Micrometro

O micrômetro é uma ferramenta de medição normalmente utilizada em oficinas mecânicas. Ele também é usado por relojoeiros, para medir o diâmetro exterior de objetos esféricos. A escolha de um modelo ou de outro pode ser baseada nos diferentes níveis de precisão existentes.

O micrometro mais simples pode calcular medidas de até um centésimo de milímetro, enquanto o mais preciso pode calcular comprimentos de milésimos de milímetro, também conhecidos como mícrons. Para saber mais, leia as informações que disponibilizamos abaixo.

O mais importante

  • Existem três tipos básicos de micrômetro, dependendo da sua utilidade: externo, interno e de profundidade.
  • Você pode escolher entre um modelo convencional analógico ou um micrômetro com leitura digital.
  • Antes de comprar um micrômetro, verifique se o sistema de medição é adequado, conforme a unidade de medidas que deseja, ou seja, milímetros ou polegadas.

Os melhores micrômetros do mercado

Como veremos mais adiante, existem vários tipos de micrômetros, como o externo, interno e de profundidade. Além disso, você pode escolher entre o micrômetro tradicional analógico, que é puramente mecânico, ou um micrômetro digital. Confira a seleção que fizemos abaixos com alguns dos melhores modelos existentes no mercado atualmente:

O melhor micrômetro digital

Esse micrômetro externo digital possui um sistema de funcionamento com catraca e dígitos grandes que facilitam a leitura. Ele possui suas faces de medição em metal duplo lapidadas e possui alta resistência. Por isso, se você deseja obter um micrômetro digital, esse modelo é o ideal para obter precisão.

O melhor micrômetro analógico

Esse micrômetro da Marberg é fabricado em ferro, pintado e esmaltado e possui as faces de medição em metal duro. A pressão de medição é exercida através de uma catraca na extremidade do tambor e ele possui uma alavanca de fixação do fuso. Sua medição é de 0-25mm.

O melhor micrômetro interno

Essa micrômetro interno possui superfícies de contato revestidas em titânio, o que garante excelente durabilidade e resistência ao impacto. Esse tipo de equipamento permite medições mais estáveis por ser auto centrante. A catraca garante força constante e repetibilidade de medição.

Guia de compras: O que você deve saber sobre o micrômetro

Existem diferentes tipos e tamanhos de micrômetro disponíveis no mercado. O mais comum é o micrômetro externo, usado para medir espessuras e dimensões. Aqui você encontrará informações úteis para entender o que é um micrômetro, quais são suas diferentes utilidades e qual é o mais adequado para o que você deseja.

medição

O que o micrômetro faz é “ampliar” a leitura de medidas muito pequenas, o que seria difícil de medir diretamente. (Fonte: Kittiwut: 42066113/ 123rf.com)

O que é um micrômetro?

O micrômetro é um instrumento de precisão usado para medir espessuras e dimensões de diferentes objetos.

A medição é realizada usando uma escala.

O seu funcionamento é baseado no deslocamento axial de um parafuso micrométrico.

Alguns micrômetros podem ser calibrados para medir até um centésimo de milímetro (0,01 mm). Os de maior precisão podem realizar medições de unidades de um mícron ou milésimo de milímetro (0,001 mm).

Quais são as partes de um micrômetro?

Nesta seção, vamos mencionar quais são as partes que compõem um micrômetro externo. Isso é fundamental para que você faça uma boa escolha. Por isso, confira abaixo quais são as principais partes que compõem um micrômetro:

  • Corpo. É o arco e a estrutura do micrômetro. Geralmente, possui placas de isolamento térmico para impedir que o material se expanda com o calor, o que afetaria a precisão da medição.
  • Batente. É um dos extremos do micrômetro que permanece sempre no mesmo lugar.
  • Encosto móvel. É a parte que se move. É uma barra de metal que geralmente tem sua extremidade endurecida com uma liga resistente ao desgaste.
  • Bainha. É a parte imóvel, presa ao “corpo”, que contém uma escala fixa (de 0 a 25 mm nos menores micrômetros).
  • Tambor. Ela se move ao mesmo tempo que o eixo. Ele contém uma escala gravada até 50.
  • Catraca. Ela está localizada no final do micrômetro e serve para regular a força que exerceremos durante a medição.
fazendo medições com micrômetro

O micrômetro é um instrumento utilizado para aferir dimensões lineares.
(Fonte: Kittiwut: 34791515/ 123rf.com)

Quais são os principais usos de um micrômetro?

Um micrômetro pode ter três usos diferentes, dependendo do tipo de dimensão que você deseje medir: externa, interna ou de profundidade. Estas são algumas das aplicações práticas deste instrumento:

  • Medições em laboratório
  • Oficinas mecânicas
  • Calibragem de máquinas
  • Joalherias

Por outro lado, o formato do batente determina outros usos, mais recomendáveis para medições de alta precisão. Por exemplo:

  • Batente paralelo plano. Eles são os mais usados para fazer medições de superfícies planas em paralelo.
  • Batente com pontas cônicas. Servem para medir o espaço entre pequenos canais, brocas, etc.
micrômetro e acessórios

Um micrômetro pode ser de vários tipos diferentes. (Fonte: Kittiwut: 94932516/ 123rf.com)

Como funciona um micrômetro?

O princípio de funcionamento de um micrômetro é  seguinte: ao girar a catraca, é produzido um movimento axial que avança o eixo em 0,05mm por cada volta completa (360 graus). Por esse motivo, o tambor possui uma escala que vai até 50.

Na verdade, o que o micrômetro faz é ampliar a leitura de dimensões muito pequenas, o que seria difícil de medir diretamente. Para melhorar a precisão da medição, subdivisões são incluídas na escala, conhecidas também como “nônios”.

Que tipos de micrômetro existem?

Existem diferentes tipos de micrômetros. Eles se distinguem pela sua utilidade e pelo formato da leitura. Existem também outros instrumentos, como o tradicional paquímetro, que possui funções semelhantes às do micrômetro. Confira mais informações abaixo.

Tipo de medição

  • Micrômetro externo. É o mais utilizado em ambientes industriais. As aplicações mais comuns consistem em medições externas: esferas, fios, parafusos, eixos e peças mecânicas em geral.
  • Micrômetro interno. Serve para medir com precisão o diâmetro dos orifícios.
  • Micrômetro de profundidade. Como o próprio nome indica, esse micrômetro é usado para medir o comprimento interior de uma peça.

Tipo de leitura

  • Analógico. É o micrômetro tradicional, com uma operação mecânica.
  • Digital. O micrômetro tem o mesmo formato e a mesma operação do analógico, mas a leitura aparece no formato de dígitos em uma tela.
Micrometro

Outside Os micrometros tradicionais são somente de um tipo específico – interno, externo ou de profundidade.
(Fonte: Kittiwut: 65715737/ 123rf.com)micro meter on stand for calibration

Qual é o tamanho de um micrômetro?

O mais popular ainda é o micrômetro externo de 25 mm, pois o uso mais comum deles ainda se concentra em medir peças pequenas com a maior precisão possível.

No entanto, existem outros tamanhos de micrômetro, que normalmente são dimensões sucessivas que seguem um padrão de 25 mm. Ou seja, se o micrômetro menor tiver uma capacidade de medição que atinja 25 mm, os tamanhos subsequentes terão um alcance de 50 mm, 75 mm e assim por diante.

Como ler um micrômetro?

A leitura de um micrômetro pode ser feita em milímetros ou polegadas, mas vamos nos ater ao primeiro caso. Confira abaixo como é feita essa leitura:

  • Uma volta completa desloca o encosto móvel cerca de 0,5 mm.
  • A linha horizontal da bainha contém uma escala graduada em milímetros.
  • O tambor conta com uma escala de 50. Cada uma delas representa um centésimo de milímetro (0,01 mm). A numeração mostrada na escala aparece de 5 em 5, para facilitar a leitura.
  • Os micrômetros mais precisos incluem escalas adicionais que medem os centésimos (0,01) e até os milésimos de milímetro (0,001 mm).
fazendo medições

Avalie se o micrômetro é fácil de usar antes de comprar o seu. (Fonte: Kittiwut: 28351373/ 123rf.com)

Quais são as diferenças entre um micrômetro e um paquímetro?

O paquímetro é um instrumento muito parecido com o micrômetro, mas o grau de precisão deste é maior, já que, percentualmente, o seu erro é menor.

Se fôssemos resumir as diferenças entre os dois instrumentos, diríamos que o micrômetro ganha em precisão, enquanto o paquímetro ganha em versatilidade. A escolha entre um ou outro dependerá das suas necessidades específicas de medição.

Confira as diferenças principais na tabela abaixo.

MicrômetroPaquímetro
Precisão Mede com precisão de 0,01 mm até 0,001 mm Não é tão preciso, e mede normalmente até 0,02 mm
Facilidade de uso Não é necessária uma habilidade manual específica para utilizá-lo É um instrumento delicado e requer certa habilidade manual para a sua utilização
Resistência Possui um formato robusto que garante resistência É importante tomar cuidado durante a sua utilização, pois ele é mais frágil 
Versatilidade Um mesmo micrômetro somente tem uma função (interno, externo ou de profundidade) Um mesmo paquímetro pode medir dimensões de 3 maneiras diferentes (interna, externa e de profundidade)

Critérios de compra

Um micrômetro é o instrumento de medição ideal para quem deseja medir o tamanho de objetos de pequenas proporções com alta precisão. Estes são alguns dos critérios de compra que devem ser avaliados antes da sua aquisição:

Função

O uso que vamos dar ao micrômetro será um fator fundamental na decisão entre um ou outro modelo. Basicamente, podemos escolher entre três modelos de acordo com a funcionalidade do micrômetro: externa, interna e de profundidade. A medição externa de espessuras e dimensões é a mais comum.

Você também pode encontrar as diferenças mais sutis na categoria de micrômetros externos. Lembre-se do que dissemos anteriormente sobre os diferentes tipos de batentes, pois cada um tem uma função específica de acordo com o que o usuário deseja obter.

Tamanho dos objetos que irá medir

Já comentamos que os diferentes tamanhos de micrômetros seguem um padrão progressivo de 25 em 25 milímetros. Se você trabalha em uma oficina mecânica, pode usar um micrômetro de tamanhos diferentes. De qualquer forma, em funções que precisam de precisão, o tamanho mais comum é o pequeno, de 25 mm.

Um micrômetro de 50 mm pode ser usado para medir peças de 25 mm, é claro, mas neste caso, é recomendável escolher o menor instrumento para ter maior conforto no manuseio.

micrômetros e acessórios

O micrômetro é uma ferramenta de medição comumente usada em ambientes de trabalho relacionados à mecânica. (Fonte: Kittiwut: 34791514/ 123rf.com)

Digital ou analógico

Uma vez que os usuários se acostumam a manusear o micrômetro analógico, é normal que continuem com o mesmo sistema. Os micrômetros normais são robustos e mais resistentes do que qualquer micrômetro digital.

Um dos aspectos positivos de um micrômetro digital é o seu visor com luz de fundo, que facilita a leitura em condições de pouca luz. Além disso, os leitores digitais permitem que os digitos sejam melhor visualizados.

Sistema de medidas utilizado

Esse é um fator muito importante, pois pode causar uma confusão na compra de um micrômetro. Se você estiver acostumado a usar o sistema métrico decimal, é preciso ter cuidado para não escolher um micrômetro com escalas graduadas em polegadas.

Naturalmente, o conflito entre os diferentes sistemas de medição desaparece ao usar um micrômetro digital. Essa tecnologia nos permite passar de milímetros para polegadas apenas pressionando um botão.

Resumo

Nem todo mundo tem um micrômetro na sua caixa de ferramentas, mas esse é um instrumento fundamental para exercer certas atividades. Se você está pensando em comprar um micrômetro, lembre-se do que dissemos sobre os três tipos de medição: externa, interna e de profundidade.

Verifique também se o micrômetro funciona no sistema de medição apropriado: milímetros ou polegadas. E se você precisar lidar com ambas as medições, escolha um micrômetro digital para alternar facilmente de uma para a outra.

Se você gostou do artigo, deixe seu comentário aqui ou compartilhe-o em suas redes sociais.

(Fonte da imagem destacada: Witsonkitiwutt: 65693790/ 123rf.com)

Why you can trust us?

Luiz Felipe Andrade Manutentor profissional
Luiz Felipe herdou do pai, mestre de obras, a paixão pelas ferramentas. Tanto é que desde cedo decidiu seguir uma carreira que poucas pessoas sabem que existe: a de manutentor profissional, ou seja, a pessoa que é especialista em manutenções. Com tanto conhecimento na área, resolveu compartilhar o que sabe com o público que, como ele, ama criar e consertar.
Nômade digital, já morou em 4 países diferentes e está sempre de olho no próximo destino. Como redatora, tem experiência escrevendo sobre diversas áreas, especialmente utensílios domésticos, tecnologia, esportes e boa forma. No Guia55, escreve e adapta artigos para auxiliar suas decisões de compra.