Mesa-digitalizadora
Ultima atualização: 15 de outubro de 2019

Como escolhemos

8Produtos analisados

16Horas investidas

4Estudos avaliados

64Comentários coletados

A mesa digitalizadora é uma ferramenta imprescindível para os profissionais do campo da ilustração e design gráfico. Com ela é possível conseguir movimentos que com o mouse do computador seria irrealizável. Além disso, elas são dotadas de uma precisão e sensibilidade muito maiores e são especialmente úteis para o retoque fotográfico.

Já por outro lado, nos últimos anos vêm aumentando em popularidade as mesas com tela incorporada, algumas inclusive podem funcionar de maneira autônoma, sem precisar que as conectemos ao computador. A verdade é que existe uma grande variedade de modelos dentre os quais escolher. O que, sem dúvida alguma, consiste em uma grande vantagem para o consumidor.




O mais importante

  • O uso principal para a mesa digitalizadora é substituir os mouses de computador na hora de desenhar, escrever, editar imagens ou outras atividades do design gráfico. Ou seja, elas são uma ferramenta fundamental para os ilustradores, desenhistas e modeladores 3D.
  • Um aspecto fundamental da mesa digitalizadora é o lápis óptico, e devido a isso é essencial que ele ofereça bons níveis de precisão e sensibilidade. E, é claro, também é muito importante que ele seja cômodo e fácil de manejar.
  • Umas das primeiras perguntas que nos devemos perguntar na hora de escolher uma mesa digitalizadora é se precisamos dela com ou sem tela.

Ranking: Os melhores modelos de mesa digitalizadora do mercado

A seguir, apresentamos a você uma lista que preparamos com as cinco melhores mesas digitalizadoras disponíveis hoje em dia no mercado. Nós tentamos incluir itens dos mais diferentes tipos. Assim, escolhemos mesas tanto com quanto sem telas embutidas. Mas o que podemos garantir é que todas oferecem um bom custo-benefício.

1º - XP-Pen Artist 12

Essa mesa digitalizadora conta com uma tela superportátil HD 1920 x 1080 de 11.6 polegadas, com uma gama de cores NTSC de 72% e um ângulo de visão de 178º. A sua caneta óptica P06, que não precisa de bateria, vem com uma empunhadura flexível antideslizante e um apagador digital em sua parte superior. Além disso, a mesa conta com seis teclas de atalho.

Ela é compatível com Windows 10/8/7 (tanto 32 quanto 64 bits), Mac OS 10.10 (e versões posteriores), e com uma infinidade de programas de design, ilustração e edição. Além de que inclui também, sem custo adicional, a mais recente versão do software openCanvas 7. Infelizmente a caneta, que apresenta 8192 níveis de sensibilidade à pressão, não conta com sensibilidade à inclinação.

2º - Huion Inspiroy Pen Tablet (H640P)

Uma ótima mesa digitalizadora da marca Huion, compatível tanto com os sistemas operacionais Windows (10/8.1/7) quanto Mac OS X 10.8.5 (e versões posteriores), com área de 160 x 100 mm. Essa opção vem com dock próprio para a caneta, onde você pode guardá-la em segurança, além de ter pontas reservas para a mesma.

É tida por muitos clientes como uma opção ideal para quem quer começar a usar mesas digitalizadoras, tanto pelo seu bom preço, quanto pelas funcionalidades. A caneta tem 8192 níveis de pressão.

3º - Wacom Cintiq 13

Mesa digitalizadora com tela de 13 polegadas e resolução Full HD, compatível tanto com Mac quanto com Windows. Ela vem com a caneta Wacom Pro Pen 2, que oferece um rendimento preciso e avançado, graças a sua grande sensibilidade à pressão, suas maior precisão e o reconhecimento de inclinação. Além disso, a mesa admite também gesto multitáteis.

Sua tela LCD conta com uma ampla gama de cores (87% de Adobe RGB), oferecendo incríveis níveis de nitidez. Além disso, ela dispõe também de teclas ExpressKey programáveis, menus radiais e atalhos de um só toque para acelerar o seu ritmo de trabalho. Vem também com 10 pontas extras, quatro suaves e seis regulares. Existem outras versões com telas de tamanhos diferentes.

4º - Mesa digitalizadora One by Wacom

Simples e prática, a Mesa digitalizadora One by Wacom é fácil de levar para outros lugares e de usar. Essa é uma das opções de mesa mais financeiramente acessíveis e de grande valor para estudantes e usuários iniciantes. Sua caneta tem 2048 níveis de sensibilidade à pressão e vai combinar muito bem com a força e o movimento da sua mão, fora que a caneta não precisa de nenhuma bateria, ficando muito mais cômoda de usar.

Para usar essa mesa digitalizadora é fácil, tudo que você precisa é conectar ela via USB ao seu computador e então baixar e instalar o driver. É sem sombra de dúvidas uma das opções mais queridas pelo consumidor brasileiro.

5º - Mesa Digitalizadora Wacom Intuos Pro M

Uma das melhores mesas digitalizadoras da Wacom, fabricada com materiais de alta qualidade e com a excelente caneta Wacom Pro Pen 2, com 8192 níveis de sensibilidade à pressão. Graças à sua impressionantes sensibilidade e precisão, você vai sentir como se estivesse desenhando direto no papel. Além disso, contém com repouso e diferentes pontas intercambiáveis para a caneta.

Essa mesa conta com oito teclas ExpressKey e integra tecnologia multitátil para detectar os seus dedos de maneira precisa. Com um design super fino, a mesa está disponível em diferentes tamanhos. E, como de costume, ela é compatível tanto com os sistemas operacionais do Windows quanto do Mac, permitindo a conexão tanto através de cabo USB quanto Bluetooth.

Guia de Compras: O que você precisa saber sobre a mesa digitalizadora

Na hora de comprar uma mesa digitalizadora é fundamental que você leve em conta uma série de questões importantes. Não se esqueça de que existem diferentes modelos de mesa com diferentes funcionalidades, e que cada um foi desenvolvido com um uso diferente em mente.

É por isso que aqui nesta seção nos propusemos a esclarecer algumas questões básicas sobre estes dispositivos.

Mesa-digitalizadora

Com as mesas digitalizadoras você pode desenhar como se estivesse segurando um lápis de verdade, o que traz consigo uma série de importantes vantagens. (Fonte: Wutthichai Luemuang: 94858907/ 123rf.com)

O que é uma mesa digitalizadora?

As mesas digitalizadoras são dispositivos digitais que contam com uma superfície de plástico duro que serve de superfície para o desenho, sensível ao toque. Deste modo, elas permitem que se transfira o movimento de um lápis a um monitor e/ou à tela embutida na mesma, caso seja um modelo que conte com esta tela.

Para que serve uma mesa digitalizadora?

As mesas digitalizadoras servem para muitas atividades diferentes. Normalmente elas substituem os mouses dos computadores em tarefas como desenhar, escrever, editar imagens e realizar criações de design gráfico.

Além disso, algumas foram desenvolvidas para poder substituir o mouse como o principal dispositivo de navegação de um computador, já que podem realizar essa mesma função de uma maneira mais precisa.

Quais são as vantagens e desvantagens de uma mesa digitalizadora?

Com as mesas digitalizadoras podemos desenhar como se estivéssemos segurando um lápis, o que traz uma série de vantagens. Em primeiro lugar, podemos realizar traços com uma precisão muito maior. Além disso, a mesa digitalizadora possui uma grande sensibilidade à pressão do lápis óptico, o que serve para que possamos fazer linhas mais ou menos escuras ou grossas, ou simplesmente trabalhar o sombreado em uma tela.

Mas, antes de ir de fato adquirir uma mesa digitalizadora, é importante que você saiba que os melhores modelos podem ter preços um tanto altos. Fora que, no começo, pode ser que você leve um tempo até se acostumar a usá-la. Mas assim que você se acostumar a ela, nunca mais vai querer trabalhar sem. A seguir vamos te mostrar uma tabela com algumas vantagens e inconvenientes.

Vantagens
  • Traços muito mais precisos que os feitos com mouses de computador
  • Possuem sensibilidade à pressão do lápis óptico sobre a mesa
  • É possível trabalhar o sombreado sobre uma tela ou fazer linhas mais ou menos escuras e grossas
  • São mais rápidas para se fazer mudanças no trabalho
  • As mais modernas incorporam a função touch
Desvantagens
  • Os modelos mais avançados têm um preço mais elevado
  • No começo pode levar um tempo até você se acostumar a usá-la

Quais são os principais usos da mesa digitalizadora?

As mesas digitalizadoras são uma ferramenta indispensável para o desenho e a ilustração, tanto para fãs quanto para profissionais. Além de serem usadas para a ilustração digital e a modelagem 3D, também são especialmente interessantes para o retoque fotográfico, já que te permitem realizar a maioria das tarefas com mais precisão e em menos tempo.

Também contam com importantes aplicações para a arquitetura, o desenho industrial e até a educação. Além de que alguns bancos e atividades comerciais usam as mesas digitalizadoras para recolher as assinaturas de seus clientes. Alguns dos melhores programas que se pode usar com as mesas digitalizadoras são: Photoshop, Pixelmator, Blender, Affinity Designer e Affinity Photo.

Mesa-digitalizadora

As mesas digitalizadoras são uma ferramenta fundamental para os ilustradores, desenhistas e modeladores 3D profissionais. (Fonte: scyther5: 54420176/ 123rf.com)

Como funciona a mesa digitalizadora?

As mesas digitalizadas replicam os movimentos de desenho como se estivéssemos trabalhando com papel. Quando desenhamos com o lápis óptico a informação é registrada no computador (e na tela embutida quando a mesa conta com uma), criando assim a imagem correspondente. Além disso, muitos dos lápis das mesas digitalizadoras vêm também com uma espécie de borracha, digital, em sua parte superior.

A velocidade de resposta depende do tipo de mesa e dos drivers que ela têm. As mais baratas apresentam um pouco mais de lentidão, já as de tecnologia de ponta respondem em instantes. É fundamental manter os aplicativos de controle atualizados.

foco

Por último, as mesas digitalizadoras se conectam ao computador através de um cabo USB, embora algumas também permitam conexão via tecnologia Bluetooth.

Quais tipos de mesa digitalizadora existem?

Hoje em dia, poderíamos falar em dois tipos diferentes de mesas digitalizadoras. Aquelas que vêm com tela embutida e aquelas que não vêm. As primeiras oferecem algumas funcionalidades muito mais profissionais e são usadas especialmente para o design gráfico, a ilustração e a modelagem 3D.

O segundo tipo de mesa é muito mais econômico e seus usos vão desde o de substituir o mouse em suas principais funções até o uso em retoques fotográficos. De toda maneira, também podem ser usadas profissionalmente, embora, desde o aparecimento dos modelos com tela embutida, seu uso para este fim tenha ficado em segundo plano. A seguir, uma tabela.

Funções Sem tela embutidaCom tela embutida
CaracterísticasReplicam os movimentos como se se tratasse de uma folha de papel, porém transferindo a informação que captam a um computador que mostra o resultadoO movimento se reproduz diretamente na tela do dispositivo, embora também o faça na tela do computador, salvo naqueles modelos que funcionam de moda totalmente independente
Principais usosPodem ser usadas para tarefas mais delicadas de design gráfico e para retoques fotográficos. Também podem substituir o mouse em suas funções habituaisSão utilizadas especialmente para design gráfico e ilustração profissional
CustoSeu custo costuma ser bem menos, mesmo levando em conta as de melhor marcaSeu custo é significativamente mais elevado, especialmente nas das melhores marcas

Quão importante é o lápis da mesa digitalizadora?

A importância do lápis para a mesa digitalizada é enorme, pelo menos 50% das vantagens de uma mesa estão ligadas ao lápis com o qual ela vem. De modo geral elas contam com uma bateria recarregável, que se usa de um cabo USB. Porém os modelos mais recentes vêm sem essa bateria, e acabam sendo mais rápidos. É claro que nem todos os modelos são iguais, por isso convêm verificar bem suas características.

Quanto aos lápis, em primeiro lugar é importante se atentar ao nível de pressão, que deve ficar entre 2.048 e 8.192. Fora que alguns modelos vêm com um ou dois botões programáveis e que permitem acelerar alguns processos. Também é importante que tenham algum tipo de repouso para a ponta, já que é normal que eles venham a se desgastar com o uso. E, é claro, é importante que eles sejam muito cômodos.

John WarnockCofundador da Adobe

"Todo mundo disse: ‘Você vai acabar com o desenho de qualidade, pois agora qualquer um vai poder pegar e fazer um. No entanto, no caso do Illustrator, o tempo acabou dando razão a nós."

Critérios de Compra

Na hora de comprar uma mesa digitalizadora, você deve levar em conta uma série de critérios de compra. Para te ajudar com isso, selecionamos aqueles que consideramos os mais importantes, assim você terá à disposição um guia de compra completo, e poderá definir de maneira melhor a relação custo-benefício da qual você precisa. Lembre-se sempre, informação é poder.

Tela

Ter ou não uma tela é uma questão que vai inevitavelmente marcar os outros aspectos de uma mesa digitalizadora. Primeiramente, a tela tem um impacto indiscutível no preço e nas funcionalidades da mesa. Se você quer ter uma para usar em design gráfico, animação ou modelagem 3D, então não tenha dúvida de que a tela é imprescindível.

Do mesmo modo, essa tela também é interessante para tarefas de retoque fotográfico. Porém, se o objetivo principal for o de substituir o mouse em suas funções de hábito, a mesa digitalizadora sem tela já será o suficiente. Seja como for, caso você opte por uma com tela, é importante que ela tenha uma alta resolução e contraste elevado, como veremos mais adiante.

Pontos de pressão e precisão

As mesas digitalizadoras mais simples costumam ser sensíveis apenas à pressão, normalmente de 1024 níveis. No entanto, as de maior qualidade possuem sensibilidade tanto à pressão como também à inclinação, geralmente em 2048 níveis. Para o retoque fotográfico a primeira pode já ser o suficiente, mas para a ilustração ou design gráfico convém investir no segundo tipo.

Obviamente a precisão é fundamental para este tipo de dispositivo, já que se o seu movimento não é captado de maneira imediata e precisa, a mesa digitalizadora não vai ser assim tão útil e você nunca vai se acostumar a usá-la. Por esse motivo é importante que você escolha uma mesa produzida por uma marca reconhecida, que lhe garanta um bom nível de precisão.

Resolução da tela, cores e contraste

No caso das mesas digitalizadoras com tela, uma boa resolução é fundamental para que se desfrute de uma qualidade de imagem melhor. Se você quer ela para trabalhos semi ou profissionais, a mesa deveria ter uma resolução de no mínimo 1920 x 1080. Hoje em dia, você pode encontrar mesas digitalizadoras com resolução de até 4K.

Já em outro aspecto, a tela deveria mostrar 16.7 milhões de cores diferentes, valor bastante comum nos modelos atuais. Além disso, seu ângulo de visão deve estar entre os 160º e 178º. E não se esqueça do contraste, cujos valores podem variar de 700:1 a 3000:1.

Lápis

Na hora de escolher uma mesa digitalizadora, o lápis óptico que acompanha ela é um dos pontos mais importantes. Em primeiro lugar, certifique-se de que ele seja suficientemente cômodo para você. Para isso, é importante que você leve em conta qual o peso, tamanho e de que material é feito o lápis.

Além disso, o lápis óptico deve oferecer um alto nível de precisão. Com relação a este aspecto, convém que você considere com quantas pontas diferentes e quantos botões laterais ele têm, assim como suas funções e se eles são, ou não, programáveis. Por outro lado, algumas mesas digitalizadoras incluem mais de um lápis, para que você possa usar um enquanto o outro está sendo recarregado.

Dimensões

Em geral, as dimensões da mesa devem ser ajustáveis às do monitor do seu computador. No entanto, se esta vai ser a sua primeira experiência com este tipo de dispositivo, provavelmente será melhor que você opte por uma menor, para que seja essa questão de compatibilidade seja mais fácil de manejar. Se for este o caso, você pode querer optar por uma de 10 ou 12 polegadas.

Além disso, você também deve considerar qual é o uso principal que pretende dar a ela. Para retoques fotográficos você não vai precisar de uma muito grande. Já no caso de ilustradores e desenhistas, que querem fazer traços largos e precisos, a história será outra. Para estes profissionais as mesas digitalizadas com telas de 24 ou 27 polegadas, da Wacom Cintiq, são excelentes opções.

Compatibilidade

Hoje em dia, a maioria das mesas digitalizadoras são compatíveis tanto com o sistema operacional Windows 7 (e versões posteriores) como com o Mac OS 10.8 (e versões posteriores). No entanto, nunca é ruim checar esse tipo de informação antes de adquirir um dispositivo novo. E não se esqueça de também checar a compatibilidade da mesa com os principais programas de desenho e design.

Alguns dos programas mais utilizados são Photoshop, SAI, ZBrush, Maya, Illustrator, Krita e Toomboom. Também vale a pena escolher uma mesa digitalizadora que periodicamente seja atualizada por seus criadores, assim você vai garantir que pode tirar o melhor proveito destes programas. Para isso tudo, ir com as melhores marcas é uma boa opção, já que você sabe que sempre vai contar com estas atualizações.

Marca

Escolher um bom fabricante normalmente é garantia de um produto de qualidade. Agora, levando em conta que o mercado das mesas digitalizadoras não é muito conhecido pelo público em geral, pode ser que você não conheça algumas das marcas mais importantes, como, por exemplo, Wacom Business Solutions, XP-Pen, e Shenzhen Huion Animation Technology Co.

Para muitas pessoas hoje em dia a Wacom é a melhor marca do mercado. Suas mesas incorporam a função multitátil, para que você possa trabalhar com ambas as mãos. Enquanto você está usando o lápis óptico com uma mão, com a outra pode dar zoom, mover ou rotacionar o local de trabalho. Além de que seus dispositivos vêm com três anos de garantia.

Resumo

A mesa digitalizadora oferece uma série de vantagens, o que faz dela uma ferramenta imprescindível para o design gráfico, a ilustração e a edição fotográfica. Porém, seus usos não se restringem somente a estes campos de atuação. Devido a isso, a primeira coisa que você deve saber antes de adquirir um destes dispositivos é qual a finalidade que pretende dar a ele.

No final das contas existem dois tipos diferentes de mesas. De um lado estão as que não têm uma tela incorporada a elas, já do outro estão as que possuem, que, por sua vez, são subdividas entre as que podem funcionar de maneira totalmente independente e as que precisam ser conectadas a um computador. Outro fator chave que você deve considerar na hora de escolher a sua é o lápis óptico.

Agora, por último, se você achou que este Guia te ajudou na hora de escolher uma mesa digitalizadora, aproveite para deixar algum comentário ou para compartilhar com os seus amigos através de alguma de suas redes sociais.

(Fonte da imagem destacada: Garloon: 21070497 / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Paula Testoni Engenheira de Softwares
Viajar pelo mundo da tecnologia é o que Paula sabe e ama fazer. Principalmente pela região onde habitam os hardwares e softwares. Além de arquitetar softwares para startups e médias empresas, tem tempo para escrever sobre as novidades da Informática que surgem desde o Vale do Silício até Shenzhen.