luneta para ver à distância
Ultima atualização: 7 de julho de 2020

Como escolhemos

12Produtos analisados

16Horas investidas

4Estudos avaliados

54Comentários coletados

À primeira vista, ele pode até parecer artigo de antiquários ou um acessório saído diretamente dos filmes de espiões da década de 1960. Mas o monocular continua sendo um instrumento indispensável, especialmente para quem gosta de explorar a natureza.

A utilidade deste invento se adaptou aos novos tempos e, hoje, é possível encontrar até mesmo modelos compatíveis com dispositivos móveis. Assim, você vai ver poder contemplar a paisagem e registrar este momento com seu smartphone. Ficou interessado? Então, siga conosco para saber mais sobre este item essencial na maleta de um bom observador!




O mais importante

  • Existem três tipos de monocular: diurnos, noturnos e com visão térmica. Estes últimos são ideais para observação da vida selvagem.
  • Os modelos com prismas do tipo BAK-4 ou BK4 são mais caros, mas oferecem muito mais qualidade de imagem, com nitidez e contraste superiores.
  • Entre os fatores que merecem atenção antes da compra, o alcance é o mais relevante. Quanto maior o zoom, mais possibilidades de observação com qualidade você terá. Na seção "Critérios de Compra", vamos falar detalhadamente sobre estes aspectos.

Os melhores monoculares do mercado: nossas recomendações

Independentemente dos seus objetivos, seja para pescar, fazer fotos perfeitas ou explorar as belezas da natureza, o monocular vai ser de extrema utilidade. No entanto, para atingir os melhores resultados, é preciso fazer boas escolhas. Por isso, preparamos uma lista com os modelos mais vendidos e bem avaliados da Internet. Confira:

O monocular com sistema eye guard

Fabricado em polímero com revestimento PU, que imita a textura do couro ao mesmo tempo em que garante proteção impermeável, este monocular conta com lentes de cristal policarbonato, com alcance de 50 metros e zoom de até 10 vezes.

Leve e compacto, ele pesa apenas 312 gramas e possui o exclusivo sistema eye guard, que auxilia o posicionamento correto dos olhos durante a observação.

O monocular ideal para smartphones

Com ampliação de até 18 vezes, este monocular permite que você registre toda a paisagem observada por meio da câmera do celular. Para tanto, vem acompanhado por um tripé em alumínio e sistema de encaixe perfeito em qualquer dispositivo móvel.

O caminho óptico exclusivo promove visualização ultra distante, grande quantidade de luz, alta resolução e alta redução de cor, padrões que melhoram significativamente a qualidade das fotos.

O monocular com design que facilita a observação

Este modelo da Vivitar é ideal para pessoas que se dedicam a observação da natureza. Ele surpreende pelo design sofisticado e ergonômico, com ângulo de 45° para uma visão mais confortável.

As lentes são multi revestidas, com proteção UV, projetadas para promover a máxima visibilidade tanto em ambientes iluminados quanto em condições de baixa luminosidade. Vem acompanhada por tripé em alumínio com pés antiderrapantes.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre um monocular

A princípio, pode parecer simples eleger o melhor monocular. Um objeto tão pequeno e versátil não deve conter muitos segredos, não é? A verdade é justamente o contrário. As especificações podem ser muito distintas, dependendo das suas necessidades. Por isso, é preciso conhecer um pouco mais sobre o aparelho antes da decisão final. Vamos ajudar nesta descoberta. Siga conosco!

persona usando monoculo

O monocular com prisma BAK-4 oferece uma qualidade de imagem superior, muito nítida e com excelente contraste. (Fonte: Belchonock: 36573792/ 123rf.com)

O que é um monocular?

Quando se fala em monocular, a definição mais precisa é de uma ferramenta refratora portátil, que permite enxergar à distância. Com a ajuda deste aparelho, é possível perceber objetos e paisagens distantes em detalhes, como se estivessem mais próximas.

Para conseguir tal aproximação, o monocular utiliza lentes e prismas específicos, que "manipulam" a luz e reconstroem a imagem aparentando proximidade maior do que a real. Por este motivo, é muito utilizado por exploradores da natureza, como os observadores de aves .

Diferente do binóculo, ele é mais compacto, composto por apenas um tubo de lentes, o que permite a obervação com apenas um dos olhos. Assim também ocorre em comparação ao telescópio. Apesar da semelhança no design, os dois têm estrutura e objetivos diferentes.

Como se usa o monocular?

Depois de comprar seu monocular, enquanto aguarda para recebê-lo em casa, você poderá se perguntar como é a melhor forma de utilizá-lo. A verdade é que trata-se de um instrumento muito intuitivo.

Ainda assim, é sempre bom conferir o manual de instruções para verificar ajustes específicos do modelo escolhido. De maneira geral, podemos detalhar um passo a passo para que você faça suas primeiras observações:

  • Direção: Aproxime o monocular do olho e aponte o tubo para a direção que deseja visualizar. Encontre o objeto a ser observado e olhe através do aparelho;
  • Ajuste: Mova a lente em movimentos circulares (ou de acordo com as orientações do fabricante) para ajustar a nitidez da imagem. Faça isso até que consiga visualizar o objeto em foco com a máxima definição;
  • Adaptador para dispositivos móveis: Se o modelo do seu monocular é compatível com esta funcionalidade, utilize o adaptador que deve acompanhar o produto para acoplá-lo ao seu smartphone;
  • Fotografia por meio do celular: Depois de ajustar o monocular à câmera do seu telefone, verifique o foco e a nitidez da imagem, ajuste o enquadramento necessário e registre o momento.

Quais as vantagens e desvantagens de usar um monocular?

O monocular pode até parecer um instrumento exclusivo das maletas dos detetives, mas a verdade é que pode enriquecer a experiência de qualquer passeio, especialmente para as pessoas mais ligadas à natureza.

Como falamos há pouco, ele permite capturar detalhes à distância que, a olho nu, seriam impossíveis de se perceber. Mas, será que existem outras vantagens — ou alguma desvantagem — no uso do monocular? É o que queremos te mostrar agora:

Vantagens
  • Melhoram a experiência de observação
  • São relativamente baratos
  • Possuem design ergonômico
  • São modernos e leves
  • Capturam com nitidez os objetos à grandes distâncias
  • Alguns modelos podem ter modo de visão noturna
  • São fáceis de usar
  • Muitos são vendidos com adaptador para dispositivos móveis
Desvantagens
  • São desenvolvidos para atividades específicas
  • Os modelos de maior qualidade costumam ser mais caros

Quais os tipos de monocular?

Como dissemos anteriormente, apesar do aspecto simples e de não ter mistérios na utilização, o monocular apresenta complexidades na sua formação estrutural. É por meio dessas caraterísticas que podemos dividi-lo por tipos específicos.

Basicamente, é possível elencar três grupos distintos, que apresentamos a seguir, com uma breve descrição sobre cada um deles:

  1. Monocular com visão noturna: Focado para o uso em condições de pouca luz, especialmente, para o período da noite. Com eles, é possível ter uma visão do local explorado, a qualquer hora;
  2. Monocular diurno: É o tipo clássico. Este monocular tem como objetivo a ampliação do foco. São ideais para atividades ao ar livre e entregam os melhores resultados de acordo com a luminosidade do local;
  3. Monocular com visão térmica: É o tipo desenvolvido para atividades específicas, como a caça. Permite a identificação dos objetos por meio da radiação térmica que emanam.

garoto usando uma luneta

A maioria dos modelos de monocular do mercado são leves e compactos. Muitos deles pesam cerca de 350 gramas. (Fonte: Dovzhykov: 109714599/ 123rf.com)

As lentes do monocular têm tratamento especial?

A lente é um componente essencial para a qualidade da observação proporcionada por um monocular. Porém, nem todos os modelos têm lentes com o mesmo tratamento, que pode variar de acordo com a tecnologia empregada.

É graças a este tratamento que a lente pode permitir um ou outro recurso, garantindo o rendimento, a nitidez na observação e, sobretudo, a segurança para os olhos de quem utiliza o equipamento. De maneira geral, podemos classificar os tipos de tratamentos da seguinte forma:

  • Fotocromático: As lentes fotocromáticas são muito úteis para atividades externas, especialmente para locais próximos a água, como lagos ou praias. Elas apresentam a propriedade de escurecer quando submetidas à luminosidade. Assim, permitem maior conforto visual em momentos de luz intensa. Além disso, esse tratamento também bloqueia os raios UV;
  • Proteção UV: O tratamento é similar ao empregado nas  lentes fotocromáticas, com a diferença de manter a tonalidade cristalina. Este tipo de lente bloqueia a interferência dos raios UV e, assim, mantém os olhos protegidos contra a radiação solar;
  • Polarizado: Este tratamento está atualmente presente nas melhores lentes do mercado. Incorpora uma tecnologia que permite bloquear os raios UV, mas tem como grande diferencial a capacidade de reduzir o brilho. São as lentes mais indicadas para uso em espeço aberto, garantem acuidade visual e retratam as cores com precisão.
  • Antirreflexiva: Os reflexos são uma péssima interferência na hora de utilizar uma lente ou fazer uma foto. As lentes com o tratamento antirreflexo são ideais para todas as atividades, da pesca até a observação de pássaros. Atualmente, a maioria dos modelos modernos de monocular já contam com este tipo de lentes.

O que são os prismas Bak-7 e Bak-4?  Quais as diferenças entre eles?

Os prismas são conjuntos refletivos que permitem reenquadrar a imagem que chega invertida ao monocular. Os dois tipos de prisma mais utilizados pelos fabricantes são o Bak-7 (ou BK7) e o Bak-4 (ou BK4).

O Bak-7 é produzido à base de borossilicato, um tipo de vidro resistente ao calor, muito utilizado na indústria em geral. O Bak-4 é fabricado com vidro obtido pelo fluoreto de bário, que garante bloqueio à radiação e suporta temperaturas extremas.

A seguir, destacamos algumas diferenças no que diz respeito ao desempenho de cada um destes dois tipos de prisma:

  • Prismas Bak-4: São de qualidade superior. Promovem imagens mais coloridas e com contraste mais intenso. No mercado, são sinônimos de qualidade superior na captura de imagens. Os melhores modelos fabricados hoje em dia contam com este tipo de prisma;
  • Prismas Bak-7: São os prismas com custo mais reduzido. Apesar de prestar as funções a que se propõe, têm eficiência inferior quando se trata de qualidade da imagem. Sua gama cromática é mais reduzida e o contraste menos intenso.
foco

Você sabia que os primeiros monoculares surgiram nos séculos XVI e XVII? A invenção do equipamento é atribuída a Juan Roget.

Critérios de compra

Um simples passeio pelo parque da cidade pode se transformar em uma grande aventura quando de tem à mão um monocular para captar os segredos de cada pequeno espaço ao ar livre. Mas, antes mesmo de receber seu equipamento, você precisa estar com os olhos atentos para avaliar cada critério de compra e garantir que está fazendo a melhor escolha. Por isso, é sempre bom observar:

Tipo

Para começar, é fundamental definir qual tipo de monocular é o mais adequado às suas expectativas e necessidades. Você pretende utilizá-lo para observar cenas noturnas? Ou para um passeio perto da água? Para cada uma dessas situações, há o tipo ideal de monocular.

Para quem quer investir no universo da observação do reino animal, vale a pena procurar por modelos mais avançados. Assim, será possível contar com os melhores recursos em apenas um instrumento. Mas é bom ter em mente que o valor também será mais alto.

garota usando uma luneta

Para ser usado como hobby, o monocular com aumento inferior a dez vez, já vai proporcionar uma boa visão. No entanto, há opções com aproximação muito superior a esta. (Fonte: Hidalgo: 81541896/ 123rf.com)

Alcance e zoom

Assim como ocorre com os binóculos, é possível encontrar no mercado diversos modelos de monoculares, com diferentes configurações de alcance e zoom. Se você busca um equipamento para usar como hobby, o zoom de 10 vezes — ou inferior — será suficiente.

No entanto, se pensa em entrar fundo nesta atividade e quer um monocular mais potente, pode encontrar opções no mercado que proporcionam aproximação de até 60 vezes.

Como já comentamos, este ponto também interfere no valor do equipamento. Vale refletir sobre a sua necessidade real antes da compra.

Tamanho

O tamanho do seu monóculo não trata apenas de uma questão de ergonomia. Ele tem influência na capacidade de aproximação da imagem — salvo em produtos de alta tecnologia, que unem design compacto com alto poder de alcance —.

Mais uma vez, ressaltamos que esta escolha depende dos seus objetivos. Em uma viagem de aventura, por exemplo, os modelos compactos serão mais fáceis de carregar. Se suas saídas são exclusivamente para observar e fotografar, o equipamento maior não será um grande incômodo.

Mulher segurando binóculos.

25 de setembro de 2020

telescope in space

20 de outubro de 2020

Prisma

É muito provável que a escolha do prisma acabe limitada pelo seu orçamento. Conforme explicamos, os do tipo BaK-7 proporcionam imagens nítidas, mas o baixo contraste pode confundir a observação.

Já os do tipo Bak-4 são superiores em qualidade, com cores mais vivas e contrastes intensos. No entanto, são modelos caros. A boa notícia é que estes modelos começaram a se popularizar e, consequentemente, já é possível encontrar algumas opções com valores mais acessíveis.

foco

Você sabia que alguns monóculos são capazes de captar imagens com até 30 km de distância?

Material

O material do qual é fabricado o seu monocular pode ter interferência direta na durabilidade e até mesmo na leveza do equipamento. Se você pretende adentrar em matas fechadas para observar, é bom contar com um modelo confeccionado em material de alta resistência.

Além disso, informe-se sobre a fabricação das lentes (em alguns modelos baratos elas costumam ser acrílicas) e busque materiais à prova d'água e resistente a impactos e temperaturas extremas. Lembre-se que este cuidado na escolha vai evitar que seja necessário substituir o aparelho com frequência.

Resumo

O monocular pode ser um grande companheiro de viagens e até mesmo transformar um simples passeio em uma grande aventura para você e as crianças. Apesar de ser um instrumento de observação usado há séculos, ele acompanhou os avanços da tecnologia e pode ser utilizado de forma funcional e eficaz ainda hoje.

Ao longo deste guia, mostramos os segredos na escolha e na utilização de um monocular. Destacamos as vantagens de contar com um aparelho mais compacto e com alcance igual ou superior do que os binóculos tradicionais. Além disso, trouxemos à luz alguns detalhes que podem passar em branco na hora da compra. Com todos eles em mente, fica muito mais fácil fazer a melhor escolha.

Esperamos que você tenha gostado do nosso artigo. Aproveite para compartilhar com seus amigos de aventuras. Fique à vontade para deixar-nos um comentário contando sobre sua experiência de observação na natureza. Um abraço!

(Fonte da imagem destacada: Kuznetcova: 101721800/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em nós?

Ricardo Amorim Músico e Viajante
A música e as viagens sempre foram as paixões de Ricardo. Seu violão o acompanha pelo mundo, desde que saiu de casa aos 17 anos. Desde então, já conheceu mais de 50 países e segue sua jornada rumo aos 100. Além de suas duas paixões, Ricardo também escreve sobre outras formas de lazer, especialmente sobre livros, aproveitando os dois anos investidos no curso de Jornalismo.
Vera Pereira Redatora/Editora
Jornalista, especialista em produção de conteúdo digital, tem na escrita a sua maior paixão. Adora investigar, apurar fatos e reconstruir histórias. Por isso, atua na pesquisa e adaptação dos conteúdos internacionais à realidade e legislação brasileiras.