Generic parkpilot parktronic electronic aid system sensors
Ultima atualização: 28 de junho de 2020

Como escolhemos

13Produtos analisados

17Horas investidas

4Estudos avaliados

62Comentários coletados

Estresse no trânsito não é mais novidade para ninguém. O volume de automóveis nas cidades deixa os motoristas mais tensos e impacientes. Com veículos maiores e em maior quantidade, até a hora de parar o carro já virou um desafio… Diante disso, mesmo os condutores mais experientes têm adotado o sensor de estacionamento como uma ferramenta para evitar acidentes durante as manobras.

A importância dada a este pequeno instrumento já é tão grande que as montadoras têm investido em modelos que já saem da fábrica com essa funcionalidade. No entanto, se este não é o seu caso, aqui vamos contar tudo oque você precisa saber para adaptar o sensor ao seu veículo e ganhar muito mais liberdade e segurança na hora de estacionar. Siga conosco.




O mais importante

  • Existem dois tipos de sensor de estacionamento: o ultrassônico e o eletromagnético. Tanto a instalação quanto a tecnologia utilizada é diferente entre os dois sensores.
  • O sensor de estacionamento é uma ferramenta muito prática que ajuda a evitar sobretudo as pequenas batidas enquanto se faz uma manobra. Desta forma, ele protege tanto o seu veículo quando o de terceiros.
  • Um dos fatores que deve ser observado no equipamento é o tipo de indicadores que o sensor possui. Alguns modelos, além do aviso sonoro, também contam com uma tela que permite visualizar o exterior do veículo. Falaremos sobre esses detalhes ao longo deste guia e na seção “Critérios de compra”.

Os melhores sensores de estacionamento do mercado: nossas recomendações

É normal não saber bem por onde começar no momento de escolher um sensor de estacionamento. Nossa sugestão é que você, antes de mais nada, conheça um pouco do que há disponível no mercado. Por isso, buscamos alguns dos modelos mais vendidos e indicados por compradores e vendedores confiáveis, como a Amazon. Veja o que encontramos:

O sensor ultrassônico com frete grátis

Este sensor de estacionamento é muito eficiente na detecção dos obstáculos e facilita na hora de estacionar, evitando acidentes que podem ocorrer diariamente, como arranhões no seu carro por exemplo. Ele conta com 4 pontos de detecção, com design discreto e acabamento perfeito.

O kit, composto por sensores, chave de volume e display com clipe emborrachado, é produzido em material de alta resistência e está elegível para frete grátis na Amazon Prime. Uma excelente oportunidade para aproveitar.

O sensor infravermelho com câmera de ré

Totalmente à prova d’água e com materiais de alta qualidade, este sensor de estacionamento foi desenvolvido para proporcionar mais segurança e facilidade nas manobras do seu carro.

A câmera de ré oferece recursos de gráfico com régua e cores indicativas, para aumentar a precisão das manobras. O sensor de imagem conta com visão noturna de até 5 metros e ângulo de captação de 120 graus, com imagem projetada no espelho retrovisor central.

O sensor de estacionamento para traseira e dianteira

Estacionar sem riscos é o principal objetivo deste kit de sensores que promovem cobertura total do seu veículo no momento das manobras. Ele conta com 8 sensores para instalação nos para-choques traseiro e dianteiro do carro.

Os cabos são dotados de plugues que facilitam a instalação do sistema, que conta com um display de LDC colorido com informações sobre a distância e uma visualização gráfica do automóvel que permite saber o lado correto para cada manobra.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre o sensor de estacionamento

Estacionar é uma das tarefas mais complicadas de cada trajeto. Ainda mais quando se conta com pouco espaço para as manobras. Se você chegou até aqui buscando uma alternativa para amenizar este problema, acaba de encontrar o que precisa! A partir de agora, vamos esclarecer todas as suas dúvidas sobre o sensor de estacionamento e mostrar como ele vai facilitar a sua rotina no trânsito.

change the gear of the car

O sensor de estacionamento é uma ferramenta muito prática, que ajuda a evitar batidas inesperadas, principalmente em marcha ré. (Fonte: Ferli: 96253651/ 123rf.com)

O que é um sensor de estacionamento?

O sensor de estacionamento é uma ferramenta que ajuda a evitar colisões enquanto se realiza manobras com o carro. Especialmente naquelas que envolvem a marcha ré, onde a visibilidade fica reduzida, ele auxilia monitorando a distância entre o seu veículo e o que está próximo a ele.

O sensor é instalado no para-choques traseiro.

Ele é formado por um conjunto de pequenos sensores que não trazem qualquer prejuízo à estética do veículo. Em alguns casos, também é acoplado à dianteira do carro e, assim, permite monitorar a distância também do automóvel que está à frente.

Os modelos mais convencionais emitem um alerta sonoro quando a proximidade fica abaixo dos 40 centímetros entre os dois veículos. Alguns sensores também incluem câmeras que são conectadas à central multimídia do veículo, caso ele possua.

Se não for o caso, é possível instalar um modelo com tela LCD, que mostra todo o entorno do veículo e costuma apresentar linhas e sinalizadores que orientam as manobras para que o carro fique dentro de uma área segura.

Atualmente, boa parte dos automóveis já sai de fábrica com este acessório. Outros, são equipados na própria concessionária. No entanto, qualquer modelo de veículo é elegível à instalação de um sensor de estacionamento, o que, aliás, é um procedimento relativamente simples.

Como se instala o sensor de estacionamento?

Antes de comprar um sensor de estacionamento é importante ter em mente que se trata de um equipamento que requer uma instalação prévia. Neste sentido, a dificuldade no processo pode variar de acordo com o modelo escolhido e com as suas habilidades.

De maneira geral, a recomendação é que você pesquise as características do aparelho e, caso sinta necessidade, procure um profissional especializado para a montagem. No entanto, seguindo as orientações do manual do fabricante e — por que não? — acompanhando tutoriais na internet, você conseguirá instalar o aparelho.

Como dissemos, o passo a passo da instalação vai variar de acordo com o tipo de sensor escolhido. Ainda assim, há algumas dicas gerais que gostaríamos de deixar registradas aqui. Certamente, elas podem auxiliar nas primeiras providências para instalar seu sensor:

  • Calcule as medidas: o primeiro passo é medir o para-choques do seu carro para calcular a distância entre cada ponto do sensor. Normalmente, os fabricantes indicam o padrão adequado no manual que acompanha o produto;
  • Perfure o para-choques: muito modelos requerem que sejam feitos pequenas aberturas no para-choques para encaixar os sensores. Para este procedimento, tenha muito cuidado para não furar algum tubo ou romper um cabo por exemplo. Neste passo, em alguns carros, é preciso retirar o para-choques;
  • Encaixe os sensores nas perfurações: depois de abrir os orifícios na medida indicada pelo fabricante, basta colocar cada sensor em seu lugar. Geralmente, basta exercer uma pequena pressão para que o componente fique preso, sem a necessidade de outro procedimento de fixação. Certifique-se de ter colocado a parte superior para cima;
  • Conecte os sensores a fonte de alimentação: a forma mais frequente de fazer esse procedimento é por meio da conexão com a luz de ré. Assim como ocorre no caso do para-choques, pode ser que seja necessário desmontar o circuito da lâmpada para fazer a instalação, dependendo do modelo do seu carro;
  • Fixe a central de processamento: a caixa principal, que recebe os sinais dos sensores, deve ser fixada na parte interna do porta-malas. Nela, são conectados os cabos que vêm de cada dispositivo e, a partir dela, sai o cabo que será ligado ao display, que ficará no painel do veículo;
  • Conecte todos os cabos: o cabo que sai da caixa principal deve chegar até a parte dianteira do carro, onde ficará o display. Feito isso, é hora de conectar todos os cabos. Se você escolher um modelo de sensor sem fio, este passo não será necessário. Aqui, vale um alerta: apesar de mais prático na hora de instalar, este tipo de sensor pode sofrer interferências durante o uso;
  • Escolha o local para fixar o display: esta é uma decisão que depende da sua preferência. De modo geral, é comum que ele seja fixado acima do espelho retrovisor central. Os modelos com câmera, podem ser conectados à central multimídia ou ter a tela fixada ao painel, próximo ao som e ao sistema de ventilação;
  • Verifique o funcionamento: após finalizar todos os passos da instalação, assegure-se de que o sensor esteja funcionando corretamente.

Mais uma vez, reforçamos que trata-se de um procedimento que promove alterações no seu veículo. Por esse motivo, se ficar com dúvidas ou se sentir inseguro na hora da instalação, não hesite em consultar um especialista.

Parking sensors on a car

Um dos pontos mais importantes é conhecer os tipos de indicadores o sensor de estacionamento pode oferecer. (Fonte: Greentellect: 66351057/ 123rf.com)

Há mais que um tipo de sensor de estacionamento?

Basicamente, podemos categorizar o sensor de estacionamento em dois grandes grupos, de acordo com a apresentação e a forma de detecção de proximidade. Atualmente, o tipo mais comum disponível no mercado é o sensor ultrassônico — com pequenos cilindros que ficam fixados ao para-choques do veículo.

Muitas pessoas começar a preferir o sensor eletromagnético por ser mais discreto, mas ele ainda é pouco utilizado. Vejas as características de cada um dos tipos e as diferenças entre eles:

  1. Ultrassônico: por meio de pequenos furos no para-choque, são instalados entre 3 e 4 pontos ao longo de toda a extensão traseira do carro. Ele funciona enviando uma onda ultrassônica que é rebatida por outro veículo ou objeto próximos ao seu carro. De acordo com a intensidade com que essa onda volta, o sensor consegue calcular a distância entre os objetos;
  2. Eletromagnético: é constituído por uma tira adesiva que, fixada na parte interna do para-choques, detecta a alteração do campo magnético no entorno do veículo. Assim, consegue “avisar” ao condutor sobre a proximidade de outro veículo ou objeto. A vantagem deste modelo é que dispensa a perfuração do para-choques.

Todos os sensores de estacionamento incluem câmera?

Não, apenas alguns modelos de sensor já são comercializados em um kit que inclui a câmera que se ativa ao engatar a marcha ré. Veículos mais inovadores e sofisticados já tem esta funcionalidade como item de série. Assim, permitem que o condutor tenha a visão de toda a traseira do carro para realizar as manobras com precisão.

Mas não é difícil encontrar no mercado excelentes opções de sensores com câmera para instalar em qualquer modelo de veículo. No entanto, é importante ter em mente que, quanto mais funcionalidades o aparelho oferece, maior será o investimento necessário.

Quais as vantagens de um sensor de estacionamento?

A principal vantagem é, sem dúvida, a segurança extra que o sensor de estacionamento proporciona na hora de realizar manobras. Especialmente nos veículos maiores e mais altos, ele ajuda a evitar impacto com outros veículos e outros obstáculos. No entanto, nem só de vantagens vive um acessório automotivo…

Por isso, preparamos este quadro que compara os prós e contras de um sensor de estacionamento. Vale a pena avaliar cada ponto antes da sua decisão final.

Vantagens
  • Garante uma ajuda extra para realizar manobras, especialmente na hora de estacionar
  • Promove mais segurança na condução do veículo
  • Diminui o rosco de batidas e danos ao seu carro e ao de terceiros
  • Ajuda a enxergar os chamados pontos cegos dos retrovisores
  • Existem muitas opções com alarmes sonoros, luminosos e com retorno de vídeo
  • Há modelos de cores variadas, para se adaptar à cor do veículo
Desvantagens
  • Requer instalação que pode ser complexa, sobretudo para quem não tem experiência
  • Pode criar excesso de confiança, deixando o motorista desatento
  • Se os sensores ficarem sujos, podem distorcer a informação ou até deixar de funcionar

Critérios de compra

Atualmente, o sensor de estacionamento já é considerado por muitos um item essencial nos veículos. Porém, para que ele seja efetivamente um auxiliar nas manobras, é preciso fazer a escolha certa. Para isso, preparamos alguns critérios técnicos que merecem ser avaliados na hora da decisão de compra. Veja com atenção cada um desses pontos.

Tipo de sensor

Como mostramos há pouco, há dois tipos principais de sensor de estacionamento. Cada um deles se diferencia desde a instalação até o próprio funcionamento. Na hora de escolher, reflita sobre o que prefere do ponto de vista estético para o seu veiculo, mas não deixe de considerar os aspectos técnicos e práticos.

Por ser mais comum no mercado, é muito mais fácil encontrar manutenção especializada para os sensores ultrassônicos. No caso dos eletromagnéticos, a vantagem é a discrição pois os sensores ficam escondidos na parte interna do para-choques. No entanto, se precisar de um reparo, pode ser difícil encontrar um profissional.

Parking sensors on a car

Existem dois tipos principais de sensor de estacionamento: o mais comum deles é o ultrassônico. (Fonte: Greentellect: 66276976/ 123rf.com)

Instalação

A instalação pode ser um processo bem complicado para pessoas menos experientes. Se este é o seu caso, mas você faz questão de realizar este procedimento sozinho, procure por modelos que tenham a instalação mais simples, como os eletromagnéticos, que não necessitam perfuração no para-choques.

Há ainda, a possibilidade de adquirir um sensor sem fio, que dispensa o “quebra-cabeças” com os cabos que entram e saem da caixa de processamento. No entanto, como já alertamos, estes modelos podem sofrer interferências externas ou, até mesmo, do rádio do seu próprio carro, por exemplo.

A instalação depende do modelo do veículo.

Com calma, prudência e paciência, é possível fazer a instalação de maneira autônoma. Além das informações que acompanham o produto, você pode recorrer a canais no YouTube especializados em acessórios automotivos e, sempre que necessário, procurar ajuda profissional.

Câmera

Alguns modelos de sensor de estacionamento incluem a câmera de ré. No entanto, é sempre importante avaliar a real necessidade deste recurso para o seu dia a dia. De maneira geral, a grande maioria dos motoristas considera que o aviso sonoro é o suficiente para garantir a segurança das manobras.

Tipo de indicadores

Este aspecto caminha lado a lado com o ponto anterior. Antes de comprar o seu sensor de estacionamento, é essencial ter em mente que tipo de sinais você deseja que ele emita. Muito modelos contam com o sinal sonoro que se intensifica à medida que o outro veículo se aproxima.

Há, ainda, os sensores que indicam a distância entre o seu carro e o obstáculo. Os mais inovadores, mostram o exterior do veículo e traçam linhas que você pode seguir para um estacionamento perfeito. Trata-se de uma decisão particular, que depende das suas preferências e, especialmente, do seu orçamento.

Resumo

De todas as situações que se pode enfrentar no trânsito, certamente estacionar em espaços reduzidos é a mais  difícil e preocupante. Ninguém deseja danificar o próprio carro — e menos ainda, o veículo de outras pessoas —. Por isso, cada vez mais os motoristas tem lançado mão do sensor de estacionamento como um recurso para trazer mais segurança e praticidade às manobras.

Ao longo deste artigo, mostramos o modo de funcionamento e as vantagens de contar com este acessório no seu automóvel. Destacamos os cuidados na instalação e alguns critérios importantes que precisam ser considerados antes da decisão final, para uma compra bem sucedida.

Se este material foi útil para você, convidamos a compartilhar com outras pessoas que também estão em busca do melhor sensor de estacionamento. Muito obrigado.

(Fonte da imagem destacada: Adrianhancu: 91823104/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em nós?

Daniele Padrão Gamer e Técnica de Celulares
Dificilmente você ficará sem respostas ao conversar com Daniele sobre celulares, games ou os gadgets mais tecnológicos. Ela prefere jogar no computador, mas não abre mão de seu PS4 (enquanto o 5 não é lançado). Além disso, todos smartphone que passa por sua mão sai com cara de novo, seja ele Xiaomi, Samsung ou Apple.
Vera Pereira Redatora/Editora
Jornalista, especialista em produção de conteúdo digital, tem na escrita a sua maior paixão. Adora investigar, apurar fatos e reconstruir histórias. Por isso, atua na pesquisa e adaptação dos conteúdos internacionais à realidade e legislação brasileiras.
Já trabalhou em diversos meios de comunicação, impressos e online. Apaixonado por leitura, cinema e música, escreve sobre muitos temas, mas especialmente sobre a tecnologia que envolve a fotografia e os vídeos, além de livros e instrumentos musicais.