menina com cereja
Ultima atualização: 5 de setembro de 2020

Como escolhemos

17Produtos analisados

19Horas investidas

4Estudos avaliados

58Comentários coletados

O strap-on ou cinta peniana é uma das invenções mais revolucionárias que você pode incluir nas suas relações sexuais. Não pense que eles são brinquedos sexuais desenvolvidos apenas para casais de lésbicas. Ele pode ser utilizado no pegging - uma prática da qual falaremos mais para frente - ou em uma penetração dupla.

É muito possível que, se você está pensando em testar o strap-on pela primeira vez, fique nervoso e se faça muitas perguntas. De acordo com Esperanza Gil, psicóloga e sexóloga, para começar, escolher um bom lubrificante e um dildo especialmente desenvolvido para esta prática é fundamental (1). Em relação à outras dúvidas, vamos tentar te ajudar neste artigo, não perca!




O mais importante

  • Qualquer pessoa pode aproveitar de um strap-on, independente das suas preferências sexuais ou da sua identidade. Mesmo que seja difícil de acreditar, cada vez mais casais heterossexuais o estão introduzindo em suas relações.
  • A cinta peniana pode ser fixada no corpo com ou sem a cinta e pode ser utilizada com diferentes tipos de dildos, ou até vários deles.
  • Quando você for adquirir um strap-on, leve em consideração os materiais de fabricação, a forma e tamanho do dildo (caso esteja incluído). Vamos falar melhor dos critérios de compra na última seção.

Os melhores strap-ons: Nossos favoritos

Mesmo que muitas das cintas penianas disponíveis no mercado sejam parecidas, você não deve se deixar levar pelas aparências. Nesta seção, vamos apresentar algumas opções com uma boa relação em custo benefício. Confira:

O strap-on mais versátil

Este strap-on oferece muito conforto. Com fitas em elastano, é totalmente ajustável ao corpo. Acompanha um vibrador com estimulador de clitóris, com aproximadamente 15,5 cm de comprimento e 3,7 cm de diâmetro. Acompanha um controle para definir a intensidade da vibração. É recomendado limpar com um sabão antibacteriano, mas com cuidado. A alimentação é feita com duas pilhas AA.

Um strap-on sem cinta

Uma opção de strap-on muito prático é este sem cinta. É recomendado para penetração dupla, já que uma parte fica dentro da vagina. Com um design inovador, proporciona conforto, além de muito prazer para quem estiver utilizando. Mede 13 cm na parte menor e 19 cm na parte maior. É recomendado utilizar com lubrificante e pode ser lavado em água, com sabão neutro.

O strap-on com dildo realístico

Este strap-on com pênis realístico é fabricado em courvin, com cinta elástica e o dildo é de PVC. É recomendado para utilizar de forma ativa, tanto homens quanto mulheres. O dildo tem 14,5 cm de comprimento com 4 cm de diâmetro. Para limpar, pode ser usado água e deve ser secado à sombra.

A cinta peniana para usar com seu próprio dildo

Este strap-on é recomendado para quem quer usar o próprio dildo, da maneira que achar melhor. O forro é em neoprene, com detalhes em metal e possui fivelas para ajuste, podendo ser utilizado por qualquer pessoa, também inclui uma argola de silicone com 4 cm de diâmetro, para você encaixar seu dildo.

Guia de compras: Tudo que você precisa saber sobre o strap-on

Normalmente, as pessoas não acham o strap-on muito interessante. Porém, depois da primeira impressão, bate a curiosidade, começa a pesquisa e aos poucos, você para e pensa, por que não testar?

E então, entra em uma loja online mas fica com muitas dúvidas! Por isso, nesta seção, vamos tentar responder as dúvidas mais comuns entre os compradores deste produto.

garota vestida de lingerie

Qualquer pessoa pode aproveitar de um strap-on, além das suas preferências sexuais ou da sua identidade. Mesmo que seja difícil de acreditar, cada vez mais casais heterossexuais o estão introduzindo em suas relações. (Fonte: Hanacek / Picjumbo.com)

O strap-on é para todo mundo?

Sim, não pense o contrário! Existe a falsa crença de que o strap-on é somente para homossexuais, mas não é bem assim. Este tipo de cinta peniana amplia as possibilidades eróticas e favorece as novidades sexuais em casal.

O strap-on amplia as possibilidades eróticas e favorece a vida sexual em casal.

Cada vez mais os casais heterossexuais estão praticando o pegging, ou seja, onde a mulher faz a penetração no homem com a cinta peniana.

Como aponta Marta Camuñas, psicóloga e sexóloga, a área localizada entre os testículos e o ânus é muito sensível. É onde fica o períneo e o ponto G masculino fica localizado dentro do ânus (2).

Vá em frente e teste!

Mesmo que sejam muito parecidas, as cintas penianas oferecem uma experiência diferente nos modelos com ou sem dildo e com ou sem a cinta. Isso é o que faz a diferença.

Nossa dica é deixar seus medos e inseguranças de lado e testar: você não tem nada a perder, mas sim, muito prazer para ganhar.

  • Um strap-on te deixa com as mãos livres e permite utilizá-las para acariciar ou estimular outras partes do corpo.
  • As cintas convidam a brincar com o seu parceiro, seja heterossexual ou homossexual.
  • A vantagem de utilizar os dildos abre a possibilidade de dupla penetração: um pela vagina e outro pelo ânus.
  • Os strap-ons podem ajudar homens com problemas de ereção e oferecem ao casal uma forma para aproveitar do coito completo.
  • Existem pessoas que acham muito excitante observar seu parceiro ou parceira utilizando a cinta peniana.
  • O strap-on pode melhorar a vida sexual e cumplicidade do casal. E, claro, pode melhorar uma rotina que esteja muito parada.
Rafa AragónPsicólogo especializado em sexologia

"A maioria dos homens que sofrem com disfunção erétil geralmente se deprimem e também se frustram. O strap-on é uma boa ferramenta para isso."

Quais tipos de strap-ons existem?

Então você já sabe que nem todas as cintas penianas são iguais, existem diferentes tipos. Escolher um modelo ou outro vai depender do uso que você vai fazer. Vamos observá-los melhor abaixo:

  • Strap-on com cinta: as opções com cintas são as mais comuns e as mais confortáveis. Possuem cintas que podem ser presas na cintura ou quadril.
  • Strap-on con dildo: possuem um dildo incorporado que pode ser substituído ou não por outro.
  • Strap-on universal: possuem um ou vários aros que permitem usar este tipo de cinta com qualquer dildo que você já tenha ou que compre.
  • Strap-on oco: pode ser utilizado por qualquer pessoa, mas é recomendado para homens que querem aumentar o tamanho do pênis ou testar coisas novas.
  • Strap-on sem cinta: podem ser utilizados apenas por mulheres, já que fica preso no corpo por uma parte que fica dentro da vagina. Pode ser mais instável ou difícil de utilizar.
Quem pode usar o que? Strap-on com dildo Strap-on universal Strap-on oco Strap-on sem cintas
Pênis+vagina X X X X
Vagina+Vagina X X X X
Pênis+pênis X

Para que o strap-on é utilizado?

As cintas penianas permitem introduzir novos jogos e experiências nas relações em casal, lembre-se que se você for utilizar em uma relação casual, deve sempre utilizar a camisinha.

Para você ter algumas ideias, vamos contar abaixo as práticas mais comuns:

  • O pegging é uma das práticas mais frequentes entre casais heterossexuais que testam o strap-on. Muitos homens heterossexuais gostam da estimulação anal e uma cinta peniana é ideal para introduzir nas relações em casal.
  • Penetrações entre duas mulheres. Possibilita a penetração "sem mãos". Também existem cintas duplas que estimulam as duas pessoas.
  • Se quem vai utilizar já possui pênis, também tem espaço para diversão. O strap-on serve para ajudar homens com problemas de ereção, mas também permite continuar o coito uma vez que já tenha ejaculado. 

O que devo considerar antes de usar um strap-on?

Não vamos negar que ao utilizar uma cinta peniana com dildo pela primeira vez pode ser um pouco estranho. Para se familiarizar com o novo brinquedo pode levar algum tempo.

Uma dica é, antes de utilizar em um contexto sexual, coloque para ficar em casa. Enquanto testa e observa, assista um pouco de TV, lave a louça, o que for, vá se acostumando com ele. Você pode tentar também a masturbação, para começar a associá-lo à práticas sexuais.

Tente tocar no dildo, se tocar, comece a normalizar a situação. Mas, quando você for utilizar em casal, utilize bastante lubrificante, principalmente se você escolheu um dildo grande ou se vai realizar práticas anais.

cinta com dispositivo vibratório

A qualidade dos materiais determina a resistência, durabilidade e, inclusive, a segurança do seu strap-on. (Fonte: Gordeeva: 111799921 / 123rf.com)

Com quais outros brinquedos sexuais posso combiná-lo?

A melhor coisa a fazer é se deixar levar pela imaginação, mas vamos te ajudar. Da mesma forma que é necessário se livrar do tabu em relação ao strap-on, não devemos considerar o coito como o centro da relação sexual.

A cinta peniana pode ser utilizada sozinha, mas também pode ser utilizada junto com outros produtos:

  • Estimuladores para a vagina e o clitóris: De tipo pinça, que permite a penetração. Desta forma, você vai poder estimular o clitóris ao mesmo tempo que utiliza o strap-on.
  • Vibrador ovo: Pode ser utilizado tanto na pessoa que penetra quanto na penetrada, em diferentes partes do corpo. Com eles, ninguém fica sem sua dose de prazer!
  • Bolas tailandesas: As bolas tailandesas estão entre os brinquedos sexuais para mulheres mais utilizados. Você pode introduzi-los na vagina enquanto utiliza uma cinta peniana para sentir uma suave vibração no seu interior.
  • Cosméticos eróticos: Você pode utilizar lubrificantes com efeitos de frio ou calor, com sabor ou com aroma, por exemplo. Os vibradores líquidos também são opção divertidas.

Critérios de compra

Nos atrevemos a dizer que, neste ponto do guia, você deve estar seriamente pensando em comprar um strap-on. Para fazer uma aquisição acertada, leve em consideração os seguintes critérios de compra:

Materiais

A qualidade dos materiais determina a resistência, a durabilidade e, inclusive, a segurança do seu strap-on. Eles são, geralmente, fabricados em nylon e couro sintético, mas também existem opções de tecido e outros com materiais alternativos.

Mas preste atenção, a cinta deve ser suave por dentro, para não machucar durante o uso. A maior parte dos dildos, por sua vez, são fabricados em silicone. O mais importante é que o material seja não poroso, principalmente se for você usar para penetração anal.

Os materiais porosos, como o látex, são mais difíceis de limpar e podem acumular bactérias. Os materiais não porosos mais comuns são o silicone, o aço inoxidável, o vidro e o plástico ABS.

garota vestindo lingerie vermelha

Um strap-on deixa as mãos livres e permitem utilizá-las para acariciar ou estimular outras partes do corpo. (Fonte: Boltneva: 597200 / Pexels.com)

Conforto

A cinta é a parte do strap-on que prende o dildo ao corpo da pessoa que irá penetrar. Como mencionamos, pode ter cinta ou não, os primeiros são os mais comuns e também mais confortáveis e recomendados para os iniciantes, na nossa opinião.

Também existem opções que simulam uma roupa íntima e que dispensam tiras e fivelas. Por outro lado, você não deve se limitar em cintas que são presas na cintura ou quadril, existem opções que podem ser presas no peito, pés, pernas ou até nas mãos.

Algumas não são muito comuns nas lojas, mas basta procurar bem que podem ser encontradas. Uma boa cinta deve se adaptar ao seu corpo perfeitamente para que o dildo permaneça erguido.

Tamanho e formato do dildo

Os diferentes tipos de dildo mudam (e muito) o jogo. Como sempre, recomendamos que, caso tenha dúvidas, principalmente quando for usar pela primeira vez, escolha um com tamanho pequeno. Você terá tempo para testar opções maiores.

Este fator é mais importante no caso de penetração anal se você não quer arriscar se machucar. Em relação ao formato, vai depender das suas preferências pessoais. Existem dildos com formatos abstratos e outros mais realistas.

Geralmente, os abstratos são mais suaves, flexíveis e fáceis de utilizar do que os realistas. Por outro lado, os mais realistas podem ser mais excitantes. É você quem decide, existem muitas opções no mercado!

Megan StubbsSexóloga

"Antes de testar o pegging pela primeira vez, é recomendado explorar a área anal com a língua, os dedos ou brinquedos pequenos, como os plugs ou vibradores ovo."

Limpeza

Limpar a cinta penina e também o dildo depois de cada uso é fundamental, mesmo que você utilize sempre com o mesmo parceiro ou sozinho. É muito difícil afirmar que você vai adquirir uma infecção se não limpar, mas é sempre melhor prevenir e tomar os cuidados adequados.

Por isso, antes de comprar, avalie a dificuldade de limpar o produto. Escolha um modelo prático e fácil de limpar, sem muitos detalhes e com materiais que possam ser lavados com água. Praticidade antes de tudo!

Resumo

O strap-on ou cinta peniana deixou de ser um brinquedo considerado sórdido por muitas pessoas para entrar na intimidade de muitos casais, tanto homossexuais quanto heterossexuais. Eles estão se popularizando, a medida que os homens vão deixando seus tabus para trás, para realizar práticas sexuais como o pegging, onde a mulher faz a penetração no homem.

Nas questões mais íntimas, para poder aproveitar mais, é melhor se deixar levar pelas suas vontades e testar novas coisas sem medos ou preconceitos. Lembre-se que, na hora de comprar um brinquedo sexual, é muito importante levar em consideração a segurança. Informe-se sempre sobre os materiais de fabricação e observe também as certificações sanitárias.

E você, está pensando em comprar um strap-on? Conte para nós nos comentários e, se quiser, compartilhe em suas redes sociais!

(Fonte da imagem destacada: Mahirates: 134325391 / 123rf.com)

Referências (2)

1. Ana Lombardía (2019): «Así es el pegging: cuando es ella la que penetra», en El Español.
Fonte

2. Rita Abundancia (2019): «Sexo anal, el último tabú del hombre hetero», en S Moda.
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Aline Moura Graduada em Estética
Desde pequena, Aline sempre gostou de brincar e testar os cremes de sua mãe. Daí nasceu a paixão pelos produtos que lhe permitem cuidar da pele e dos cabelos. Formada em cosmetologia e estética, hoje dedica-se a pesquisar e informar seu público sobre tudo o que envolve o cuidado com o próprio corpo, inclusive no que diz respeito a um tema tabu: o sexo."
Artigo informativo
Ana Lombardía (2019): «Así es el pegging: cuando es ella la que penetra», en El Español.
Ir para a fonte
Artigo informativo
Rita Abundancia (2019): «Sexo anal, el último tabú del hombre hetero», en S Moda.
Ir para a fonte