racleteira
Ultima atualização: 24 de novembro de 2020

Como escolhemos

14Produtos analisados

17Horas investidas

4Estudos avaliados

71Comentários coletados

Na gastronomia, o termo raclette se refere a um queijo suíço e à receita preparada com ele. Apesar da origem suíça, esse queijo também é produzido em algumas regiões da França. Já o preparo da raclete, pode ser feito aí mesmo, na sua casa, basta contar com uma racleteira.

Se você nunca tinha ouvido falar neste utensílio, saiba que não está sozinho. A boa notícia é que estamos aqui para falar mais sobre a racleteira! Com as orientações corretas, vai ficar fácil escolher o melhor modelo para preparar essa antiga receita, que faz sucesso na Europa desde o século XII. Vamos começar?




O mais importante

  • A racleteira é o utensílio utilizado para fundir o queijo, processo ideal na preparação da tradicional raclete suíça. Existem aparelhos multifuncionais, que são equipados com chapas e grelhas, de aço ou de pedra, para preparar outros alimentos. Os modelos tradicionais, porém são desenvolvidos apenas para fundir o queijo.
  • A racleteira costuma ser confundida com a panela de fondue. No entanto, apesar de as duas serem usadas para fundir o queijo, há diferenças marcantes entre elas. A maior vantagem da racleteira é que ela permite manter o queijo no ponto para ser consumido de diversas formas e em várias receitas, ao contrário do que ocorre no foundue.
  • Para escolher uma boa racleteira, é preciso ter em conta, em primeiro lugar, a quantidade de convidados que você costuma receber. Também é importante definir entre o modelo tradicional e o multifunção. Se for elétrico, a potência do aparelho é um fator determinante para o bom resultado da fusão do queijo.

Racleteira: nossa recomendação dos melhores produtos

Outras Recomendações

A racleteira tradicional suíça

Para promover um clima europeu nas reuniões de amigos ou com a família, nada melhor do que uma racleteira no mais tradicional modelo suíço. Dotada de uma resistência com 850 W de potência, ela tem braço oscilante e suporte removível.

Extremamente funcional, ela pode ser usada tanto no ambiente doméstico como em restaurantes. Promove o derretimento de queijos em apenas 30 segundos e conta com ajuste de altura para receber qualquer tipo de queijo.

A racleteira que vai ao lava-louças

Esta racleteira da marca Boska garante agilidade e versatilidade no preparo de cada receita. Além de contar com as bandejas para derretimento do queijo, ela traz uma grelha que pode ser usada no preparo de carnes e legumes.

Totalmente desmontável, ela é muito prática de limpar. Todas as peças, com exceção da base elétrica, podem ser levadas ao lava-louças. Assim, você fica só com a melhor parte de cada jantar: o sabor das receitas!

A racleteira individual com fogareiro

Nesse momento, o produto selecionado não está disponível no fornecedor. Por isso, o substituímos por outro com características similares. Para relatar um problema.

Das Problem mit diesem Produkt wurde gemeldet. Danke!

A racleteira da Haüskraft permite que cada um de seus convidados viva um experiência gastronômica única. Isso porque ela é desenhada para uso individual. Produzida em ferro cromado, com fogareiro, cada bandeja tem capacidade para 100 ml.

Assim, ela permite derreter o queijo na quantidade e consistência desejada, de acordo com a preferência de cada pessoa. O kit é composto por 7 peças: um suporte, quatro fogareiros, uma bandeja de 19 centímetros e uma espátula.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre a racleteira

Por enquanto, este utensílio ainda é pouco conhecido no Brasil, mas já começou a conquistar a mesa dos apaixonados pela gastronomia. Para desvendar os mistérios da racleteira, preparamos esta seção com respostas às principais dúvidas de possam surgir na hora de escolher a sua. Acompanhe!

racleteira

A racleteira é o utensílio usado para preparar a raclete, técnica culinária suíça, que usa um queijo com o mesmo nome. (Fonte: Lischetzki: 128121453/ 123rf.com)

O que é uma racleteira?

A racleteira, em seu formato tradicional, é um aparelho dotado de uma resistência elétrica e uma base inclinável onde se coloca uma metade de queijo para ser derretido. Este é modelo original e mais simples do utensílio.

Atualmente, são comercializadas outras variações do aparelho, com chapas para preparar outros alimentos e, em alguns casos, panela para foundue. Além da elétrica, também existem modelos em que o queijo é aquecido por meio de uma espiriteira colocada abaixo da chapa.

Na verdade, as racleteiras modernas se parecem muito com um grill. A diferença é que a primeira é mais versátil por permitir, além do preparo de alimentos, derreter o queijo em pequenos recipientes, normalmente de uso individual.

Qual a diferença entre a racleteira e uma panela de fondue?

A palavra fondue é francesa e significa «derretido». Assim como a racleteira, a panela de fondue é uma maneira de derreter o queijo. Mas existem diferenças relevantes entre esses dois utensílios.

Tanto o fondue quanto a raclette tem como base o queijo derretido.

A forma de cada utensílio é a primeira diferença. A panela de fondue é um recipiente de barro, alumínio ou ferro fundido. Ela é aquecida para promover a fusão do queijo ou do chocolate. Depois disso, usando uma espécie de garfo individual, cada pessoa mergulha o pão, carne ou frutas.

Já na racleteira, o queijo é derretido e retirado do utensílio para compor porções individuais e ser utilizado como complemento de outros alimentos. Além disso, ela não permite manipular outros alimentos, como o chocolate, por exemplo.

racleteira

A racleteira tradicional é composta por uma resistência elétrica e uma base inclinável onde é colocado o queijo para ser derretido. (Fonte: Veve: 1293573/ Pixabay.com)

Por que vale a pena ter uma racleteira?

Utilizar uma racleteira é uma das formas mais saborosas e divertidas de consumir queijos em grupo. Mas podemos garantir que esta não á a única vantagem deste utensílio. Por isso, preparamos a lista que segue:

  • Uso simples. A racleteira é muito fácil de usar. Na maioria dos modelos, basta conectar à tomada e ajustar a temperatura. Sem mais trabalho ou complicações;
  • Descobrir novas receitas. Com um bom queijo derretido, você vai descobrir como preparar uma infinidade de novos pratos. Com uma racleteira em casa, sempre é possível incrementar as refeições e agradar a todos os paladares;
  • Eletrodoméstico multifuncional. A maioria dos modelos modernos permite cozinhar vários alimentos ao mesmo tempo. Assim, enquanto grelha a carne e salteia os legumes, você ainda pode gratinar o queijo ou derretê-lo para acompanhar a carne que vai sair da chapa;
  • Fácil de limpar. A racleteira é muito simples de limpar, já que costuma ser quase toda desmontável. Além disso, por ser fabricada com material antiaderente, apenas será necessário remover pequenos resíduos das superfícies;
  • Capacidade para várias pessoas. Ainda que existam os modelos individuais, de modo geral, a racleteira é desenhada para preparar boas quantidades de alimentos. Assim, é possível preparar, de uma só vez, refeições para seis a oito pessoas;
  • Pode ser usada em qualquer lugar. Uma das maiores vantagens da racleteira é que ela não produz fumaça. Por isso, pode ser usada sem problemas dentro de casa;
  • É uma forma divertida de cozinhar. Contar com uma racleteira e compartilhar os momentos em que se prepara e consome a refeição quase simultaneamente, pode ser muito divertido, especialmente entre amigos ou com as crianças.
  • Dá mais liberdade. Cada pessoa pode preparar a própria combinação de ingredientes, ao gosto particular. Assim, todos podem desfrutar de uma experiência culinária mais completa.

Quais receitas podem ser preparadas com a racleteira?

O queijo suíço raclette é um dos mais versáteis que existem. Elaborado com leite de vaca e maturado por até seis meses, ele é um queijo leve, amarelo claro, muito aromático e saboroso.

Assim, ele é perfeito para acompanhar diversos alimentos. Os mais comuns são as batatas — cozidas ou assadas —, carnes, embutidos e legumes salteados. Além disso, pode ser usado no recheio de porpetas, em peixes e até mesmo na sobremesa.

racleteira

O tamanho da racleteira determinará a quantidade de bandejas que ela comporta e, portanto, o número de pessoas que poderão desfrutar do utensílio de uma só vez. (Fonte: Margouillat: 131149761/ 123rf.com)

Como se prepara a raclette tradicional?

Apesar de poder ser usado em uma grande variedade de pratos, o queijo raclette é a base da tradicional receita suíça que leva o seu nome. E, neste caso, só há uma forma de preparo.

Uma boa receita de raclette começa com as batatas.

Depois de escolher bem as batatas, cozinhe, ainda com casca, em uma caçarola com água e pouco sal. Depois do cozimento, escorra bem e reserve. Se a sua racleteira for de uso individual, corte o queijo raclette em lâminas de aproximadamente 1 centímetro.

Leve as batatas e o queijo para a mesa e prepare a racleteira. Cada pessoa deve colocar algumas lâminas do queijo em sua "mini-panela" e levar para aquecer. Enquanto isso, corta as batatas em rodelas grossas, já no prato.

Quando o raclette estiver derretido, basta derramar este queijo cremoso sobre as batatas, espalhando-o com a ajuda de uma pequena espátula. A receita está pronta, agora é só servir o vinho e degustar!

Quais os queijos adequados para o preparo da raclette?

O aconselhável é sempre utilizar o queijo suíço, da receita original, para o preparo de uma boa raclette. No entanto, não se trata de uma variedade fácil de encontrar. Mas isso não significa que você vai deixar de degustar esta delícia!

Para facilitar, pesquisamos algumas variações que podem ser usadas nessa receita. Encontramos uma lista de queijos que você, certamente, vai encontrar no mercado da sua cidade. Veja as opções:

  • Camembert. Queijo francês muito cremoso, já que 45 % da sua composição é gordura. De cor amarelo claro, a casca é levemente embolorada e branca;
  • Cheddar. Queijo inglês que tem como principal característica a coloração alaranjada. Ele é ótimo para derretimento, por isso é tão utilizado em sanduíches e pratos como batatas fritas com cheddar e bacon;
  • Gruyère. Suíço como o raclette, este queijo é elaborado a partir do leite integral de vaca. Tem um sabor levemente ácido e picante;
  • Muçarela. O queijo mais tradicional na mesa do brasileiro, tem origem italiana e é utilizado em pizzas, sanduíches e na culinária em geral. Tem ótimo ponto de derretimento e é muito saboroso.

Em geral, qualquer queijo que tenha uma boa proporção de gordura é bem vindo para suas receitas na racleteira. Para ter certeza, verifique a porcentagem lipídica. Se tiver pelo menos 45% de gordura, terá o efeito esperado.

Alguns queijos mais cremosos podem ser difíceis de cortar em lâminas. Nestes casos, nossa dica é deixá-lo por meia hora no congelador antes de fatiar. Isso vai facilitar muito a sua vida!

Critérios de compra

A racleteira pode ser um eletrodoméstico polivalente e trazer mais versatilidade à sua cozinha. Mas, para isso acontecer, é preciso seguir alguns critérios na hora da compra. Assim, você terá a certeza de escolher o modelo mais eficiente para as suas receitas.

Tamanho

O tamanho da racleteira determina o número de bandejas que poderão ser usadas de uma única vez. Portanto, ele é crucial para delimitar a quantidade de pessoas que podem preparar suas raclettes ao mesmo tempo.

Normalmente, a maioria dos modelos inclui entre quatro e oito bandejas, embora existam racleteiras menores, para uso individual, como vimos.

Na hora de escolher, tenha em mente o tipo de experiência que deseja proporcionar aos seus convidados. Mas lembre-se de considerar também o consumo de energia, já que os modelos maiores exigem mais potência para funcionar.

racleteira

O queijo raclette é feito a partir do leite de vaca e passar por maturação por um período de três a seis meses. (Fonte: Planet_fox: 4732834/ Pixabay.com)

Potência

Como dissemos acima, quanto maior for a racleteira, mais potência ela requer para atingir e manter a temperatura. Portanto, se sua opção for por um utensílio maior, principalmente de tiver base de pedra, certifique-se sobre este aspecto.

A potência mínima recomendada para uma racleteira é de 600 W.

Os aparelhos menores, para poucas pessoas, trabalham bem com estes valores. Já os tamanhos maiores, para mais de seis pessoas, costumam precisar de potência em torno de 1500 W.

Tradicional ou multifuncional

Cada tipo de racleteira tem suas vantagens. Por isso, decidir entre o modelo tradicional ou um utensílio multiuso é uma escolha particular. O que podemos garantir é que, ao optar pela versão multifuncional, você poderá contar com mais opções de preparo.

Mas, se sua ideia é contar com um aparelho que proporcione a experiência dos restaurantes europeus, a escolha certa é o modelo tradicional de racleteira, com sua charmosa base inclinada que recebe as metades do queijo.

Tipo de grelha

Se sua opção for por um modelo multifuncional, com grelha, terá uma outra decisão a tomar. Qual o tipo ideal? É melhor optar pela base metálica ou em pedra natural?

Aqui, temos duas situações: o sabor dos alimentos e a velocidade de aquecimento. Com relação ao primeiro ponto, a base de pedra proporciona assados com textura e sabor mais agradáveis, mantendo a suculência das carnes, por exemplo.

Já sobre o aquecimento, a grelha em metal consegue atingir a temperatura ideal em menos tempo. No entanto, apesar de a pedra demorar mais para aquecer, ela mantém o calor por um período maior após ser desligada.

Existem outros fatores como o peso e a praticidade na limpeza, que podem contar a favor ou contra cada uma das chapas. Por isso, o ideal — mesmo! — seria um modelo de base dupla, com as duas opções de grelha.

Funcões e acessórios

Todos os modelos de racleteira costumam incluir bandejas ou pequenas panelas para fundir o queijo. Porém, nem todas contam com espátulas para ajudar a distribuir o queijo sobre os alimentos, por exemplo.

Ciente disso, lembre-se de verificar todos os itens inclusos no modelo que você pretende comprar. Desta forma, você evita ter que sair às compras para complementar as peças necessárias para o preparo das suas receitas.

Alguns modelos trazem luzes de LED para indicar a temperatura da racleteira.

No caso dos utensílios com grelha dupla, o ideal é que cada uma possa ter regulagem independente de temperatura. Essa função pode parecer banal, mas vai permitir o preparo de alimentos diferentes em cada nível.

racleteira

Os modelos multifunção com grelha dupla permitem o preparo de diversos alimentos ao mesmo tempo.
(Fonte: Tiagozr: 36244844/ 123rf.com)

Manutenção

O ideal é que a chapa da racleteira, seja ela em pedra ou aço, possa ser totalmente removível na hora da limpeza. O material de manutenção mais simples é o aço. Para limpar, basta esfregar a grelha com uma esponja e um pouco de limão ou vinagre.

Se você usa lava-louças, escolha um aparelho que possa ser lavado dessa forma. Assim, você pode limpar toda a louça do jantar de uma só vez, sem se preocupar com a manutenção da racleteira.

Nos modelos com base em pedra, espere esfriar completamente e limpe com água corrente e sabão, sem esfregar. Lembre-se de que as peças devem estar totalmente secas antes de guardar.

Resumo

Quem tem uma racleteira em casa pode promover encontros divertidos e contar sempre com novas receitas, sempre tendo o queijo derretido como protagonista! A receita tradicional, com batatas e raclette, pode dar lugar à criatividade sempre que você desejar.

Para facilitar este processo, nosso guia mostrou as principais característica deste utensílio que começa a conquistar os brasileiros. Explicamos como funciona uma racleteira, os queijos que vão bem nas receitas e até deixamos um passo a passo para preparar a raclette original, sem descuidar, é claro, dos critérios que merecem atenção na hora da compra.

Assim, esperamos ter inspirado seus talentos culinários. Para colocá-los em prática, basta escolher a racleteira ideal e reunir os amigos. Aproveite para compartilhar com eles esse artigo e deixar o seu comentário pra gente. É sempre bom receber o seu contato!

(Fonte da imagem destacada: Winter: 44321410/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em nós?

Resenhas