderência.
  • Fechamento rápido semiautomático: Fecha com as duas mãos. Uma mão segura a parte superior do mecanismo e a outra gira a parte inferior para apertar ou afrouxar.
  • Fechamento rápido automático: É a versão prática da anterior. Apenas uma mão é necessária.
  • Mandril SDS: Este sistema está nas furadeiras de impacto e furadeiras com função martelo. É o mais simples, pois as brocas são facilmente colocadas. Para madeira e metal, é necessário um mandril SDS Plus.
  • Conexão hexagonal: A conexão magnética hexagonal é a utilizada pelas furadeiras de bateria. Você precisa puxar o mandril para frente para colocar o acessório. Depois você precisa soltá-la.

É melhor um mandril manual ou com chave?

Esta é uma pergunta essencial: o que é melhor, um mandril manual ou com chave? Como sempre, a resposta depende de vários fatores. Primeiro, vai depender da sua furadeira. O mandril com chave oferece maior segurança em termos de fechamento, mas você precisará das duas mãos para manusear, além de saber sempre onde a chave está.

Por outro lado, o mandril manual requer mais força do operador, mas pode ser manipulado com uma mão, com muita facilidade. Sua escolha será baseada no usuário, na produtividade que você deseja alcançar no trabalho e, acima de tudo, no tipo de furadeira que você possui.

Chica armando cocina

Se a sua furadeira for de fechamento padrão, o tipo de fechamento escolhido alterará o uso e a eficácia do seu mandril. (Fonte: Kitz Corner: 92982862 / 123rf.com)

Como trocar o mandril de sua furadeira?

Se você não está acostumado a isso, ou se nunca trocou um mandril, a tarefa pode ser um pouco complicada. As dicas abaixo podem lhe ajudar neste processo:

  1. Preparação: Abra o mandril o máximo que puder e selecione a broca ou ponta de chave de fenda necessária na sua caixa de ferramentas.
  2. Afrouxar e remover: Remova a broca que você está usando.
  3. Introdução: Insira o mandril e feche o mandril da sua furadeira. Dependendo do tipo de mandril, você terá que fazer isso de uma maneira ou de outra. Verifique se o mandril está firme e não se move no eixo.
  4. Nova ponta: Depois de inserir o novo mandril e garantir que ele esteja seguro, você deve introduzir a nova ponta ou broca com a qual vai perfurar.

Critérios de Compra

Você já viu que o mandril é um acessório muito simples, mas que pode facilitar sua vida. Ele serve para melhorar os recursos da sua furadeira e, assim, você não precisa parar para trocar de ferramenta. A seguir, você verá os principais Critérios de Compra, fatores que ajudarão você a escolher a melhor ferramenta possível:

  • Normal ou SDS
  • Tipo de fechamento
  • Diâmetro do mandril
  • Material
  • Segurança
  • Conforto de uso

Normal ou SDS

Este é o principal critério de compra de um mandril. Nesse caso, não será você quem escolherá qual dos dois tipos de fechamento terá. Este critério será definido pela sua própria furadeira. As furadeiras com fechamento normal (manual, chave ou automático) requerem mandris padrão, enquanto as furadeiras SDS exigem mandris próprios.

O sistema SDS é mais rápido e fácil, pois não requer nenhum esforço de sua parte. Permite inserir e alterar acessórios com uma só mão. Sua maior desvantagem é que eles servem apenas para furadeiras de impacto ou de martelo. Felizmente, existem modelos SDS Plus, que adaptam brocas de metal e madeira, que superam este obstáculo.

Tipo de fechamento

Se a sua furadeira tiver um fechamento padrão, o tipo de fechamento escolhido alterará o uso e a eficácia do seu mandril. Por exemplo, você pode escolher entre fechamentos automáticos, semi-automáticos, com chave, hexagonais ou totalmente manuais. Como sempre, tudo vai depender do seu gosto, necessidades e também do seu bolso.

O fechamento hexagonal é encontrado apenas em furadeiras com bateria. Para as furadeiras elétricas convencionais, o conselho é comprar um mandril com trava de chave, pois permite fechar e apertar a broca com maior segurança. Isso garante a melhor conexão e também os melhores resultados. Sua maior desvantagem é que você precisa ter a chave em mãos.

Diâmetro do mandril

Outro critério importante de compra é o diâmetro do mandril. Antes de comprar, a primeira coisa que você deve fazer é observar o diâmetro para ter bem clara a capacidade de trabalho e desempenho que você terá com o acessório. Quando se fala em diâmetro, não se trata apenas do diâmetro da haste ou encaixe na furadeira, mas ao diâmetro de abertura para as brocas.

Quanto maior o diâmetro do eixo do mandril, mais força a furadeira precisará para operar.

Você deve ter em mente que o diâmetro de um mandril de broca não pode ser muito maior que o eixo de sua furadeira. Quanto maior o diâmetro do eixo do mandril, mais força a furadeira precisará para operar. Se você exagerar no diâmetro, poderá acabar queimando o motor, por isso é muito importante observar muito bem esse aspecto antes de escolher.

Material

O material de fabricação do mandril é outro fator que você não deve ignorar. Eles geralmente são feitos de ligas metálicas, com eixos de ferro fundido ou aço HSS. É necessário escolher um modelo com peças de alta qualidade, que não travam ao abrir e fechar. Se você tiver fechamento automático, a rosca deve ser fácil de manusear.

A haste ou eixo do mandril deve ser feita de alguma liga metálica resistente. Geralmente, eles são fabricados em aço HSS. Lembre-se de que o eixo é introduzido na furadeira e é aquele que precisa suportar a pressão do trabalho, portanto deve ser resistente. Muitos mandris de baixa qualidade sofrem e seus eixos se quebram facilmente.

Segurança

Ao olhar para a segurança,você vai desejar um mandril com um fechamento seguro, que é fixado na furadeira e fixe bem a broca. Um mandril inadequado ficará solto e fará a broca “dançar”. Isso fará com que seu trabalho seja impreciso e você poderá ter problemas se a broca ou o eixo se separarem.

Quanto ao fechamento do mandril, os melhores são os sistemas com chaves ou o SDS. O sistema com chave garante a fixação máxima e, ao contrário dos fechamentos automáticos ou manuais, não exige muita força de sua parte.

foco

Você sabia que de todos, o mais seguro é o sistema SDS? Ele protege a broca usando as ranhuras, quanto mais rápida a velocidade, mais estabilidade.

Conforto de uso

A principal função de um mandril é evitar a troca constante de ferramenta. Ou seja, são acessórios projetados com o único objetivo de tornar o trabalho mais leve e confortável. Se o seu mandril complica sua vida, seja porque o fechamento é complexo ou porque não fecha corretamente, é porque você escolheu de forma errada.

De todos os sistemas, o mais confortável é o SDS. Ele permite trocar a broca e o mandril com uma mão e a empunhadura é a mais estável. Sua grande desvantagem é que, se sua furadeira não for SDS, você não poderá usá-lo. Entre os outros, são recomendados os de chave ou o semi-automático, pois oferecem mais estabilidade e melhor aderência para as brocas.

Resumo

Sem um bom mandril, sua furadeira será uma ferramenta simples com a qual você pode fazer poucas coisas. Por ser um dos acessórios mais importantes para este tipo de equipamento, conhecer melhor suas características é essencial. Você precisa saber como fazer as trocas e que tipos de suporte são os melhores em cada caso.

Neste artigo você pode acompanhar o passo a passo de tudo o que você precisa saber sobre os mandris. Além disso, você viu quais são os principais fatores de compra. Critérios como a abertura e o diâmetro do eixo, o tipo de fechamento ou o sistema SDS. Agora é a sua vez de escolher. Coloque em prática o que aprendeu aqui e escolha o melhor mandril para sua furadeira.

Se você gostou do artigo, deixe um comentário e compartilhe com seus amigos e familiares para que eles também possam encontrar os melhores modelos de mandril do mercado.

(Fonte da imagem destacada: Григорьев: 32091622/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

GUIA55
GUIA55
Redação
Os redatores do GUIA55 realizam pesquisas aprofundadas e escrevem artigos altamente informativos e de qualidade sobre os mais variados temas do seu interesse.

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
32 Voto(s), Média: 5,00 de 5
Loading...
5 32