várias criptomoedas espalhadas em uma mesa
Ultima atualização: 4 de maio de 2021

Lançadas ao mundo em 2009 através do Bitcoin, as criptomoedas se tornaram uma febre em todo o mundo. No entanto, elas ainda despertam desconfiança para muitas pessoas. Elas são todas iguais? Como funcionam? São realmente seguras?

Seja muito bem-vindo ao artigo que vai esclarecer todas as suas dúvidas sobre criptomoedas. Ficou interessado?

Basta continuar a leitura para entender um pouco mais sobre as moedas digitais descentralizadas que estão mudando o mundo.




Primeiro, o mais importante

  • Bitcoin é uma criptomoeda. Foi a primeira a ser criada. No entanto, não é a única existente.
  • Atualmente já existem milhares de criptomoedas disponíveis. Elas são assim chamadas pois utilizam criptografia de ponta para garantirem a sua autenticidade.
  • As criptomoedas nasceram para serem descentralizadas. Ou seja, nenhum governo, banco ou empresa tem o poder direto sobre elas.

Criptomoedas: tudo o que você precisa saber

É muito difícil hoje em dia encontrar alguém que nunca ouviu falar sobre criptomoedas. Também é difícil encontrar quem não tenha dúvidas a respeito delas.

Como que uma negociação na internet, sem um órgão central regulador, vai ser seguro?

Prepare-se para aprender a partir de agora tudo sobre o mundo das criptomoedas e porquê elas são tão importantes.

Moedas simbólicas de bitcoin em cima de notas de dólar

Bitcoin foi a primeira criptomoeda do mundo. Hoje em dia já existem milhares de opções. (Fonte: Dmitry Demidko/ Unsplash.com)

Entenda o que é criptomoeda

De forma resumida para você: criptomoedas são moedas digitais descentralizadas. O que isso quer dizer? Elas são negociadas através de uma tecnologia criptografada de ponta chamada de Blockchain.

As criptomoedas existem apenas na internet. Ou seja, você nunca conseguirá sacar esse valor fisicamente.

Elas são chamadas de descentralizadas porque não existe alguém responsável por controlar e intermediar as transações. Os responsáveis por isso são os próprios usuários, através do sistema Blockchain. Vamos abordar isso no próximo tópico.

É seguro negociar criptomoedas?

É sim. Muito seguro! As negociações realizadas através do sistema Blockchain estão devidamente seguradas. Explicamos o porquê:

A cada troca de criptomoedas realizada, a tecnologia Blockchain gera um código matemático único e bastante complexo. Além disso, o Blockchain funciona como um livro contábil gigante disponível para qualquer um.

Todas as transações realizadas estão lá, desde o início, conectadas através de blocos de informações.

Todas as transações realizadas estão lá, desde o início, conectadas através de blocos de informações.

Para adicionar uma nova informação a essa “cadeia”, é necessário que todos os seus blocos passados sejam analisados. Entretanto, essas novas informações precisam ser validadas por várias pessoas e não apenas uma, o que descentraliza e dá credibilidade à tecnologia.

Tenha cuidado ao guardar as suas criptomoedas

Vamos supor o seguinte cenário: você comprou suas criptomoedas. Onde você vai armazená-las? Existem algumas opções disponíveis:

  • Deixar alocado na corretora que você realizou a compra
  • Utilizar uma carteira digital, as software wallets – que podem ser acessadas pelo celular
  • Utilizar uma carteira física, as hardware wallets – que se assemelham a um pen drive e se conectam ao computador

Os hackers não conseguem burlar o sistema Blockchain. No entanto, eles conseguem muitas vezes invadir as corretoras e roubar as criptomoedas dos clientes. É preciso ter cuidado ao deixar o seu capital alocado nas exchanges, pois vários casos assim já aconteceram no mundo.

O mais recomendado é que você retire o dinheiro de lá e aloque em sua carteira, seja ela digital ou física. As hard wallets são mais seguras. Entretanto, elas são caras. Já a maioria das digitais não possui custo. Qual escolher? Vai depender do seu perfil de investidor e gosto particular.

Gavin AndresenProgramador e Empreendedor
"Você basicamente pode colocar um banco no seu bolso. E isso é um incrível” "

Como comprar criptomoedas?

O jeito mais fácil de adquirir criptomoedas é criar uma conta em uma Exchange de moedas virtuais. Aqui no Brasil existem várias empresas que fazem isso. Entretanto, é de extrema importância que você estude muito bem qual empresa você irá colocar o seu dinheiro.

Também fique atento as avaliações dos clientes e as taxas cobradas.

Lembre-se que criptomoedas representam um ativo variável. Ou seja, ele é considerado um investimento de alto risco. O recomendado é você investir tempo de estudo sobre o tema, para não perder dinheiro à toa.

Quais criptomoedas comprar?

Como já comentamos aqui no artigo, existem milhares de criptomoedas disponíveis no mercado. Mas, como saber qual a melhor para você?

É importante você levar em consideração o seu perfil de investidor, quais estão disponíveis na corretora que você possui conta e qual o grau de risco da moeda escolhida: baixo, médio ou alto risco.

Mais uma vez recomendamos você estudar bastante sobre o assunto.

Veja a seguir uma lista das criptomoedas mais famosas:

  • Bitcoin
  • Bitcoin Cash
  • Ethereum
  • Tether
  • Ripple
  • Litecoin
  • Binance Coin
  • EOS

Mão feminina segurando uma moeda simbólica de Bitcoin

A tecnologia Blockchain garante a segurança na transação de criptomoedas. (Fonte: Executium/ Unsplash.com)

Como acontece a mineração de criptomoedas?

Você já ouviu falar sobre a mineração de criptomoedas, não é mesmo? O processo de mineração acontece da seguinte forma:

O minerador (usuário), precisa resolver um problema com cálculos matemáticos bastante complexos em seu computador.

O minerador (usuário), precisa resolver um problema com cálculos matemáticos bastante complexos em seu computador. Quando esses cálculos são resolvidos, eles resultam em um código único. São esses códigos que garantem a viabilidade e a segurança da tecnologia blockchain.

Para tornar mais fácil a explicação: o minerador faz o papel que hoje é feito por um banco. Ou seja, ele checa, através do código matemático, se existem criptomoedas suficientes na conta que está querendo realizar uma transação, ao mesmo tempo em que verifica se a outra conta pode receber aquela quantidade.

O pagamento por esse código gerado? Acertou quem pensou em: criptomoedas!

Qualquer um pode tentar achar a resposta para esses códigos? Sim, entretanto são apenas computadores muito potentes e caros que chegam a um resultado satisfatório.

Vale a pena montar uma estação de mineração de criptomoedas?

A princípio não vale a pena montar uma estação para mineração de criptomoedas no Brasil.

Explicamos: as estações de mineração geralmente estão ligadas a países com duas características, energia barata e clima frio. Características que não encontramos na maior parte do Brasil.

Resumo

É praticamente impossível falar sobre investimentos hoje em dia sem citar as criptomoedas. É verdade que as dúvidas sobre investir neste ramo sempre existirão. Ainda mais porque elas são um ativo variável e bastante volátil.

Entretanto, como pudemos ver durante o artigo, realizar transações de criptomoedas é extremamente seguro. O que vai contar para o investimento ou não, é o seu perfil de investidor.

Esperamos que o nosso artigo tenha tirado as suas dúvidas a respeito das criptomoedas. Fique à vontade para visitar o nosso Guia e ler mais artigos do seu interesse.

(Fonte da imagem destacada: Nuthawut Somsuk/ 123rf.com )

Resenhas