drawing
Ultima atualização: 23 de maio de 2020

Como escolhemos

12Produtos analisados

14Horas investidas

3Estudos avaliados

55Comentários coletados

Em plena era digital, é muito comum acreditar que nada mais se faz sem a presença de um computador ou dispositivo eletrônico. No entanto, em muitos segmentos, o trabalho manual ainda não foi substituído e ferramentas analógicas ainda são muito utilizadas. É o caso do pantógrafo, que continua presente no dia a dia dos profissionais de desenho.

Se você chegou até este artigo à procura do pantógrafo ideal ou buscando conhecer mais sobre esse utensílio, está no lugar certo. A partir de agora, vamos falar sobre uma grande aliada na reprodução, ampliação ou redução precisa de desenhos, mapas e plantas. Você vai conhecer mais sobre uma peça simples, capaz de reproduzir a beleza de cada criação, em todos os detalhes.




O mais importante

  • O pantógrafo permite copiar figuras, desenhos, gráficos e plantas na mesma escala do original e ainda ampliá-los ou reduzi-los. Assim, possibilita a obtenção de cópias de um trabalho ou padrão.
  • Trata-se de uma ferramenta utilizada nos ramos do desenho, engenharia, arquitetura e geografia entre outros segmentos. O pantógrafo costuma ser utilizado tanto por estudantes quanto por profissionais.
  • Na hora de escolher o pantógrafo ideal, é importante levar em consideração qual o objetivo de uso e o material com o qual foi fabricado. No final deste guia, na seção "Critérios de Compra", vamos explorar os detalhes de cada um desses aspectos.

Os melhores pantógrafos do mercado: nossos favoritos

Para atender aos objetivos desejados, o pantógrafo deve contar com qualidade e precisão. Mas isso não é tudo! Para cada pessoa e profissão, pode haver um modelo mais ou menos adequado. Pensando nisso, fizemos uma seleção entre os modelos mais vendidos da atualidade e apresentamos nesta seção os produtos com as melhores avaliações. Confira.

O pantógrafo feito em madeira de alta qualidade

Unindo a tradição de uma das marcas pioneiras no segmento com a madeira de alta qualidade, esse pantógrafo de 40 centímetros permite ampliar, copiar e reduzir qualquer desenho. Acompanha morsa para fixar na extremidade e suporte plástico para fixar em cima da mesa.

Ele é cuidadosamente produzido, com furos de precisão e ferragens de latão cromado, que garantem uma flexibilidade na medida, para facilitar o uso, sem comprometer a fixação na posição desejada.

O pantógrafo com sistema de travamento de posição

Essa é a evolução de um pantógrafo que já foi referência mundial no segmento de desenho. A segunda geração da ferramenta deu origem a um recurso ainda mais preciso, versátil e — o que é melhor — com menor custo.

O pantógrafo da Milescraft permite traçar objetos em 2D, reproduzir estampas e linhas. Conta com sistema TurnLock™ Base Plate, que garante o travamento na posição desejada e é compatível com as principais tupias do mercado.

O pantógrafo mais compacto e versátil

Com 34 centímetros de abertura, esse pantógrafo é confeccionado em material de alta qualidade que o permitiu atingir a excelência no mercado internacional.

Apesar de compacto, ele tem sistema de articulações precisas e permite trabalhos de ampliação, redução e reprodução de imagens com versatilidade e agilidade.

Adequado para trabalhos escolares, domésticos e em escritórios, ele contém ferragens em aço inoxidável. A caixa inclui uma morsa para prender o pantógrafo à mesa. Este produto é vendido pela Amazon americana, mas pode ser entregue no Brasil.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre o pantógrafo

Para escolher a ferramenta mais adequada para o seu trabalho, é importante conhecer esse item com o máximo de detalhes possível. Por esse motivo, vamos trazer nesta seção as respostas para as principais dúvidas sobre o pantógrafo e sua vantagens. A partir de agora, você vai conhecer mais sobre uma ferramenta utilizada há centenas de anos no mundo todo.

drawing some blueprint

O pantógrafo permite copiar figuras, desenhos e gráficos com o mesmo tamanho ou com escala diferente da original. (Fonte: Stössinger: 8758589774/ Flickr.com)

O que é um pantógrafo?

O pantógrafo é um mecanismo articulado idealizado para reproduzir desenhos ou figuras geométricas. Ele é composto por quatro varetas interconectadas paralelamente por meio de articulações geralmente de metal.

Em uma das extremidades existe uma ponta que se assemelha a uma caneta, sem tinta. Na outra, o espaço em que se pode encaixar um lápis ou caneta, para reproduzir a gravura original.

A ferramenta é indispensável nas mesas de estudantes e profissionais de desenho, arquitetura e engenharia, pois permite alterar a escala de um projeto inicial com mais precisão e facilidade.

Em que se baseia o funcionamento de um pantógrafo?

Idealizado em 1603 pelo físico, astrônomo e jesuíta alemão Christoph Scheiner, o pantógrafo tem seu funcionamento baseado em um dos fundamentos básicos da geometria: as propriedades do paralelogramo.

Com a construção de elementos que se movem em paralelo, ele conseguiu reproduzir os gráficos originais exatamente da mesma forma em um outro desenho, com variação de escala. Criou-se, assim, a possibilidade de ampliar e reduzir imagens com o utensílio.

foco

Sabia que a palavra "pantógrafo" tem origem na junção das palavras gregas "pantos", que significa "tudo" e "graphein", que corresponde a "escrever"? Ou seja, por meio dele, é possível escrever ou desenhar tudo o que se deseja.

Para quem o pantógrafo é indicado?

Como regra geral, o pantógrafo é utilizado especialmente por engenheiros, arquitetos, desenhistas e geógrafos. Estes profissionais estão habituados ao uso da ferramenta desde a formação, ainda como estudantes, para a execução das atividades acadêmicas.

No entanto, nada impede que outros profissionais utilizem o pantógrafo. Seja como um hobby ou para aprimorar o próprio trabalho, há muitas pessoas que podem fazer bom uso deste equipamento, que também pode ser utilizada como uma ferramenta lúdica e didática.

Isso porque as crianças costumam se divertir muito, brincando com esse tipo diferente de régua. Além de permitir distrair-se por longos minutos, o pantógrafo auxilia no desenvolvimento da coordenação motora e da noção de amplitude espacial.

Como se usa o pantógrafo?

O uso do pantógrafo requer um pouco de treinamento. Com o tempo, você adquire prática e começa a executar desenhos perfeitos. Normalmente, ele vem acompanhado por um manual de instruções. No entanto, basta seguir alguns passos para ter sucesso na tarefa:

  • Escolha o desenho original a ser reproduzido;
  • Mantenha o original bem fixo à mesa;
  • Utilize a morsa para prender o pantógrafo à extremidade da mesa e certifique-se para que fique bem firme;
  • Deixe uma folha de papel em branco paralela à original, na direção da extremidade do utensílio;
  • Coloque um lápis ou grafite na extremidade do pantógrafo. Isso pode variar de acordo com o modelo, alguns utilizam lápis removível e outros têm uma ponteira como as de compasso;
  • Use a ponta sem grafite para contornar todos os traços do desenho original;
  • Veja o desenho ser reproduzido no papel em branco.

De acordo com o tamanho e os ajustes do pantógrafo, você poderá fazer cópias no tamanho original, ampliadas ou reduzidas.

Quais as vantagens e desvantagens no uso do pantógrafo?

Mais de 400 anos após a sua invenção, o pantógrafo ainda é muito utilizado. Mesmo com todos os recursos digitais que não param de surgir, ele está presente em escritórios e pranchetas de desenhistas. Isso mostra que seu uso traz ainda muitas vantagens a esses profissionais.

Para ilustrar todas os benefícios e também alguns inconvenientes da utilização do pantógrafo nos dias atuais, montamos esse quadro com os prós e contras do instrumento:

Vantagens
  • Tem preço muito acessível
  • Trata-se de um mecanismo simples, facilmente utilizável
  • Se produzido com material de qualidade, pode durar longos anos
  • Oferece o prazer dos trabalhos manuais ao dia a dia profissional
  • Pode ser utilizado em diversas situações
Desvantagens
  • Para usá-lo adequadamente, é preciso desenvolver alguma prática
  • Costuma exigir um espaço de trabalho mais amplo do que os computadores

Critérios de compra

Se você já estava precisando de um pantógrafo ou acabou de descobrir o quanto pode ser fascinante ter esse instrumento em casa, chegou a hora de escolher o modelo ideal. Para complementar toda a informação apresentada até aqui, vamos destacar alguns critérios que vale considerar antes da sua decisão final. Fique atento a esses pontos para uma compra de sucesso!

Uso do pantógrafo

Como ocorre com qualquer instrumento de trabalho, especialmente os mais específicos, é importante ter clareza sobre o seu objetivo com o pantógrafo. Como e para quê ele será utilizado? Essa resposta vai ajudá-lo a escolher o modelo mais adequado.

Se você precisa da ferramenta para uso profissional e frequente, é fundamental que ele tenha alta qualidade, precisão e durabilidade. Neste caso, vale investir em um pantógrafo mais robusto, que garanta mais estabilidade às articulações.

Se, por outro lado, a sua ideia é usá-lo como passatempo ou para trabalhos eventuais, pode optar por um modelo mais simples e acessível, sem as especificações de um instrumento profissional.

Para proporcionar momentos lúdicos às crianças, a recomendação é um pantógrafo bem simples. Existem, no mercado, alguns modelos vendidos como brinquedos, de plástico colorido. Esse pode ser um bom investimento.

Material

O primeiro pantógrafo foi confeccionado em madeira. E, ao longo de muitos anos, este foi o único material utilizado na sua fabricação. Com o passar do tempo, a indústria passou a investir em outros materiais, como o plástico e o metal.

No entanto, ainda hoje, os modelos mais vendidos são produzidos em madeira. Mas você pode escolher o que julgar mais conveniente, de acordo com a aplicação que vai dar à ferramenta. A seguir, apresentamos uma tabela com os materiais mais utilizados e suas características:

Madeira Metal ou acrílico
Durabilidade Oferece mais durabilidade, apesar de ser sensível à água e outros líquidos Costuma ser mais robusto e de melhor qualidade do que os modelos de plástico e mais baratos
Vantagens de destaque Oferece mais firmeza ao trabalho e tem vida útil mais longa Admite utilização de diversos tipos de suportes
Principais desvantagens Em algumas situações, pode ser mais difícil de manusear Não é tão robusto e firme como os fabricados em madeira

Escala

A escala é um fator crucial para determinar se o pantógrafo escolhido pode satisfazer às suas expectativas. É ela quem determina a abrangência de valores e proporções para a redução ou ampliação de suas reproduções.

Assim, verifique com cuidado esses indicadores. A maioria dos fabricantes costuma informar o valor mínimo e o máximo proporcionado pelo produto. Se não encontrar essa informação, não hesite em questionar o vendedor ou fabricante.

Tenha em mente que grande parte dos modelos fornece apenas alguns valores médios. Se possível, dê preferência para aqueles que apresentem uma separação bem definida entre as escalas admitidas.

drawing a blueprint

O pantógrafo é utilizado por desenhistas, engenheiros, geógrafos e arquitetos entre outros profissionais. Estudantes dessas áreas também costumam utilizá-lo com frequência. (Fonte: Bernina International: 32628634957/ flickr.com)

Itens complementares

Alguns itens, ainda que considerados complementos, são indispensáveis para a correta utilização do pantógrafo. A morsa ou suporte, por exemplo, é fundamental para fixar a ferramenta à mesa e manter a estabilidade durante o trabalho.

Por esse motivo, procure por produtos que já venham acompanhados por esses itens. Além de economizar, você evita ter que correr de loja em loja atrás desse tipo de ferragem, sem a garantia de que ele será compatível com o seu pantógrafo.

Resumo

À primeira vista, pode até parecer que o pantógrafo está defasado e que não tem espaço entre os profissionais no mundo moderno. Mas isso está muito longe de ser verdade. O instrumento ainda é considerado essencial no aprendizado e na prática de trabalhos de desenhistas, geógrafos e arquitetos. Sua capacidade de reproduzir qualquer desenho o coloca em destaque, mesmo sendo um senhor de 400 anos!

Para que você possa tirar o melhor proveito dessa ferramenta, trouxemos neste artigo informações sobre a origem e o uso do pantógrafo. Mostramos as vantagens na sua utilização e o passo a passo básico para quem ainda vai aprender a usar o instrumento. Fizemos questão de destacar alguns pontos que devem ser avaliados antes da escolha final, para uma compra que atenda a todas as suas expectativas.

Enfim, esperamos que este material seja útil para sua decisão pelo melhor pantógrafo de 2020. Se gostou, compartilhe em suas redes sociais e conte-nos sobre o seu escolhido nos comentários. Muito obrigado, até logo!

(Fonte da imagem destacada: Lothar Monshausen: 3429640554/ Flickr.com)

Por que você pode confiar em nós?

Luiz Felipe Andrade Manutentor profissional
Luiz Felipe herdou do pai, mestre de obras, a paixão pelas ferramentas. Tanto é que desde cedo decidiu seguir uma carreira que poucas pessoas sabem que existe: a de manutentor profissional, ou seja, a pessoa que é especialista em manutenções. Com tanto conhecimento na área, resolveu compartilhar o que sabe com o público que, como ele, ama criar e consertar.
Vera Pereira Redatora/Editora
Jornalista, especialista em produção de conteúdo digital, tem na escrita a sua maior paixão. Adora investigar, apurar fatos e reconstruir histórias. Por isso, atua na pesquisa e adaptação dos conteúdos internacionais à realidade e legislação brasileiras.
Jaime Caballero Licenciado em Engenharia
Licenciado em Filologia e Engenharia de Minas, Jaime vê no Guia55 a combinação perfeita para trabalhar com as palavras e a tecnologia. Muito atento aos detalhes, busca criar conteúdo que desperte interesse no leitor.