Com o verão, chega o calor. A maioria das pessoas espera ansiosa o início do verão para curtir temperaturas mais agradáveis e passar alguns dias na praia ou na piscina. Porém, em muitos lugares, o calor pode ser bem difícil de suportar, ainda mais quando não se tem nem um mini ventilador. Trabalhar sob altas temperaturas pode afetar negativamente seu rendimento, aumentar o estresse e causar muito mau humor.

É por isso que as pessoas estão sempre em busca de soluções para melhorar a qualidade do ambiente, seja em casa ou no trabalho. O mini ventilador é uma das opções mais práticas, já que pode ser instalado em qualquer lugar, graças ao seu tamanho compacto. Se o seu escritório não tem ar condicionado ou você está precisando arejar a casa, um mini ventilador pode ser de grande ajuda.

O mais importante

  • O mini ventilador é um eletroportátil que refresca o ar através de hélices giratórias.
  • O mini ventilador pode ser conectado diretamente na tomada ou funcionar à base de baterias e pilhas.
  • Cada modelo funciona tem sua própria potência, que determina a velocidade de rotação de sus hélices.
  • Suas dimensões reduzidas permitem que você transporte seu mini ventilador de um ambiente para outro com muita praticidade.

Ranking: Os melhores modelos de mini ventilador do mercado

Quando o assunto é mini ventilador, o mercado tem infinitas variedades. Alguns fabricantes de conhecidos criaram modelos próprios, que se adaptam a várias necessidades dos usuários e ambientes diferentes. Antes de comprar o seu, confira esta seleção com os melhores modelos do mercado.

1º – Mini ventilador portátil + carregador, Commerce Brasil

O mini ventilador portátil da Commerce Brasil é um modelo recarregável de 22 x 10 cm, que vem com adaptador para tomadas. Por ter um tamanho compacto, pode ser levado na bolsa. Em casa, pode ser conectado na tomada; no trabalho, você pode conectar no computador.

Fabricado em plástico ABS resistente, pesa 350 gramas e conta com exclusivo design charmoso na cor amarela e botão de LED para acender no escuro, funcionando muito bem como item de decoração. Oferece duas velocidades (média e máxima) e vem com uma base destacável.

2º – Mini ventilador branco/azul, Ventisol

Este mini ventilador branco e azul da Ventisol mede 20 cm e é perfeito para ser usado em sua mesa de trabalho ou estudos. Vem com uma base removível e também um clipe, para você escolher como prefere usar.

Pesando 662 gramas e com 14 watts de potência, apresenta baixo consumo de energia e duas níveis de velocidade. Mas atenção, pois esse produto não é bivolt, é preciso conferir a voltagem antes de comprar.

3º – Mini ventilador recarregável, Asen

O mini ventilador recarregável da Asen é ideal para usar fora de casa, pois não precisa estar conectado à energia para funcionar. Fabricado em plástico ABS de alta qualidade, é leve, durável e produz baixo nível de ruídos.

Funciona com bateria recarregável de lítio 2600 mAh, alimentada por um cabo USB, com duração de até 6 horas. Pode ser fixado através de um clipe e ainda oferece rotação em 360º. A desvantagem é que não se pode escolher a cor na hora da compra.

4º – Mini ventilador climatizador, Braslu

Este mini ventilador da Braslu vem com três funções: vapor, ventilação e climatização, bastando para isso encher seu reservatório de água. Silencioso e compacto (17 cm), é perfeito para ser levado na bolsa.

É ideal para ser usado fora de casa, pois funciona com bateria recarregável alimentada por cabo USB. Disponível na cor verde, tem garantia de 3 meses contra defeitos de fabricação.

Guia de Compras: Tudo que você precisa saber sobre o mini ventilador

Para fazer uma boa compra, você precisa conhecer as características gerais, funções e utilidades do mini ventilador. Só assim você poderá tomar a melhor decisão com base em suas necessidades, no seu espaço ou mesmo no custo-benefício. A seguir, você verá os aspectos essenciais de um mini ventilador.

Imagem de pessoa ligando mini ventilador.

O mini ventilador pode funcionar por conexão USB em outros dispositivos eletrônicos, como dispositivos portáteis e tablets. (Fonte: Mayuree Moonhirun: 110902920 / 123rf.com)

O que é um mini ventilador?

Como o próprio nome explica, o mini ventilador nada mais é do que um ventilador pequeno. Ou seja, trata-se de um dispositivo elétrico que refresca o ar através de um mecanismo interno de hélices giratórias. Geralmente, ele é mais utilizado em salas pequenas ou escritórios.

Como funciona um mini ventilador?

Hoje em dia, há dois tipos de ventilador, divisão que também ocorre no caso do mini ventilador. O mais clássico é o analógico, que também é mais comum e acessível. O outro é mais sofisticado e tem um mecanismo mais complexo. O analógico funciona através da rotação de suas hélices, que pode variar em velocidade e potência.

O segundo, que é mais recente, sofisticado e caro, desempenha a mesma função, só que com muito mais intensidade, graças a um mecanismo eletrônico interno que o transforma em um pequeno ar condicionado. Ele absorve o ar, o resfria e devolve para o ambiente, em um ciclo contínuo chamado resfriamento termodinâmico.

Rafael Jiménez AlapontDiretor Comercial da MConfort

“O mini ventilador é um substituto perfeito para o ar condicionado. Ele é melhor aproveitado em espaços pequenos, mas é muito eficiente e econômico, melhorando a saúde física e mental de quem o utiliza.”

Qual é o sistema de alimentação do mini ventilador?

Antigamente, os ventiladores de mesa eram utilizados onde não havia ar condicionado, sendo conectados diretamente na tomada. O consumo de energia elétrica variava com a potência e a intensidade do uso do aparelho, como ocorre com qualquer outro eletrodoméstico. Mas os tempos mudam e a tecnologia evolui.

Hoje em dia, alguns modelos de mini ventilador funcionam por conexão USB com outros dispositivos eletrônicos, como notebooks, tablets ou os populares powerbanks, que são unidades de armazenamento de energia. O consumo depende, como no caso dos modelos mais antigos, do tempo e da intensidade de uso.

O mini ventilador apenas refrigera o ar?

A função desse produto depende do seu nível de sofisticação e complexidade do modelo escolhido. Já foi dito que alguns modelos mais sofisticados oferecem funções complementares. Dada a natureza do produto e sua função principal, seus principais acessórios são o umidificador e o depurador de ar.

Ventilador USB verde.

Uma das vantagens do mini ventilador é que ele é muito fácil de transportar. (Fonte: James3035: 98304591 / 123rf.com)

O mini ventilador consome muita energia?

As principais variáveis a serem consideradas na hora de calcular o consumo gerado pelo mini ventilador são sua potência máxima, medida em kilowatts, a potência usada na programação selecionada (o produto geralmente tem várias velocidades ajustáveis conforme a necessidade) e a frequência de uso, que, na maioria dos casos, aumenta nos meses do verão.

De qualquer forma, o mini ventilador não consome o suficiente para causar grandes alterações na conta de luz. Seu impacto no gasto geral de energia de uma casa ou escritório é praticamente nulo e comparável ao de um carregador de celular. O consumo só aumenta um pouco mais caso você queira um modelo multifuncional, mas, mesmo assim, não há com que se preocupar.

Quanto custa um mini ventilador?

Esse é um daqueles momentos nos quais utilizamos uma resposta bem recorrente: depende. Tudo depende do tipo de mini ventilador, de sua potência, tamanho, design, funções e outros diferenciais. Todos os modelos comuns cumprem muito bem a função de aliviar um pouco o calor e são bem acessíveis.

foco

Você sabia que o ventilador de teto surgiu em 1860? Inicialmente, eles eram fabricados com apenas duas lâminas, mas outras duas foram incluídas durante a Segunda Guerra Mundial para proporcionar uma melhor ventilação.

Quais são as vantagens e desvantagens do mini ventilador?

Até agora, falamos um pouco dos vários benefícios do mini ventilador. Mas, como sempre, é preciso dar uma olhada mais cuidadosa no produto e analisá-lo de todas as perspectivas possíveis. Antes de escolher um modelo, é essencial conhecer qualquer risco ou inconveniente associado a um produto para evitar arrependimentos. A seguir, você verá os prós e os contras do mini ventilador.

Vantagens
  • Ajuda a combater as altas temperaturas
  • Fácil de transportar
  • Preço econômico
  • Baixo consumo de energia
Desvantagens
  • Precisa ser direcionado
  • Pouca utilidade em grandes ambientes
  • As hélices podem ser perigosas

O que os especialistas dizem sobre o mini ventilador?

Calor em excesso não é saudável para o corpo nem a mente, já que o estresse gerado pela alta da temperatura corporal afeta negativamente o humor e o rendimento no trabalho. E não somos nós que estamos dizendo, mas sim estudos científicos que explicam o comportamento humano.

Critérios de Compra

Chegou a hora da verdade: o momento de escolher o modelo perfeito para você. Essa é a hora de listar os principais critérios de compra a serem considerados na hora de comprar seu mini ventilador. Esse é um passo crucial para evitar dores de cabeça. Assim, dê uma olhada nos critérios de compra.

  • Dimensões
  • Potência e consumo
  • Espaço a ser ventilado
  • Clima local
  • Design e estética

Dimensões

Se é mini, é portátil. A ideia é que esses dispositivos sejam compactos, fáceis de carregar e discretos, podendo ser utilizados em ambientes com pouco espaço. A maioria dos modelos de mini ventilador tem dimensões parecidas, mas vale a pena dar uma conferida nisso antes de comprar.

Além das dimensões, outro assunto relevante que vale discutir é o peso. Acredite ou não, um mini ventilador pode ser mais pesado do que modelos maiores. Isso tem a ver com os materiais de fabricação e a complexidade do mecanismo interno. A conta aqui é simples: quanto mais leve, mais prático.

Imagem de mini ventilador rosa.

O consumo de energia de um mini ventilador é muito baixo. (Fonte: Damrong Rattanapong: 111989260 / 123rf.com)

Potência

Potência é o que define o quão rápido o mini ventilador será capaz de mover suas hélices para produzir massas de ar fresco. As diferentes programações do mini ventilador servem para se adaptar a diferentes condições climáticas. Quanto mais calor, de mais potência você vai precisar. Quanto mais velocidades oferecer, mais flexibilidade seu mini ventilador terá.

Além disso, é bom levar em conta que alguns tipos de mini ventilador consomem mais energia. É claro que, como foi dito, mesmo os modelos que consomem mais energia não causarão grandes impactos na sua conta de luz. Geralmente, quanto mais potência, maior o consumo, o qual também aumenta caso o produto tenha funções adicionais.

Espaço a ser ventilado

O ambiente onde você pretende usar seu mini ventilador também deve ser levado em conta. Ventilar uma sala de 5 metros quadrados exige bem menos potência do que uma de 25. Também não é a mesma coisa usar o produto em casa ou no trabalho, onde talvez não seja uma boa ideia deixá-lo muito a mostra.

Modelos compactos demais podem ter um desempenho reduzido. Isso faz com que eles só sejam viáveis em espaços bem pequenos. Caso precise ventilar uma sala ou escritório grande, um modelo muito compacto não dará conta do recado.

foco

Você sabia que o ventilador foi criado em 1882? Seu inventor foi o engenheiro Schuyler S. Wheeler, nascido nos Estados Unidos.

Clima local

Alguns modelos de mini ventilador contam com recursos que removem a umidade e até mesmo as impurezas do ar. Conhecer bem nosso ambiente faz toda a diferença. Em alguns lugares do mundo, faz calor o ano todo. Em outros, apenas por um ou dois meses. Quanto mais você utilizar seu mini ventilador, maior o consumo de energia.

Climas úmidos e muito quentes podem ser praticamente insuportáveis para algumas pessoas. Se você é uma delas, talvez um mini ventilador de mesa não seja o suficiente. Talvez seja necessário um desumidificador de ar, que é uma função de alguns aparelhos 2 em 1. Comprar um mini ventilador 2 em 1 pode ser uma forma engenhosa de resolver seu problema.

Design e estética

Um mini ventilador pode acabar se tornando um elemento da decoração da casa. É importante que seu design harmonize com o resto do ambiente, então escolha sabiamente a cor, modelo e formato. Hoje em dia, alguns modelos de mini ventilador são praticamente imperceptíveis.

Seu design e acabamento contribuem para que eles não se destaquem no ambiente, mesclando-se como um elemento da decoração. Além disso, o tamanho reduzido também ajuda muito nessa tarefa. Não ignore esse aspecto, especialmente se você for um decorador de interiores amador ou se quiser manter seu ambiente harmonioso.

Mini ventilador preto.

O mini ventilador se adapta às necessidades do usuário, alternando entre a ventilação fixa e móvel. (Fonte: Jessinono: 79853400 / 123rf.com)

Resumo

Há vários tipos de mini ventilador, com recursos distintos que influenciam a escolha do produto ideal. Um dos principais é o uso que pretendemos dar ao produto. Por isso, é importante pensar em onde vamos utilizá-lo. As características físicas e técnicas do dispositivo, bem como o ambiente, são cruciais para sua escolha.

Há também outros fatores que podem fazer a diferença na hora da compra, mas todos foram cobertos neste Guia. No fim das contas, o que mais se espera de um mini ventilador é que ele refresque o ambiente de forma adequada.

Esperamos que você tenha gostado deste Guia e que ele tenha ajudado a comprar um produto que realmente alivie o calor na sua casa ou trabalho. Nosso objetivo é sempre levar o consumidor ao produto perfeito para ele, de modo que não haja arrependimentos depois de uma compra. Aproveite seu mini ventilador!

(Fonte da imagem destacada: Mayuree Moonhirun: 88333015 / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

GUIA55
GUIA55
Redação
Os redatores do GUIA55 realizam pesquisas aprofundadas e escrevem artigos altamente informativos e de qualidade sobre os mais variados temas do seu interesse.

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
29 Voto(s), Média: 4,00 de 5
Loading...
4 29