Lavanada

Sabia que, com um único produto, é possível aliviar os efeitos de queimaduras, ter uma boa noite de sono e nutrir os cabelos? Você não acredita? Então precisa conhecer o óleo de lavanda. Utilizado há mais de 2500 anos em diversas culturas, ele surpreende a todos com seus poderes. Além das propriedades anti-inflamatórias e antissépticas, a lavanda possui um irresistível e relaxante aroma.

Quando as pessoas começam a descobrir o universo terapêutico dos óleos essenciais, o óleo de lavanda costuma ser um dos primeiros a ser adquirido. Se você está nesse grupo — começando a descobrir as propriedades de cada elemento — esse artigo vai te encantar. Vamos trazer resposta para tudo o que você quer saber. Como nem todos os óleos de lavanda tem a mesma finalidade e eficácia, fique atenta a cada detalhe para fazer a melhor escolha.

O mais importante

  • O óleo de lavanda é obtido pela destilação ou maceração de várias espécies da flor da lavanda. Os que têm melhor qualidade são os obtidos a partir da destilação com vapor de água.
  • O óleo de lavanda, que pode ser de incolor a amarelo esverdeado, é um dos mais utilizados na prática da aromaterapia moderna.
  • Uma das principais vantagens deste óleo é o fato de ser multifuncional. Ele pode ser utilizado tanto para fins terapêuticos, pois seu aroma estimula o sistema nervoso, quanto para desinflamar feridas e aliviar a sensação de ardência de queimaduras. Além disso, ele está na fórmula de uma infinidade de cosméticos.
  • Para comprar o óleo de lavanda que atenda às suas expectativas, recomendamos que você tenha atenção a cinco critérios principais que são: a espécie da lavanda da qual o óleo foi extraído, a forma de envase, a marca, a pureza do produto e a autenticidade dos selos de certificação.

Os melhores óleos de lavanda do mercado: nossos favoritos

Com tanta fascinação pelo óleo de lavanda, a oferta desse produto no mercado é muito grande — e todos garantem ser os melhores e mais maravilhosos —. Para que você não se confunda entre tantas opções, fizemos uma seleção com os mais vendidos e com as melhores avaliações, de acordo com a finalidade a que se destinam. Esperamos que, ao conhecer nossos favoritos, você também consiga eleger o seu!

A melhor opção em óleo de lavanda para massagens corporais

O óleo de lavanda da Weleda é destinado exclusivamente ao uso como óleo corporal. Com propriedades relaxantes, que harmonizam o corpo e os sentidos, traz a fragrância acolhedora da flor, combinando o puro óleo essencial de lavanda com os óleos de amêndoas e gergelim, para promover ainda mais hidratação e suavidade à pele. A massagem com óleo de lavanda auxilia no alívio das tensões, proporciona relaxamento e descanso ao corpo.

O óleo de lavanda ideal para aromatizadores elétricos

As propriedades extraídas do óleo de lavanda se destacam pelo combate à ansiedade e ao estímulo ao relaxamento. Esse óleo é indicado para uso apenas em aromatizadores, principalmente os elétricos, que vão ajudar a espalhar por todo ambiente a sensação restauradora e aconchegante da lavanda. Sem qualquer aditivo ou conservadores sintéticos, ele garante todos os benefícios da aromaterapia de forma natural e segura para sua saúde e para o ambiente.

O puro óleo de lavanda para cuidar do corpo e das energias

100% ecológico e sustentável, esse puro óleo de lavanda pode ser usado em tratamentos capilares, estéticos e até mesmo no ambiente, por meio de difusores. Aplicado com massagens, diretamente no corpo, o óleo de lavanda alivia dores musculares, espasmos e até cólicas. Em compressas, é capaz de amenizar torcicolos e tendinites. Dentro de casa, basta aplicar algumas gotas no difusor e desfrutar da harmonia que vai se espalhar pelo ambiente.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre o óleo de lavanda

Se você já ouviu falar sobre as maravilhas do óleo de lavanda, está decidida a entrar para esse “fã clube”, mas não sabe por onde começar, não se preocupe. É perfeitamente normal que surjam muitas dúvidas sobre o produto e suas aplicações. Neste guia, respondemos as questões mais frequentes sobre o óleo de lavanda. Assim, você ficará mais segura na hora de comprar.

oloeo de lavanda

O óleo de lavanda é considerado o “rei dos óleos essenciais” graças aos seus múltiplos benefícios. (Fonte: Belinda Nash: 1508918/ pixabay.com)

O que é o óleo de lavanda?

O óleo de lavanda é considerado o rei dos óleos essenciais. Ele é o resultado da destilação de várias espécies de lavanda, uma flor típica da região mediterrânea.

O óleo de lavanda é conhecido como o rei dos óleos essenciais.

O óleo tem coloração suave, que pode ir do incolor ao amarelo esverdeado, e tem um aroma extremamente agradável, com sabor ligeiramente amargo. Devido aos seus inúmeros benefícios, o óleo de lavanda é conhecido como o rei dos óleos essenciais.

Registros históricos mostram que a aromaterapia moderna surgiu a partir da utilização do óleo de lavanda, na primeira metade do século XX. Conta-se que o químico francês Rene Maurice Gattefosse sofreu uma grave queimadura nos braços e recorreu ao óleo de lavanda para cicatrizar as feridas deste acidente. Com isso, ele obteve resultados surpreendentes e passou a se dedicar ao estudo dos óleos essenciais.

Quais os usos mais comuns do óleo de lavanda?

Apesar de conhecido e utilizado desde a Antiguidade, apenas recentemente o uso do óleo de lavanda ganhou sua maior difusão e suas potencialidades passaram a ser mais conhecidas. na tabela abaixo, você confere as aplicações mais comuns deste óleo:

Uso Benefícios: Contribui para:
Cosmético Suas propriedades antimicrobianas são eficazes contra a acne Seu poder hidratante ajuda a nutrir o cabelo, a pele e os lábios
Medicinal Cicatrização e regeneração dos tecidos Melhora os sintomas e lesões decorrentes das hemorroidas
Aromaterapia Possui grande poder para melhorar a qualidade do sono Suas propriedades relaxantes ajudam a combater a ansiedade e a depressão

Como é produzido o óleo de lavanda?

O mecanismo mais comum e eficiente utilizado para a extração do óleo de lavanda é a destilação no vapor de água. O processo consiste basicamente em:

  • É feita a colheita da lavanda, geralmente entre os meses de julho a setembro.
  • As plantas ficam submersas em recipientes com água e, em seguida, essa mistura é aquecida até o ponto de ebulição para produzir o vapor de onde vai se extrair o óleo.
  • A extração do óleo se dá por meio do esfriamento do vapor, que será condensado.
  • Com a utilização de um decantador, o óleo é separado da água. Este processo ocorre de forma natural por conta da diferença entre a densidade de cada elemento.
frasco de lavanda

Em geral, os óleos essenciais biológicos costumam ser mais caros dos que não biológicos. (Fonte: Sergii Koval: 30363839/ 123rf.com)

Há diferença entre o óleo essencial de lavanda e o óleo de lavanda?

Como você provavelmente já ouvir falar sobre os benefícios dos óleos essenciais, também já deve ter percebido que existem aqueles que não são considerados como “essenciais”. Estes são os óleos vegetais e os dois tipos tem aspectos que os diferenciam. Veja as principais diferenças:

Óleo de lavanda Óleo essencial de lavanda
FabricaçãoObtido por maceração, introduzindo as flores em um óleo vegetal para que este absorva as propriedades da planta, com posterior filtragem do óleo para envaseObtido por destilação em vapor de água, conforme explicamos anteriormente
Aroma Tem perfume discreto, pouco concentradoAroma concentrado e muito presente, apropriados para fins terapêuticos
UsoPode ser usado na cozinha, dependendo das indicações de cada produtoNão se recomenda o uso culinário. Por sua alta concentração, pode ser tóxico se ingerido em grande quantidade

Quais as vantagens do óleo de lavanda biológico?

Quando você começou a pesquisar sobre o melhor óleo de lavanda, certamente encontrou alguns produtos descritos como “biológicos”. Também existem outras denominações comuns para esse tipo de óleo, como “orgânico” e “ecológico”. Na prática, isso significa que não foram utilizados fertilizantes químicos no cultivo das flores da lavanda.

Em geral, os óleos essenciais biológicos costumam ser mais caros do que os que não têm essa característica. Isso não quer dizer que o óleo essencial não ecológico não seja um bom produto ou que tenha menos benefícios ou propriedades. É certo que contribuir para a preservação ambiental e contar com um produto mais natural é sempre uma benefício extra, mas a escolha do óleo de lavanda mais adequado vai depender das suas prioridades e necessidades.

menina com lavanda

O óleo essencial é resultado da destilação de várias espécies de lavanda, uma planta típica da paisagem mediterrânea. (Fonte: ОлександрСавченко: 44674556/ 123rf.com)

Qual a maneira correta de armazenar o óleo de lavanda?

O óleo de lavanda essencial, 100% natural, não fica rançoso como pode ocorrer com os vegetais. Como tem propriedades antioxidantes, pode manter-se conservado por até 5 anos. No entanto, é importante observar alguns cuidados para que o seu óleo de lavanda se mantenha conservado por mais tempo:

  • Procure comprar um produto que tenha embalagem escura, que o protege da incidência dos raios ultravioleta.
  • Mantenha-o sempre em um local fresco, de preferência com temperatura abaixo dos 25ºC.
  • Para evitar a perda molecular, é importante minimizar o contato com o ar. Por isso, mantenha a embalagem sempre fechada quando não estiver usando.
  • Fique atenta a data de vencimento indicada na embalagem do produto.

O óleo de lavanda pode ter efeitos colaterais?

A dose recomendada do óleo essencial de lavanda, para adultos saudáveis, é de 2 a 4 gotas, duas ou três vezes ao dia. Verifique com atenção se o produto é recomendado para uso interno e procure um médico de confiança antes de inicia o uso. Exceder as quantidades recomendadas podem causar:

  • Dores de cabeça
  • Dermatite de contato
  • Problemas gastrointestinais, náuseas ou vômitos
  • Aumento da frequência cardíaca

Critérios de compra

Se você chegou até aqui, já possui conhecimento suficiente para comprar um óleo de lavanda de qualidade e começar a aplicar o “rei dos óleos essenciais” em sua rotina. Como há muitos produtos no mercado, quando for realizar sua compra, fique atenta aos critérios que listamos a seguir. Eles te ajudarão a escolher o óleo de lavanda que vai fazer a diferença na sua vida.

Espécies

Existem mais de sessenta espécies diferentes de lavanda e nem todas são adequadas para a extração do óleo. Portanto, é fundamental conferir se o produto é proveniente da Lavandula Angustifolia. Também conhecida como Lavanda Inglesa, a flor tem aroma suave e doce, o que faz dela a espécie ideal para uso na aromaterapia.

Outra espécie muito utilizada na fabricação do óleo de lavanda é chamada de lavandin, ou Lavandula Hybrida. O óleo originado do lavandin costuma ser mais barato — por ter flores maiores, é necessário menos matéria prima para extrair a mesma quantidade de óleo —, mas possui menos propriedades curativas. Por esse motivo, é amplamente utilizado em cosméticos.

lavanda

Existem 60 espécies distintas de lavanda, mas nem todas são adequadas para produzir o óleo. (Fonte: Lola1960: 48519351/ 123rf.com)

Pureza

A pureza de um óleo essencial está diretamente relacionada à sua eficácia. Um óleo de lavanda que não seja puro pode ter sido destilado a partir de flores de má qualidade ou ainda conter aditivos que possam ser prejudiciais à saúde. Geralmente, o óleo de lavanda 100% puro traz essa informação em destaque na embalagem. Mas há algumas dicas para que você saiba se o produto é puro ou não.

Uma delas é verificar como o nome do produto aparece no rótulo, onde deve figurar também o nome da flor em latim. Isso significa que o óleo foi extraído da planta adequada e você não corre o risco de comprar um produto que apenas tenha o aroma da lavanda. Outro ponto importante é o preço: para produzir 450 gramas de óleo puro são necessários mais de 68 quilos de flores de lavanda, o que significa um produto com valor substancialmente elevado.

Certificados

Assim como todos os produtos de uso terapêutico ou estético, para o óleo de lavanda também é importante que você tenha a garantia de que produto que tenha sido fabricado de acordo com as normas de segurança e higiene necessárias para evitar qualquer prejuízo à sua saúde.

É importante verificar se o óleo possui registro na Anvisa, no caso de produtos nacionais. Ele garante que o fabricante cumpriu as exigências legais para que o produto seja comercializado. Para os importados, o selo mais comum é o da FDA. Também vale se certificar de que o fabricante não faz testes em animais.

foco

Você sabia que na Roma Antiga se usava a lavanda tanto para perfumar a água do banho quando para a roupa de cama?

Marca

Na procura pelo óleo de lavanda mais adequado, o mais importante é que seja natural, segura e eficaz. E, sem dúvida, um dos fatores que trazem essa confiança é a marca do produto. Isso não quer dizer que as marcas menos conhecidas não sejam confiáveis, mas avaliar a permanência do fabricante no mercado, e a sua reputação, pode ser fundamental.

Procure saber, ainda, se o fabricante tem compromisso ambiental, se é socialmente responsável e como são avaliações de consumidores a respeito do produto. Outro ponto a se considerar é qual a especialidade da marca: uma que seja referência em óleo de coco, por exemplo, pode não ter a mesma expertise com o óleo de lavanda.

Embalagem

A forma como o óleo de lavanda segue embalado para as prateleiras é algo que não deve passar em branco. O ideal é que o produto esteja embalado em um frasco de vidro escuro. Esse cuidado protege o óleo do contato com o calor e com os raios ultravioleta, que podem interferir nas suas propriedades. A embalagem de plástico escuro também consegue proteger o óleo, mas essa não é a melhor escolha para a saúde do planeta.

Também é fundamental que a tampa seja capaz de manter a embalagem totalmente fechada quando o produto não estiver em uso, para evitar o contato com o ar. Uma boa opção são as embalagens com conta-gotas acoplado, já que o óleo de lavanda é altamente concentrado e deve ser utilizado em doses precisas.

óleo de lavanda

É importante que a embalagem tenha uma tampa que a mantenha bem fechada, para evitar o contato com o ar. (Fonte: Cseh Ioan: 33117710/ 123rf.com)

Resumo

Agora você não é mais uma principiante no mundo dos óleos essenciais! Certamente, você já sabe todos os benefícios do óleo de lavanda e como utilizá-los a seu favor. Fizemos um caminho de conhecimento desde as origens da aromaterapia até como o óleo é fabricado, distribuído e quais critérios tornam um produto mais adequado que outros no mercado.

O melhor da nossa trajetória é que, quando você comprar o seu óleo de lavanda, vai saber aproveitar todas as propriedades e benefícios que ele oferece. E, fala a verdade, nada melhor do que fazer uma compra estando bem informada, não é? Temos certeza de que, dessa forma, você vai escolher o óleo de lavanda mais adequado para o seu uso e para renovar as energias da casa.

Se este guia foi útil para você, compartilhe com seus amigos para que conheçam as maravilhas deste produto. Aproveite e nos deixe um comentário falando sobre a sua experiência no universo dos óleos essenciais. Será um prazer te ouvir!

(Fonte da imagem destacada: Cseh Ioan: 33273657/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Patrícia de Souza Personal Stylist
Patrícia ama andar bem vestida e, mais do que isso, ajudar os outros a se sentirem bem. Para isso, fez vários cursos de moda e maquiagem e transformou sua paixão em profissão. Além de roupas, acessórios, batons e bases, também é apaixonada por óleos corporais, e acredita que eles podem fazer muito bem, tanto para a saúde quanto a autoestima.