Ultima atualização: 19 de outubro de 2021

Como escolhemos

16Produtos analisados

23Horas investidas

6Estudos avaliados

68Comentários coletados

Bem-vindo de volta à ReviewBox! Desta vez vamos falar com você sobre o óleo de mamona, conhecido por suas propriedades regenerativas para a pele, unhas e cabelos. Mas você sabia que este poderoso produto natural tem muito mais propriedades?

Neste artigo nós lhe falaremos sobre as características mais importantes e benéficas do óleo de mamona e suas diferentes formas de uso, para que você possa conhecer e tirar proveito de todas as suas virtudes. Também lhe informaremos sobre aqueles aspectos que você não deve esquecer de levar em conta antes de usá-lo.

Também lhe diremos quais são os produtos de mamona mais bem avaliados, as lojas onde você pode obtê-los e os diferentes custos no mercado, para que você tenha todas as informações necessárias e faça a melhor escolha para sua compra. Não perca isso!




O mais importante

  • O óleo de rícino é conhecido principalmente por suas propriedades hidratantes e regenerativas da pele e, acima de tudo, por estimular o crescimento de pêlos, cílios e sobrancelhas. Mas também é benéfico para o corpo, graças aos seus numerosos nutrientes.
  • Embora o óleo de mamona seja freqüentemente usado para fins cosméticos, ele também tem propriedades medicinais, pois é anti-inflamatório, anti-séptico, antibacteriano e laxante. Ele também é usado na indústria automotiva e na produção de tintas, esmaltes, vernizes, etc.
  • Antes de consumir óleo de mamona, é necessário conhecer as doses correspondentes e os possíveis efeitos colaterais, entre outros aspectos. É importante que você seja informado para aproveitar ao máximo todos os benefícios deste excelente produto.

Óleos de ricino: nossa recomendação dos melhores produtos

Guia de compras: O que você precisa saber sobre óleo de ricino

O principal objetivo deste guia de compras é dar-lhe um conhecimento mais profundo do produto que você está interessado em comprar. Portanto, nós lhe falaremos sobre as características mais importantes do óleo de mamona, incluindo suas vantagens e aqueles aspectos que não são tão benéficos. O óleo de mamona nutre a pele e o cabelo (Foto: tranhahai37 / Pixabay.com)

O que é óleo de mamona e quais são seus benefícios?

Óleo de mamona, ou óleo de mamona, é extraído das sementes da planta da mamona, tecnicamente conhecida como Ricinuscommunis, que é nativa da África e da Índia. Este óleo benéfico é composto de vitamina E, proteínas, minerais e ácidos graxos saudáveis, como o ômega 9. O óleo de rícino é extremamente versátil, pois tem sido usado desde os tempos antigos para fins medicinais, mas especialmente para fins cosméticos. É geralmente aplicado topicamente na pele e no cabelo, e ingerido em doses muito pequenas para tratar problemas digestivos ou estomacais. Entre as principais vantagens deste poderoso óleo estão suas propriedades regenerativas, nutritivas e hidratantes para a pele e o cabelo. É também curativo, laxante, anti-séptico e antiinflamatório, entre muitos outros benefícios. Regenera os tecidos da pele; Ajuda no crescimento do cabelo; Torna o cabelo brilhante e macio; Age como um laxante natural; Agente de cura Em altas doses pode causar diarréia; O uso tópico pode causar reações alérgicas; Pode induzir o parto

Vantagens
Desvantagens

Cosmético, medicinal ou óleo de mamona industrial - O que deve ser cuidado?

Embora o óleo de mamona seja conhecido principalmente pelo seu uso cosmético, ele também é usado para certas condições médicas e para algumas aplicações industriais. Aqui nós lhe contaremos em detalhes sobre os diferentes usos deste versátil óleo.

Óleo de mamona cosmético. O óleo de rícino tem múltiplos benefícios para a pele, unhas e cabelos, por isso seu principal uso é cosmético. É usado como um hidratante facial e anti-acne, para estimular o crescimento e nutrição do cabelo, para reduzir estrias e cicatrizes, etc.

Uso medicinal do óleo de rícino. Embora as propriedades medicinais deste óleo não sejam tão conhecidas como as cosméticas, o óleo de mamona também serve como um laxante natural e é anti-inflamatório, antibacteriano, antiviral e analgésico. Também melhora o sistema imunológico e linfático.

Óleo de rícino industrial. Este uso pode ser o menos conhecido dos três, pois poucas pessoas conhecem a aplicação do óleo de mamona na indústria automotiva, através da fabricação de lubrificantes e fluidos para freios hidráulicos. Também é usado na fabricação de tintas, vernizes, esmaltes, tintas e resinas. O óleo de rícino também tem propriedades químicas que lhe permitem substituir os combustíveis tradicionais, e até mesmo ultrapassá-los em eficácia e desempenho. Também reduz as emissões de gases e os processos de obtenção e refinação são simples. Cosmético Medicinal Industrial Utilizações Anti-idade, anti-acne e produtos capilares Produtos laxativos e depurativos Lubrificantes para freios, tintas, esmaltes, vernizes

Cosmético Medicinal Industrial
Usos Anti-idade, anti-acne e produtos capilares Produtos laxativos e depurativos Lubrificantes para freios, tintas, esmaltes, vernizes
Propriedades Regenerador de tecidos e umectante Anti-inflamatório, antibacteriano, antiviral, analgésico É renovável e biodegradável
Formato Garrafas de vidro Garrafas de vidro ou plástico Recipientes ou latas de plástico
Varejistas Herboristas e farmácias Farmácias e algumas ervanárias Postos de gasolina, oficinas de pintura

(Foto: Tiara Leitzman / Unsplash.com)

Critérios de compra

Nesta última seção nós lhe diremos quais são os principais critérios de compra para selecionar os óleos de massagem mais adequados para você, pois há certos aspectos importantes a serem levados em consideração ao comprar estes produtos.

Dosagem

Embora a principal forma de administração do óleo de mamona seja através de massagens faciais, corporais e capilares, ele também é usado oralmente para certos tipos de patologias ou desconforto físico. Aqui estão as doses recomendadas: É necessário consultar um profissional antes Deve-se notar antes de tudo que estas doses recomendadas servem como referência, pois podem variar de acordo com o peso, sexo, etc. Por esta razão, você deve primeiro consultar um profissional adequado que possa prescrever óleo de mamona de acordo com suas próprias necessidades. Garrafas de solução de óleo de mamona, usadas principalmente como laxante, analgésico e antiinflamatório, geralmente vêm em garrafas de 70 ml. As doses orais recomendadas para adultos são de 15 a 60 ml por dia e para crianças acima de 2 anos de idade de 5 a 15 ml por dia. É contra-indicado para uso em gravidez e lactação Para melhores resultados, é recomendado tomá-lo de estômago vazio com sucos ou outras bebidas que apaziguem o sabor oleoso do óleo. É contra-indicado para uso na gravidez e amamentação, pois pode induzir abruptamente o parto, ou ser prejudicial ao bebê quando ingerido através do leite materno. As doses de óleo de mamona variam de acordo com a idade, sexo e diferentes patologias. (Foto: Kelly Sikkema / Unsplash.com)

Tamanhos

Óleo de rícino normalmente vem em recipientes de 20 ml a 500 ml, dependendo do tipo de uso. Para uso industrial, é óbvio que são tamanhos maiores. É importante comprar um recipiente de acordo com a freqüência de uso, pois ele pode perder suas propriedades ao longo do tempo.

Qualidade

Para aproveitar ao máximo os benefícios do óleo de mamona, é importante que ele retenha o máximo possível de suas propriedades naturais. Por esta razão, nós lhe falaremos sobre as características que este óleo deve ter para manter sua qualidade:

Virgem. Óleo virgem é o óleo que não foi submetido a processos químicos ou refinamento, por isso mantém suas propriedades naturais e nutrientes intactos. No rótulo do produto também pode aparecer como óleo "puro" ou "bruto", que é, em última análise, o mesmo que virgem.

Prensado a frio. O óleo comprimido a frio tem a particularidade de suas sementes terem sido extraídas da planta original, sem serem submetidas a produtos químicos ou ao calor. O aquecimento das sementes faz com que se misture com o produto e perca parte de sua pureza natural.

Orgânico. O óleo orgânico é sem dúvida o mais puro e natural, mas muitas vezes existem marcas que vendem produtos "orgânicos" a preços mais altos, que na realidade não cumprem com a qualidade correspondente; é por isso que é necessário verificar que um "certificado orgânico" apareça no rótulo.

Livre de hexano. O hexano é um produto químico à base de petróleo utilizado no processo de fabricação de muitos alimentos industriais. Este componente pode ser nocivo à saúde, e diminui a pureza natural do óleo de mamona.

Garrafa de vidro. A garrafa de vidro, além de ser mais higiênica e ambientalmente correta, preserva melhor as propriedades naturais do óleo de mamona. É aconselhável mantê-lo em local fresco e escuro para que não perca seus nutrientes benéficos.

Contra-indicações

Embora o óleo de mamona normalmente não tenha efeitos colaterais que representem um perigo significativo à saúde, em alguns casos ele pode causar reações adversas de menor ou maior consideração de acordo com cada caso e patologia específica:

Indução do parto. O óleo de mamona é contra-indicado para mulheres grávidas, pois pode induzir o parto. Também não é recomendado durante a amamentação, pois pode ser prejudicial para o bebê ingeri-lo através do leite materno.

Alergia. O uso tópico de óleo de mamona pode causar alergia em algumas pessoas, portanto é aconselhável aplicar uma pequena quantidade na pele para testar a reação do corpo, ou evitar seu uso se você sofrer de alergias graves.

Diarréia. Embora o óleo de mamona seja usado para constipação, a superdosagem pode causar diarréia, levando à desidratação geral em alguns casos. É importante prestar atenção às dosagens listadas nos rótulos dos produtos, ou consultar um médico.

Toxicidade

Embora a semente de mamona possa ser mortal por causa de suas proteínas tóxicas, durante o processo de extração de óleo esses componentes nocivos são desnaturados por aquecimento, dissolvendo quaisquer substâncias tóxicas que possam ser armazenadas nas sementes. O óleo de mamona é, portanto, completamente seguro, desde que as doses apropriadas sejam respeitadas em relação à idade, sexo e condição clínica, e não é dado a mulheres grávidas ou alérgicas sem consulta prévia a um profissional especializado.

Outros usos

Como mencionamos ao longo do artigo, o óleo de mamona é usado principalmente para nutrir, hidratar e restaurar tecidos dérmicos e capilares, como um laxante natural e como um óleo industrial refinado. Mas também tem outros usos menos conhecidos, que citaremos abaixo:

Combate o fungo bucal. Graças às suas propriedades antibacterianas e antifúngicas, o óleo de mamona é muito benéfico no combate ao fungo "candidaalbicans", que causa infecções gengivais, e outros problemas dentários como o crescimento excessivo da placa bacteriana.

Repelente de mosquitos. O óleo de rícino é um excelente repelente natural de mosquitos, que pode ser feito em casa, misturando-o com algumas gotas de canela, limão, eucalipto ou óleo de citronela para melhorar seus resultados. Uma excelente opção para não usar produtos químicos.

Alivia a artrite. O óleo de rícino é muito eficaz no alívio da dor muscular causada por artrite ou osteoartrite. Deve ser aplicado diretamente sobre a pele, previamente aquecida, com um pano úmido. Há também cremes analgésicos que contêm óleo de mamona entre seus componentes.

Elimina os calos. O óleo de rícino é uma opção natural muito boa para remover calosidades da pele. Você deve aplicar um curativo ou curativo com este óleo na área endurecida e deixá-lo durante a noite para que ele amoleça e caia sozinho na manhã seguinte.

Elimina as toupeiras. O procedimento é o mesmo que com os calos: coloque um curativo ou curativo com óleo de mamona sobre a toupeira (desta vez misturado com bicarbonato de sódio) e deixe-o ligado. A toupeira cairá sozinha, mas pode ser necessário várias aplicações para que isso aconteça.
(Foto em destaque: Mohammed AnwarulKabirChoudhury / 123fr.com)

Resenhas