SSD.

Ao longo dos últimos anos, o preço dos SSD baixou em ritmo constante. Paralelamente a isso, sua capacidade de armazenamento não parou de crescer. A combinação destes dois fatores fez com que as unidades SSD se tornassem uma alternativa muito interessante em relação aos tradicionais discos rígidos HDD. Uma alternativa que, pode acreditar, conta com muitas vantagens.

No médio prazo, a tecnologia SSD vai acabar se impondo tanto sobre os equipamentos portáteis quanto sobre os fixos que usamos em casa e no escritório. As vantagens que esses dispositivos trazem são indiscutíveis. Além disso, os fabricantes estão empenhados em cada vez trabalhar mais nos pontos fracos dessa tecnologia e, além disso, as previsões apontam que o preço só vai continuar a cair, popularizando cada vez mais os SSD.

O mais importante

  • SSD é o acrônimo, em inglês, para Solid State Drive, que pode ser traduzido como Unidade em Estado Sólido.
  • O seu preço não deixou de cair nos últimos anos e as previsões apontam para que isso continue a acontecer.
  • Os dispositivos de memória SSD oferecem uma maior velocidade de leitura e gravação. Além disso, eles são mais confiáveis que os tradicionais HDD. Normalmente um SSD oferece uma capacidade menor do que os discos rígidos tradicionais. No entanto, a diferença entre os dois sistemas de armazenamento está diminuindo cada vez mais conforme o tempo vai passando.

Os melhores SSDs: Nossas sugestões

A seguir, trazemos para você uma lista preparado com ótimas opções de discos sólidos SSD disponíveis no mercado hoje em dia. Cada uma delas fala um pouco sobre as características do produto e todos tem uma boa relação custo-benefício, além de serem queridas pelos consumidores. Esperamos que a seleção te ajude a ter um lugar por começar ou quem sabe traga o modelo que você estava procurando.

Um SSD robusto e de confiança, da Samsung

Esse SSD, da famosa marca coreana Samsung, tem velocidade de leitura de até 3,500 MB/s e velocidade de gravação de até 3,200 MB/s. Com 500 GB de espaço, ele é uma ótima opção tanto para PC quanto para notebooks. Ele tem ainda memória MLC V-NAND, controladora Samsung Phoenix e Memória Cache de 512 MB DDR4.

Perfeito para seu sistema operacional

Esse SSD de 240 GB da marca Kingston, famosa por seus pendrives e cartões de memória, vem com um tamanho ideal para quem quer usar o disco sólido SSD para aumentar a velocidade de inicialização e encerramento do sistema operacional do computador. Ele serve tanto para PCs normais quanto para Mac. Ele conta com velocidades de leitura e gravação de até 500 MB/s e 450 MB/s.

Uma opção com espaço de sobra para você

Da famosa marca norte-americana Sandisk, esse SSD conta com 1 TB de espaço, para você poder gravar tudo aquilo que quiser e não quiser no seu computador. Esse modelo conta com velocidade de leitura de até 560 MB/s e de escrita de até 530 MB/s, para que você possa instalar e desinstalar arquivos rapidamente no seu computador. Ele ainda conta com tecnologia avançada 3D NAND, que melhora a resistência da sua unidade.

Guia de Compras: O que você precisa saber sobre um SSD

Na hora que você estiver querendo comprar um SSD, vale a pena se informar sobre uma série de questões. Afinal de contas, nem todos os dispositivos SSD são iguais. Para te ajudar a escolher o modelo mais adequado às suas necessidades, nessa seção vamos tratar de algumas das perguntas mais frequentes dos usuários sobre esse tipo de produto, assim você vai poder fazer a sua escolha seguro e sem dúvidas.

Imagem de homem mexendo em computador.

O tempo de vida dos dispositivos SSD costuma ficar entre 5 e 7 anos. (Fonte: Believeinme33: 50336751 / 123rf.com)

O que exatamente é um SSD?

SSD é o acrônimo, em inglês, para Solid Strate Drive, que pode ser traduzido ao português como Unidade em Estado Sólido. De maneira geral, esse termo é usado para se referir à nova geração de discos sólidos. Estes dispositivos usam unidades de memória Flash. O sistema é parecido com aquele usado em USB ou cartões SD.

foco

Os discos rígidos, também conhecidos como HDD, são meios de armazenamento feitos especialmente para guardar de forma permanente os seus arquivos e dados.

Como funciona um disco sólido SSD?

Os discos sólidos SSD contam com duas zonas de memória. Em uma delas eles armazenam toda a informação, embora não recebam corrente elétrica. Enquanto isso, a outra zona, muito menor, funciona como uma memória cache acelerando os acessos.

Esse sistema é comandado por um controlador cuja função é coordenar todos os elementos do SSD.

Quais são os principais usos de um SSD?

Um dos usos mais interessantes que se pode dar a um SSD é instalá-lo em sistemas operacionais. Assim, na hora de iniciar e encerrar o sistema é tudo muito mais rápido.

Os SSDs também costumam ser utilizados para melhorar o rendimento de equipamentos antigos, a substituição do disco HDD por um SSD pode oferecer resultados surpreendentes em alguns casos.

SSD.

Os discos SSD são a versão moderna dos antigos discos rígidos HDD. (Fonte: Baloon111: 70945371 / 123rf.com)

Quais são as vantagens e desvantagens dos discos SSD?

Os discos SSD oferecem várias vantagens em relação aos discos rígidos tradicionais. Primeiramente, eles são muito mais confiáveis. Além disso, oferecem velocidade de leitura e gravação muito maior, coisa que se nota especialmente na hora de iniciar o sistema e rodar programas que precisam processar muita informação ao mesmo tempo.

Os SSDs também são muito mais resistentes a impactos. Esse aspecto pode ser muito importante para quem costuma ter que se mudar, ou levar o computador de um lugar para o outro, com frequência. É como dizem, acidentes acontecem, então é bom estar precavido.

Agora, ao compararmos o preço por Gigabyte armazenado vamos ver que o SSD ainda é mais caro do que o HDD. Uma outra coisa é que eles têm um número limitado de operações de gravação.

Vantagens Desvantagens
São muito mais confiáveis do que os discos rígidos tradicionais O seu preço por Gigabyte é maior do que o dos HDD
Eles oferecem uma velocidade de leitura maior Com o passar dos anos eles vão perdendo a sua velocidade de leitura e gravação
Não requerem nenhum tipo de manutenção Contam com um número limitado de operações de gravação. Mas ele costuma ser suficientemente alto para que nunca seja superado em um uso normal do SSD
Por não contar com partes móveis, são menos ruidosos e esquentam menos

Que tipos de SSD existem?

Poderíamos diferenciar entre dois tipos de discos sólidos SSD em função de como eles são conectados ao computador. Por um lado, existem os PCIe SSD, que se conectam ao PC através de uma entrada PCI Express como se fossem um cartão de memória adicional. Esse tipo de conexão permite que eles ofereçam mais velocidade.

Já por outro lado, existe os Sata SSD que são conectados exatamente como um HDD tradicional.

Tipo Características
PCIe SSD São conectados através de uma entrada PCI Express. Esse tipo de conexão oferece mais velocidade. No médio prazo eles devem acabar se firmando como o tipo de SSD mais usado
Sata SSD São conectados exatamente como os tradicionais HDD. Por enquanto são mais econômicos do que os PCIe SSD

Como instalar um SSD?

Na hora de instalar um novo disco SSD, o recomendável é reinstalar o sistema operacional. Não se aconselha clonar o disco rígido anterior, já que o sistema operacional pode ter problemas.

O ideal é fazer uma cópia de segurança do disco rígido antigo e depois conectar a unidade SSD e instalar nela o sistema operacional.

Para quem é recomendável comprar um SSD?

Você pode acabar se interessando em comprar um disco sólido SSD quando for instalar novamente o sistema operacional no seu PC. Graças à maior velocidade de leitura que ele oferece, você vai conseguir melhorar o tempo que leva para ligar e desligar o seu computador.

Como os sistemas operacionais não ocupam muito espaço, um com 64 ou 128 GB de memória já deve ser o suficiente para isso.

Também se recomenda usar um SSD se você gosta de usar o seu PC para jogos. Além disso, os SSD são uma boa opção para melhorar o rendimento de um PC com peças já um pouco antigas. A diferença de rendimento será algo realmente notável.

Agora, seja qual for o caso, se você tiver como conseguir um, eles são recomendáveis para praticamente qualquer usuário.

Que cuidados se deve ter com um SSD?

Para que uma unidade SSD mantenha um alto nível de rendimento, é recomendável que você deixe pelo menos 20% de espaço livre no disco. A única razão para isso é a forma que o SSD armazena as informações. Nos modelos mais recentes pode ser suficiente deixar um espaço livre de apenas 10%.

Critérios de Compra

Escolher um disco sólido SSD não é uma tarefa assim tão simples. Estamos falando aqui de uma tecnologia relativamente nova, que ainda não é tão conhecida pelo grande público. Por isso convém que você leve em conta uma série de critérios na hora que for realizar a sua compra.

Conhecer bem as características do produto que você pretende adquirir vai te ajudar a escolher o modelo ideal para as suas necessidades.

  • Uso que vai dar ao seu SSD
  • Capacidade de memória
  • Velocidade de gravação e leitura
  • Formato
  • Tipo de conexão
  • Durabilidade
  • Marca

Uso que vai dar ao seu SSD

Você não vai precisar do mesmo SSD para um notebook que para um desktop, e se você quer apenas um disco sólido onde instalar o seu sistema operacional, ele definitivamente será diferente daquele que alguém vai usar para gravar muitos dados.

Normalmente ao se tratar de um computador portátil você vai querer um dispositivo com capacidade menor.

Se você só quer um disco sólido SSD para instalar o sistema operacional, um modelo com 64 ou 128 GB já será o suficiente. No caso de um computador Mac, o tamanho mínimo recomendável é de 250 GB.

Se você quer reviver um computador que já está velho, com certeza vai precisar de um SSD com uma capacidade ainda maior, de no mínimo pelo menos 500 GB.

Vetor SSD.

Os discos SSD armazenam os arquivos em microchips. (Fonte: 28074974 / 123rf.com)

Capacidade de memória

A memória de um disco sólido, e também dos rígidos, costuma ser medida em Gigabytes (GB) ou Terabytes (TB).

O nosso conselho é que para um notebook você compre uma unidade com pelo menos 250 GB. No entanto, o mais recomendável seria que fosse de pelo menos 500 GB. No caso de um computador do tipo desktop, você deveria pensar em ter no mínimo um SSD de 1 TB.

Ao não ser que você queira o seu SSD apenas para instalar o sistema operacional, é claro. Neste caso, como já comentamos no ponto anterior, é preciso distinguir entre um PC e um Mac, já que seus sistemas operacionais são diferentes.

Para o PC o melhor é um SSD de 64 ou 128 GB, já para o Mac o mínimo que você vai precisar é de um disco sólido com 250 GB.

Craig Bruce Radialista

“O hardware é o que faz com que uma máquina seja rápida; o software é o que faz com que uma máquina rápida se torne lenta”.

Velocidade de gravação e leitura

Se você for comprar um disco SSD hoje, você não deveria se conformar com um modelo que tivesse velocidade inferior a 500 Mbytes por segundo sobre SATA tanto de leitura quanto de gravação.

Você pode encontrar unidades SSD muito baratas que oferecem velocidades inferiores, mas na nossa opinião eles não valem a pena.

Além disso, na hora de comprar um SSD, não deixe de checar as especificações da sua placa mãe. Não vai adiantar muito comprar um disco sólido super potente se você tem uma placa mãe muito antiga, já que nesse caso ela não permitiria que você aproveitasse inteiramente da potência do disco SSD.

Formato

O formato de SSD mais utilizado é o mesmo que se usa comumente nos discos rígidos HDD tradicionais. Se trata dos formatos de 2,5 e 3,5 polegadas, extremamente versáteis.

Se você quer o seu SSD para um notebook, tem que usar os modelos de 2,5 polegadas. Já para um desktop você pode usar qualquer um dos dois.

Um outro formato muito popular é o chamado M.2, que conta com a vantagem de ser ainda menor, mais leve e gastar menos energia. Suas dimensões são 80 x 22 x 3,5 mm. É um tipo mais caro e menos versátil que os outros dois.

Uma outra opção, embora apenas para os computadores de mesa, é o formato que se conecta diretamente a uma entrada PCI da placa mãe.

Notebook e HD.

Existem discos sólidos com designs inovadores e modernos. (Fonte: Siriphiroon: 61722135 / 123rf.com)

Tipo de conexão

Os discos de 2,5 e 3,5 polegadas se conectam ao computador através da interface SATA. Nesse sentido, hoje em dia, não compensa comprar nada que não suporte SATA-III a 6 Gbps. Por sua vez, os M.2 podem ser conectados tanto através de SATA quanto PCIe. Os M.2 com interface PCIe são os que oferecem melhor rendimento.

As unidades M.2 com interface PCIe podem alcançar velocidades até cinco vezes maiores.

As unidades M.2 com interface PCIe podem alcançar velocidades até cinco vezes maiores do que aquelas conectadas via SATA. É verdade que o seu preço também é significativamente maior, mas também é verdade que cada vez mais a diferença de preço vai diminuindo. Seja qual for o caso, no médio prazo eles são o futuro do armazenamento para os PCs.

Durabilidade

Este é lamentavelmente um dos pontos mais fracos dos discos SSD, já que eles têm um número limitado de operações de gravação. Além disso, eles são mais vulneráveis a quedas de energia, que podem acabar fazendo com que os dados salvos sejam corrompidos ou que o disco sólido pare de funcionar. Por sorte ao longo dos últimos anos eles vêm ficando bem mais confiáveis.

Para garantir que o que você comprar vai durar por um bom tempo, você pode checar a garantia oferecida pelo fabricante. Algumas das melhores marcas oferecem garantias de até 5 anos, já os modelos profissionais podem ter garantias de até 10.

De maneira geral, o tempo de vida de uma unidade SSD costuma ser de 5 a 7 anos.

Marca

As principais fabricantes de discos sólidos SSD são Samsung, Kingston, OCZ (Toshiba), SanDisk (WD) e Crucial. Todas elas contam com modelos a preços muito convidativos e com bons níveis de rendimento e capacidade.

Além disso, de maneira geral, todas essas marcas atualizam os seus modelos com uma certa frequência.

Entre todas as nomeadas aqui sem dúvida a que se destaca mais é a Samsung. Especialmente com seus modelos Samsung 970 EVO e Samsung 970 PRO, que são ótimos pelo preço que custam. Nosso conselho, como sempre, é que você evite marcas muito baratas que oferecem dispositivos de qualidade inferior.

Resumo

Os discos sólidos SSD chegaram para ficar conosco e pretendem fazer isso por um bom tempo. Ainda assim, eles são uma tecnologia bem recente e é por isso que eles ainda são relativamente desconhecidos do público em geral. Isso tudo faz com que comprar um SSD não seja a tarefa mais fácil do mundo.

É importante que você conheça bem as características dos discos sólidos SSD. Além disso, é preciso que você leve em conta uma série de critérios como a velocidade, o formato e tipo de conexão do seu modelo. No entanto, isso não quer dizer que você não deve considerar também aspectos mais gerais como o preço e a marca do disco que você está querendo comprar.

Esperamos que este guia tenha sido útil e que ele te ajude na hora de comprar o seu SSD. Se você gostou, deixe um comentário ou compartilhe o texto com seus contatos nas redes sociais. Muito obrigado!

(Fonte da imagem destacada: Ruinin: 22974325 / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

GUIA55
GUIA55
Redação
Os redatores do GUIA55 realizam pesquisas aprofundadas e escrevem artigos altamente informativos e de qualidade sobre os mais variados temas do seu interesse.

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (Sem votos)
Loading...
0 0