polishing a car
Ultima atualização: 26 de maio de 2020

Como escolhemos

13Produtos analisados

17Horas investidas

4Estudos avaliados

71Comentários coletados

Em toda oficina existem várias ferramentas indispensáveis, seja pela versatilidade ou pela eficiência. Há, ainda, as que unem essas duas vantagens. É o caso da politriz, que tem uma variedade de funcionalidades tanto no ambiente profissional como funilarias e retíficas, quanto em casa, para as pessoas que gostam de deixar o carro sempre brilhando.

Se você chegou até aqui buscando por respostas sobre a politriz, este é o lugar certo. A partir de agora, vamos contar tudo a repeito de uma ferramenta capaz de deixar todas as superfícies lisas e brilhantes. Assim, seu carro estará sempre como novo. Preparado? Então, mãos à obra!




O mais importante

  • A politriz permite obter resultados profissionais e acabamentos perfeitos a qualquer peça metálica. Para quem tem o artesanato como hobby, ela também pode ajudar no acabamento das peças.
  • A politriz é eficiente para remover irregularidades em qualquer superfície metálica, deixando-a brilhante e com textura suave. É uma ferramenta muito versátil, utilizada diariamente nas funilarias e oficinas de reparos.
  • Um dos fatores que costumam ser deixados de lado na hora da escolha é a velocidade. Este é um dos pontos que trataremos em detalhes no final deste guia.

As melhores politrizes do mercado: nossas favoritas

A politriz não é uma ferramenta tão comum quanto uma furadeira, por exemplo. Por isso, na hora de escolher, você pode ficar confuso entre tantas opções e especificação distintas. Para facilitar essa busca, separamos alguns dos produtos mais vendidos na internet atualmente. Aproveite para conhecer um pouco mais do que cada uma pode oferecer.

A politriz mais ergonômica e resistente

Essa politriz se destaca por ser projetada com os mais rigorosos padrões de qualidade e segurança. Uma das preocupações do fabricante é garantir a vida útil da ferramenta.

Por isso, foi desenvolvida com caixa de engrenagem metálica, para mais estabilidade e resistência.

A ergonomia também é um dos pontos fortes dessa politriz de 600W de potência, que conta com empunhadura auxiliar com três opções de ajuste, para maior conforto no manuseio.

A politriz profissional com controle de velocidade

Os 1400W de potência não deixam dúvida: trata-se de uma politriz profissional de alto desempenho.

Com sistema de trava de segurança para acionamento elétrico e para os discos, ela pode ser usada como politriz e lixadeira, e traz controle de velocidade variável e adaptador metálico para disco dupla face.

Além disso, conta com a possibilidade de troca externa da escova de carvão e empunhadura auxiliar tipo arco, para dar mais conforto e agilidade durante o trabalho.

A politriz pneumática de alta rotação

Para quem já tem um compressor de ar em casa ou na oficina, essa politriz e lixadeira à úmido pneumática pode ser o modelo ideal.

Com eixo de 5/8″, ela pode chegar à rotação de 4500 RPM, trabalhando com pressão de ar a 90 PSI. Uma das grandes vantagens dessa ferramenta é a redução do consumo de energia, já que se alimenta por meio da compressão do ar.

Guia de compras: O que você precisa saber sobe a politriz

Contar com uma politriz na hora de corrigir riscos ou recuperar a pintura de um veículo é fundamental. No entanto, para que ela realmente seja uma aliada no trabalho, é preciso saber mais sobre a ferramenta e como utilizá-la. Pensando nisso, vamos esclarecer as principais dúvidas a respeito da politriz e suas principais características. Confira nesta seção:

polishing a grey car

A politriz é uma ferramenta muito versátil, utilizada diariamente nas funilarias e oficinas de reparos.
(Fonte: Dolmatov: 83406552/ 123rf.com)

O que é uma politriz?

A politriz é uma ferramenta elétrica utilizada para polir superfícies metálicas, retirando imperfeições, restos de tinta ou cola, para recuperar a pintura. Ela também pode ser usada para acabamento em bordas e cantos. Por isso, é essencial em oficinas e funilarias.

É comum confundir a politriz com a esmerilhadeira.

Apesar de fisicamente semelhantes, a politriz e o chamado esmeril têm funcionalidades distintas. Alguns modelos mais modernos de politriz podem ser utilizadas com a função de lixadeira e até amoladora, mas não podem realizar trabalhos de corte, que é a principal função da esmerilhadeira.

Quias as principais partes da politriz?

Basicamente, a politriz é composta por quatro partes. Conhecer cada uma delas é importante para manter a conservação da ferramenta no dia a dia. Além disso, saber diferenciar os discos, por exemplo, é crucial para a perfeita execução de cada trabalho.

De forma geral, essas são as partes que compõem a sua politriz:

  • Empunhadura: por meio dela, se controla todos os movimentos da ferramenta. Precisa ser ergonômica e de material com isolamento elétrico. É nesse local que também está localizado o botão de acionamento da politriz;
  • Corpo: a chamada “carcaça” do aparelho protege as peças internas, engrenagens e motor. Alguns modelos são dotados de sistema que reduz a vibração dessa caixa e bloqueiam a entrada de pó e umidade, que são prejudiciais ao motor;
  • Disco: região que recebe os complementos para execução do trabalho. Rotatório, ele recebe os discos esponjosos ou abrasivos em diferentes gramaturas, de acordo com a necessidade do polimento;
  • Cabo ou bateria: responsável pela alimentação de energia para o funcionamento da politriz. As mais potentes são as máquinas com alimentação diretamente na corrente elétrica. No entanto, a ausência de fios dos modelos à bateria garantem mais liberdade de movimentos.
polishing a yellow car

A politriz permite obter resultados profissionais e acabamentos perfeitos a qualquer peça metálica.
(Fonte: Bondariev: 89779724/ 123rf.com)

Onde a politriz pode ser usada?

Tanto no ambiente doméstico quanto no profissional, a politriz é uma ferramenta importante. Com ela, é possível desde fazer reparos na pintura dos veículos em uma funilaria até lustrar um móvel de madeira na carpintaria. Para ilustrar, criamos uma tabela com os possíveis usos da politriz:

Uso Industrial Uso Doméstico
A mais usada neste ambiente é a politriz orbitalUsada para obtenção do efeito de patina e em acabamentos lustrosos
Reparo e recuperação de pintura em veículosLimpeza e polimento da carroceria do carro
Polimento de chapas e peças de metal
Polimento de pedras 
Lustro e polimento de peças em madeira 

Quais tipos de politriz existem no mercado?

De maneira geral, pode-se dizer que existem dois tipos de politriz: a rotatória e a orbital. As mais comuns são as rotativas mas elas têm perdido espaço para as orbitais. Isso porque a politriz rotativa exige mais experiência e controle por parte do operador.

A principal diferença entre elas é o movimento de rotação dos discos — ou das boinas de polimento —. Na rotativa, ele gira sobre seu próprio eixo, em movimentos de círculo perfeito. Já na orbital, o movimento é feito em dois eixos, formando a chamada órbita elíptica.

Tipo de politriz Velocidade Controle de velocidade Ergonomia Características
Rotativa Variável
De 1100 a 2000 RPM
Eletrônico Uso confortávelDistribuição uniforme dos discos
Muito prática para a remoção de pintura
Gera muito calor, o que pode afetar a pintura
Pode usar boinas de espuma ou lã
Ideal para eliminar riscos mais profundos
Orbital Fixa
1100 oscilações por minuto
Não possui Mais leve e simples de usarÉ menos utilizada por profissionais
Gera menos calor sobre a pintura
É a melhor opção para iniciantes
Costuma ser mais cara
Alguns modelos podem não se adaptar à corrente elétrica doméstica
É compatível apenas com boinas de espuma
Não deixa marcas nas superfícies

A politriz elétrica é melhor do que à bateria?

Na hora de escolher, pode ser que você fique em dúvida sobre a melhor opção no que diz respeito à alimentação da politriz. Na realidade, uma ferramenta livre de fios sempre parece a mais viável, já que garante a liberdade de movimentos e pode ser usada em qualquer lugar.

No entanto, como dissemos há pouco, as ferramentas alimentadas diretamente na corrente elétrica sempre terão potência superior. Além disso, estarão sempre prontas para o uso, sem a necessidade de recarga da bateria.

Como você pode ver, trata-se de uma decisão particular, que deve considerar as conveniências de cada pessoa e seus objetivos de uso. Para ajudar, criamos um comparativo com os prós e contras de cada um dos tipos de alimentação para a politriz:

Prós Contras
Politriz à bateriaAs baterias de íons de lítio têm longa duração
Deixa a ferramenta mais leve
Não depende de fontes externas de alimentação
Ideal para quem trabalha em espaços reduzidos
É mais fácil de guardar, pois não há preocupação com fios
Até mesmo as melhores baterias precisam ser trocadas com o tempo
Para trabalhos mais longos, uma única carga na bateria pode não ser suficiente, sendo necessário parar a tarefa e aguardar a recarga
Politriz elétrica Dispões de alimentação contínua, que a torna mais potente
Seu rendimento não oscila de acordo com a carga
É necessário contar um cabo longo ou utilizar extensão elétrica
É mais pesada
Não permite muita mobilidade, os movimentos ficam restritos pelo cabo
É maior e mais difícil de guardar pois ocupa mais espaço

Como usar a politriz com segurança?

Como sempre recomendamos quando se trata de ferramentas elétricas, é preciso ter alguns cuidados e uma certa experiência para manusear a politriz. Se você nunca utilizou a ferramenta, o primeiro passo é ler com cuidado as orientações do fabricante, no manual da máquina.

Cada modelo tem suas próprias características, modos de preparo e funcionamento. Apesar disso, as orientações de segurança são universais. Por isso, deixamos algumas dicas para que você possa executar suas tarefas com a politriz da forma mais segura, evitando acidentes:

  • Verifique o estado da ferramenta antes de começar o trabalho. Revise os eixos — tanto o  interno quanto o externo — e garanta que os itens de proteção estejam corretamente posicionados e fixados;
  • Comprove a integridade dos cabos. Antes de utilizar a máquina, verifique se o fio elétrico está em perfeito estado. Inspecione, também, os plugues e outras conexões;
  • Suporte. Se você vai polir uma peça pequena ou solta, como uma porta, por exemplo, deixe a peça presa a alguma estrutura que a mantenha imóvel, para que tenha mais segurança ao executar o trabalho;
  • Utilize o disco correto para cada situação. Avalie o material e o tipo de boina ou lixa que deverá ser usada. Lembre-se de substituí-las sempre que estejam desgastadas;
  • Regule a velocidade. Se a ferramentar tiver a opção de controle de velocidade, comece com a rotação mais baixa. Se iniciar com velocidade alta, pode perder o controle da politriz;
  • Trabalhe sempre com as duas mãos. Além de melhorar o controle da ferramenta, isso melhora o desempenho durante o trabalho;
  • Utilize máscara. Durante o polimento, é comum que se levante gases e resíduos das tintas e ceras. Tenha atenção à ventilação e fique de máscara para não inalar resíduos tóxicos;
  • Adote os equipamentos de proteção individual: luvas, óculos de segurança, protetores auriculares… Nada disso é exagero. Lembre-se que você vai trabalhar com produtos químicos e ferramenta elétrica;
  • Realize pausas durante a tarefa. Este ponto é importante pois o trabalho de polir um automóvel, por exemplo, pode levar muitas horas. Evite trabalhar sob o sol;
  • Fique atento à postura. Procure manter as costas sempre retas e lembre-se de fazer pequenos alongamentos nos momentos de pausa;
  • Cuidado para não se queimar. O atrito do disco com o metal aquece o local que está sendo polido. Por isso, não encoste em uma área que acabou de polir para não sofrer queimaduras.
polishing a car

Para utilizar a politriz, é necessário ter uma certa experiência. Bem executado, o trabalho deixa a superfície como nova. (Fonte: Bodo: 80692185/ 123rf.com)

Critérios de compra

Agora que você já conheceu muito mais sobre a politriz, está chegando a hora do clique final. Antes de escolher o seu modelo preferido, no entanto, queremos destacar alguns critérios técnicos que merecem atenção na hora da compra. Veja quais são:

Uso

A primeira coisa que deve ser considerada é o uso que você pretende dar à ferramenta. Vai polir seu carro? Ou fazer trabalhos em madeira? O uso será frequente ou ocasional? Cada resposta pode influenciar na escolha da politriz ideal. Por isso, vale refletir sobre seus objetivos.

Quem fará uso profissional e diário do equipamento certamente precisa optar por um modelo mais potente e resistente. Já para lustrar uma peça em madeira, por exemplo, o aparelho pode ser mais simples, compacto e menos potente.

polishina a red car

Um dos fatores que costumam passar em branco na hora da escolha da politriz é a possibilidade de controlar a velocidade. (Fonte: Algre: 33355608/ 123rf.com)

Velocidade

A politriz rotativa costuma ser mais potente e ter mais opções de ajuste de velocidade. Assim, é possível escolher entre um trabalho com rotação lento ou acelerado, de acordo com a experiência do operador. A orbital normalmente conta com apenas uma opção de velocidade.

O controle de velocidade permite mais variedade de aplicações.

A grande vantagem de ter à mão uma máquina com controle de velocidade é o fato de conseguir usar uma configuração específica de acordo com as necessidades de cada peça. Para os profissionais, essa funcionalidade permite execução precisa, com resultados mais finos e acabamentos perfeitos.

Ergonomia

A ergonomia é um ponto que deve ser observado para a compra de qualquer equipamento, sobretudo quando se sabe que ele será usado por muitas horas seguidas. No caso da politriz, contar com um design projetado para o conforto do usuário, faz toda a diferença.

Nossa recomendação é procurar modelos que contem com ajustes da empunhadura e pega emborrachada. Assim, você terá mais conforto na hora de conduzir os movimentos da máquina. Além disso, é bom estar atento ao peso da ferramenta. Quanto mais leve, melhor!

Se possível, lembre-se também de priorizar uma politriz mais compacta, especialmente se você ainda não tem experiência com polimentos. Com um aparelho menor, vai ficar mais fácil se familiarizar à execução da tarefa, de forma mais confortável.

polishing a car

A politriz serve para eliminar qualquer tipo de imperfeição em superfícies metálicas, devolvendo o brilho original à peça. (Fonte: Prostooleh: 134876174/ 123rf.com)

Tipo

Escolher entre uma politriz rotativa ou orbital pode ser um fator crucial para o bom resultado do seu trabalho. Como mostramos anteriormente, os modelos rotativos exigem uma certa perícia. São mais pesadas e têm movimentos mais localizados, o que pode ser um fator de dificuldade.

Em contrapartida, a politriz orbital possui menos potência, mas faz movimentos mais abrangentes, que atingem uma área maior, tornando o trabalho mais rápido e confortável. Se você nunca trabalho com o equipamento, essa pode ser a melhor opção.

Resumo

A politriz é uma ferramenta versátil, que pode ser utilizada para devolver o brilho à pintura do carro ou polir o piso de madeira da sala. Ela está em todas as oficinas e funilarias, mas pode estar também na sua oficina de carpintaria. Este passeio por diversas áreas, com funcionalidades tão abrangentes, fazem da politriz uma ótima aquisição para quem gosta de trabalhos manuais.

Para que você pudesse saber mais sobre essa ferramenta, trouxemos neste artigo informações sobre as aplicações, cuidados no uso e vantagens de se contar com uma politriz em casa ou no trabalho. Falamos sobre pontos importantes que devem ser considerados antes da compra, como o objetivo de uso e a ergonomia do aparelho.

Chegamos ao fim deste guia esperando que tenha sido útil para sua decisão pela melhor politriz de 2020. Conte nos comentários qual o seu modelo preferido. É sempre bom ouvir você! Até logo.

(Fonte da imagem destacada: Scyther5: 82172155/ 123rf.com) 

Por que você pode confiar em nós?

Luiz Felipe Andrade Manutentor profissional
Luiz Felipe herdou do pai, mestre de obras, a paixão pelas ferramentas. Tanto é que desde cedo decidiu seguir uma carreira que poucas pessoas sabem que existe: a de manutentor profissional, ou seja, a pessoa que é especialista em manutenções. Com tanto conhecimento na área, resolveu compartilhar o que sabe com o público que, como ele, ama criar e consertar.
Vera Pereira Redatora/Editora
Jornalista, especialista em produção de conteúdo digital, tem na escrita a sua maior paixão. Adora investigar, apurar fatos e reconstruir histórias. Por isso, atua na pesquisa e adaptação dos conteúdos internacionais à realidade e legislação brasileiras.